Um destination wedding do tamanho do seu sonho

Por  |  0 Comentários



De uma coisa nós temos certeza: unir casamento, viagem para os convidados e lua de mel pode ser a experiência mais inesquecível da sua vida. A verdade é que casar fora do seu local de origem está super em alta. Seja um miniwedding, a dois ou num Destination Wedding dos grandes, repleto de convidados – o tamanho do sonho fica a critério do casal.

Mas a realidade exige muito cuidado. Casar em um local que não seja tão conhecido pelos noivos requer bastante planejamento. E pensando nisso, convidamos a cerimonialista Raquel Abdu, que há mais de sete anos se especializa em Destination Wedding, para dar umas dicas bem legais e ajudar a fazer dos seus desejos, realidade:

Rapidinhas

  • Escolha o destino levando em consideração a relação do lugar com a história do romance do casal;
  • Visite o local escolhido durante a organização;
  • Analise a estrutura  e verifique se a área destinada à realização da cerimônia e/ou recepção comporta o número de convidados. Além disso, observe se o acesso é viável;
  • Opte pela baixa temporada. Nessa época, se economiza com os gastos dos preparativos e ainda ajuda os convidados a curtirem passeios, praias e restaurantes com mais tranquilidade;
  • Facilite alguns trâmites para os convidados: junto com a sua agência de viagens pense na hospedagem, no transporte e nos passeios. Além disso, ofereça uma lista de pontos turísticos e endereço uteis do local;
  • Procure saber quem são os vizinhos. É muito importante verificar se a festa poderá invadir a madrugada – se a cerimônia for à noite –;
  • Se o casamento for ao ar livre, não se esqueça de olhar a previsão do tempo para o dia escolhido;
  • Observe se o local possui área coberta que comporte os seus convidados. Se não tiver, vale incluir o orçamento de um toldo – pense nele para toda a estrutura, indo dos banheiros até o trajeto dos garçons –, assim a festa poderá transcorrer de forma confortável e linda do mesmo jeito;
  • Contrate gerador. Se você faz um investimento grande e acontece um pico de energia, tudo pode ser jogado por água abaixo. 

É preciso escolher com muito cuidado os fornecedores, pois esse tipo de evento requer uma dedicação maior:

Bufê

Normalmente, em um salão, as cinco horas de festas se tornam lei, raramente podendo passar. Já em um espaço ao ar livre – campo ou praia – é possível ter uma flexibilidade muito maior, chegando até oito horas de festa.

Para isso, o bufê e o cardápio devem ser escolhidos cuidadosamente. Pois o evento se estendendo, a variedade nos itens são primordiais. Vale garantir que os convidados sairão satisfeitos e não correndo para uma pizzaria.

Decoração, som e iluminação

Geralmente, quando o espaço é ao ar livre, o suporte da iluminação precisa ser muito maior, pois é uma área extensa e com muitos elementos para iluminar. Já a sonorização, também merece uma atenção especial, visto que o lugar aberto requer um som bem potente.

A empresa escolhida para cuidar da decoração deve ter bastante atenção ao local. É preciso analisar se no espaço costuma ventar, para que seja feita outra proposta de arranjos. Os lounges devem ser pensados.

Se você está pensando em escolher um Destination Wedding, não se assuste. O trabalho é dobrado, mas ver a carinha dos convidados encantados com o fim de semana – do seu casamento!! – não há nada que pague!

DICAS DE QUEM FEZ UM DESTINATION WEDDING

Keila Batista e Plínio Scambora casaram na Praia das Caravelas, em Búzios/RJ, em uma cerimônia para 105 convidados.

casal-durante-a-cerimonia-Keila-e-Plinio-Destination-Wedding- Foto Pier66Films“Planejamento é essencial para quem quer casar em outra cidade. Você precisará ainda mais das planilhas e pastas que toda noiva já deve ter.

Pesquisar tudo antes de iniciar também é muito importante. Conheça a cidade, os fornecedores, o clima, veja referências de outros casamentos no mesmo local (Keila e Plínio começaram os preparativos 11 meses antes do casamento).

Encontrar nos principais fornecedores – cerimonial/assessoria, decorador, buffet –  o apoio essencial . Tem noivas que optam por fazer tudo através da assessoria, sem se envolver com os demais fornecedores, então é aconselhável que se tenha um assessor incrível, porque vai precisar (o casal foi a Búzios escolher cerimonial e assessoria, buffet e cabelo/maquiagem. Depois, à distância, conseguiram o decorador).

Outra coisa que nos ajudou muito foi ter um cronograma bem definido na linha do tempo dos meses que se seguiriam. Assim pudemos colocar todo os serviços nas datas certas em que precisaríamos fechar, para conseguirmos planejar nossas idas a Búzios (Keila morava em Brasília e Plínio em São Paulo). Fechamos quatro idas a Búzios durante a preparação e depois tratamos todo o restante por e-mail e telefone. E deu supercerto! Ou seja, planejamento forte, e bons fornecedores fazem de uma preparação para Destination Wedding um momento leve e cheio de realização.”

caminho-para-o-altar-Keila-e-Plinio-Destination-Wedding - Foto Pier66Films

Anna de Castro Belotti e André Luiz Barreto Cunha casaram no Bora Bora/Tahiti, em uma cerimônia a dois

O casal sonhava em casar no Tahiti, mas para não ficar sem dividir o momento com pessoas especiais no Brasil, eles resolveram realizar um miniwedding no Laguna, na Ilha da Gigoia, Rio de Janeiro. Depois, os noivos seguiram viagem somente ao lado dos seus pais rumo a Bora Bora.

Bora-Bora-Anna-e-André-Destination-Wedding- Foto Divulgação “Procure se informar bem sobre as condições que o lugar oferece (o casal contou com a ajuda do Four Seasons Tahiti para cuidar dos mínimos detalhes) . Seja insistente caso suas dúvidas não tenham sido esclarecidas. Sempre procure a indicação de alguém que conheça o esquema. Com o google Earth, fica mais fácil entender a localização e se a vista e o lugar agradam (o casamento aconteceu numa ilha chamada Sunset Motu, ao pôr do sol)”.

Noivos-na-cerimonia-em-Bora-Bora-Destination-Wedding

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Jornalista, fotógrafa e pisciana. Como ser essas três coisas e não amar casamentos? Sonha em um dia dizer "sim" para aquele que entende seus defeitos e se apaixona pelas suas qualidades.