Alô, alô! Casar em Las Vegas é coisa séria

Por  |  0 Comentários


Texto Antonia Leite Barbosa

Não é coisa de maluco, não! Casar em Las Vegas pode ser uma boa e séria ideia para os casais moderninhos. A gente mostra o caminho das pedras para tornar tudo oficial em um destination wedding em Vegas!

Dizer sim com emoção, no ponto mais alto de uma roda gigante, segundos antes de andar em uma montanha russa, sobrevoando de helicóptero a iluminada Strip Street ao anoitecer. Dizer sim num vale do Grand Canyon, no histórioco museu de neons, onde estão depositados icônicos e desativados letreiros de luz, debaixo d’água, numa capela que funciona como um drive thru, ou ser escoltada ao altar pelo sósia do Elvis Presley, que ainda entra cantando os maiores sucessos do rei. Essas são apenas algumas das excentricidades que acontecem numa cidade como Las Vegas, que concede 80 mil licenças de casamento por ano (dados oficiais, sem contar as renovações de votos e cerimônias simbólicas).

Toda noiva alimenta uma fantasia e curiosidade sobre o que acontece nesse deserto, que além de ter se transformado em um dos maiores polos turísticos dos Estados Unidos, é também cenário icônico das uniões, duradouras ou efêmeras. Casar em Las Vegas não é sempre uma atitude precipitada, como ilustram os filmes. Muitos casais em busca de uma experiência diferente e divertida planejam muito bem seu matrimônio na cidade conhecida por sua noite badalada, cassinos e hotéis exóticos.

Destination wedding - Casar em Las Vegas

VAMOS AOS DETALHES

Em termos de legislação para fazer valer, basta a vontade de ambos e passaportes. A cidade não é nada burocrática. Com esse único documento em mãos os noivos de qualquer nacionalidade conseguem obter no cartório, aberto todos os dias de 8 da manhã à meia noite, uma licença matrimonial, que fica pronta em algumas horas e custa US$77. Esse documento é imprescindível para que a cerimônia tenha valor real. É necessário ainda ter uma testemunha, e muitas vezes os funcionários da capela ou cerimonialistas cumprem esse papel. Se os noivos são estrangeiros e querem validar as bodas em seu país de origem, a capela normalmente oferece o serviço de despachante.

A figura do padre, rabino, pastor, imã inexiste. A religião não está associada ao ritual. É um “ministro” a autoridade que conduz as bodas. Conheci uma das cerimonialistas mais requisitadas de cidade, a Joni Moss, que trabalha há muitos anos no ramo. Com uma ajuda profissional como a dela, os noivos tem acesso a todo o “cardápio” que Vegas oferece e podem delegar toda a produção.

Destination wedding - Casar em Las Vegas - Wedding Chapel

Os casamentos estereotipados que nós conhecemos através de filmes como “Se beber não case” acontecem sem nenhuma formalidade e valor legal, mas representam apenas 20% das cerimônias realizadas. Basta encontrar uma capela disponível e agendar a sua performance. Entre as mais inusitadas, Brandon Reed, o gerente geral de Graceland, a capela mais antiga da cidade cujo nome homenageia a mansão de Elvis Presley em Memphis, diz ter testemunhado uma cerimônia de desquite, onde a noiva caminhou sozinha até o altar e num gesto simbólico removeu a aliança fazendo um discurso para os convidados e as câmeras do “por quê” da separação. E também de um viúvo que perdeu a noiva num acidente de carro e quis manter a cerimônia na data planejada, usando como recurso um cartaz em tamanho natural reproduzindo a imagem da amada. Foi lá que tirei essa minha foto com o Elvis, que é requisitado em pelo menos metade das cerimônias realizadas no local. As músicas mais pedidas do rei são Love Me Tender, Can’t Help Falling in Love e Viva Las Vegas. Um dado curioso: em 2015 a capela Graceland foi escolhida para vir ao Brasil celebrar os 10 casamentos realizados durante o festival Rock in Rio.

