Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Havana e seus Contrastes

Por  |  0 Comentários


Pensando em conhecer Havana?

Chegamos em Havana de navio e passamos dois dias explorando a cidade. Há muito o que ver, a cidade é um cenário perfeito para fotógrafos e turistas que gostam de conhecer culturas diferentes e ver in loco como uma cidade parou no tempo. Na “Habana Vieja”  ao lado de bonitas construções restauradas de arquitetura espanhola colonial, encontram-se casarões decadentes.

Nas ruas do centro histórico, algumas mal cuidadas, você encontra charretes, conversíveis da década de 1950, coco táxi (um triciclo que tem o lugar dos passageiros em forma de meio coco) e carros velhos, mas, para nossa alegria, por toda parte você ouve o som da música cubana, ritmo gostoso, influência dos colonizadores espanhóis e dos escravos trazidos da África.

Em primeiro plano o Porto de Sierra Maestra, nosso "presente" para Cuba, atrás os outros terminais completamente abandonados Foto de Roberto Pereira


Leia mais

+ 5 dicas para organizar o seu destination wedding

bg-divisoria

 St. Barth: infinitos tons de azul

bg-divisoria

+ 10 situações desconfortáveis que todos os noivos passam


Foram dois dias intensos, no primeiro dia saímos caminhando pela Havana Velha pela manhã e à tarde fomos passear de conversível e conhecer outras atrações de Havana. No segundo dia passeamos de charrete e voltamos ao centro histórico para ver o que não deu para conhecer no primeiro dia.

Logo ao sair do porto Sierra Maestra  fica a  restaurada Plaza de San Francisco de Assis, do século XVI, construída pelos espanhóis, servia de parada para os galeões a caminho das Índias. Nela ficam a Fuente de Los Leones, a Igreja e Convento de San Francisco de Assis que hoje é o Museu de Arte Sacra. Não resisti e tirei uma foto com uma cubana que fica na praça e por U$5 “fantasia” os turistas para o clique, amei!

Na Plaza de San Francisco eu e a cubana Foto Roberto Pereira

A Plaza de Armas é a praça mais antiga de Havana, antiga Plaza de la Iglesia do início de 1500. É um passeio interessante, ao seu redor está o antigo Palácio dos Capitães, atualmente é o Museu da Cidade.

Plaza de la Catedral, para mim, é a mais bonita, nela se encontra a belíssima Catedral de Havana, o melhor exemplo de do barroco cubano do século XVIII, aí assisti à missa dominical ao meio dia, foi emocionante. Também na praça, ficam as mansões barrocas aristocráticas do século XVIII.

Fachada da Catedral de Havana Foto Roberto Pereira

Missa dominical na Catedral de Havana Foto Roberto Pereira

Plaza Vieja é muito antiga, século XVI, mas o incrível é que é “jovial”, cheia de bares ao redor com mesinhas na calçada e música ao vivo, há também as lojinhas vendendo artesanato e os famosos charutos cubanos, dizem que o melhor do mundo é o Partaga. Ao final da tarde as crianças chegam alegremente para jogar bola ou brincar com os pombos.

Loja de artesanato em Havana Foto Roberto Pereira

Passeamos de charrete pela Havana Vieja e passamos pela famosa  Calle O’Reilly onde sentimos a decadência da cidade, espero que seja restaurada em breve, assim como muitas ruas do centro histórico!

Uma rua em Havana Foto Roberto Pereira

Uma rua em Havana Foto Rodrigues Pereira

O Gran Teatro de La Habana, projeto do arquiteto belga Paul Belau, é muito bonito e vale a pena conhecê-lo.

 Gran Teatro de La Habana Alicia Alonso Foto Roberto Pereira

O Capitólio de Havana, construído em 1929, foi inspirado no Capitólio dos Estados Unidos, está sendo restaurado e será aberto à visitação.

Achei muito bonito o Palacio del Conde Lombillo, foi construído em 1741 e está completamente restaurado. Seu interior é muito bonito.

Um passeio inesquecível foi andar num velho conversível da década de 50. Passeamos pelo Malécon, pela Avenida dos Presidentes, pela Quinta Avenida até chegar à Plaza de la Revolución.  Foi muito divertido.

Nós e o velho conversível

Malécon é a orla de Havana, onde se pode fazer caminhadas durante todo o dia, mas ao entardecer é um belo passeio, o pôr do sol é deslumbrante. Os cubanos amam este local, onde namoram, encontram os amigos, fazem esportes, enfim é uma área de lazer perfeita para todas as idades.

Entardecer no Malécon Foto Roberto Pereira

A Fortaleza de San Carlos de la Cabaña, na verdade um complexo de fortalezas do século XVIII, construída pelos espanhóis, é a maior da América espanhola, fica numa colina, na entrada do porto de Havana junto com o Castelo do Morro. O lugar é perfeito para fotos, pois a vista é muito bonita.

 Fortaleza de San Carlos de la Cabaña Foto Roberto Pereira

Guarita e canhões da Fortaleza de San Carlos de la Cabaña Foto Roberto Pereira

Atualmente a Plaza de la Revolución é a mais importante para o governo de Cuba, lá acontecem todas as manifestações políticas. Não é bonita  apesar de enorme, parece mais um grande estacionamento e é muito diferente das antigas praças da cidade. Ao seu redor ficam edifícios com salas comerciais e lojas, em dois deles estão murais de fotos famosas de Che Guevara e Camilo Cienfuegos, os revolucionários de Cuba. Se quiser conhecer, vá ao final da tarde, como não tem árvores na praça, o local é muito quente.

Plaza de la Revolución foto Roberto Pereira

Algumas informações importantes para quem vai a Cuba: é necessário visto de entrada, seguro saúde, vacina de febre amarela. Você é obrigado a trocar dólares ou euros pela moeda CUC, que é o dinheiro cubano para turistas, o melhor é trocar euro porque 1 euro = 1 CUC, 1 dólar vale menos que 1 CUC. Beba somente água mineral e cuidado ao escolher os restaurantes.

Não conhecemos as praias que dizem ser muito bonitas com bons resorts , onde muitos casais passam a lua de mel, para quem for casar vale conferir. Gostamos de ter ido à Havana, é uma cidade decadente, mas que está sendo restaurada aos poucos, tem muita coisa bonita para se ver, seu povo, apesar de sofrido, é simpático e trata bem os turistas. Espero que daqui a alguns anos Cuba se transforme num belo e alegre paraíso turístico como suas irmãs caribenhas!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Casada, mãe de três filhos e avó-coruja de seis netos. Formada em Português Latim, Línguas e Literaturas pela UERJ, gosta de descobrir novas culturas e viajar mundo afora. Organizada, sabe planejar meticulosamente cada roteiro para usufruir do melhor a um custo justo. Com o passaporte carimbado, ela compartilha aqui suas experiências.