SOBRE CONVIDADOS, TRAJES E LOGÍSTICA

Não foi possível convidar todos os seus amigos ou eles não puderam se deslocar do outro lado do mundo? Isso não é motivo para perder a cerimônia. As capelas oferecem o serviço de transmissão ao vivo e com discretas câmeras estrategicamente posicionadas no altar. Como lá é muito fácil de se casar e fazer uma cerimônia informal, muitas pessoas escolhem a cidade para renovar votos aos 10, 15, 25 anos de casados.

Destination wedding - Casar em Las Vegas - Renovação de votos

O mercado de locação de vestidos é muito aquecido. O preço de um vestido alugado custa em média de US$100 a US$500. Os homens em geral usam smoking, em vez de fraque ou terno como estamos acostumados a ver no Brasil. Com algumas horas você até casa sem grandes produções, mas com uns três ou quatro dias o céu é o limite. As alianças são o ítem mais fácil de adquirir. As maiores e melhores grifes do mundo estão espalhadas pelos hotéis, sendo que a demanda é tão grande, que grandes grifes chegam a ter três a quatro lojas na cidade.

Cada grande hotel possui um departamento de horticultura, que além de abastecer lobby e áreas comuns, é responsável pelos arranjos florais pra cerimônia, confecção de buquês e decoração dos salões. A funcionária entusiasmada do hotel Venetian falava muito em embelishments, que significa “embelezamento”: tudo que pode ser colocado num simples buquê para que ele fique deslumbrante: pérolas, fitas de cetim, arames metalizados coloridos, cristais Svarowsky e muitos outros ornamentos. A logística impressiona. Imaginar que eles conseguem ter diariamente flores frescas que de foram colhidas no Equador ou na Califórnia, não é pouca coisa.

Destination wedding - Casar em Las Vegas - Decoração para casamento - Foto Antonia Leite Barbosa

O famoso chef Buddy Valastro, que tem uma filial de sua prestigiada confeitaria Cake Boss dentro do The Venetian Hotel, é um dos mais requisitados fornecedores de bolos de noiva decorados. Os bolos em geral tem um protagonismo na cerimônia e recebem uma atenção especial dos noivos. No hotel Aria, que tem em suas instalações dois salões para bodas, serviço de spa me impressionou a diversidade de estilos em display. Técnicas elaboradas de confeitaria, com apliques, pinturas peroladas, resultando em verdadeiras esculturas de comer.

ESCOLHENDO O LUGAR PARA CASAR EM LAS VEGAS

No hotel Wynn o esquema é mais luxuoso e exclusivo. Os wedding Salons são apenas dois internos e um externo com capacidade para 40 a 150 convidados, pátio privativo e sala de espera para a noiva. Os pacotes em geral tem 4 horas de duração. O pôr do sol é o horário mais solicitado para bodas.

Se os noivos buscam uma cerimônia com mais adrenalina, o palco pode ser a High Roller, roda gigante inaugurada em 2014, e atualmente a mais alta do mundo, com seus 550 pés. Uma gôndola tem capacidade para 40 pessoas ou 21 se for instalado um serviço de bar. Ao menos cinco casamentos são realizados por semana, no período entre 11h30 às 2 da manhã e custam em média US$2400.

Destination wedding - Casar em Las Vegas - Roda Gigante

Outro concorrido cenário é o Grand Canyon. Os noivos seguem num helicóptero com capacidade para seis lugares acompanhados por um ministro e fotógrafo e eventualmente mais dois convidados. Ao pousar num dos três ou quatro determinados platôs do vale, tem cerca de 30 minutos no solo para fazer a celebração e tirar fotos. Voando com a empresa Sundance Helicopters, a trilha sonora da cabine pode ser personalizada. Pedidos de casamento também podem surgir pelo ar. A Sundance envia um segundo helicóptero com um banner impresso para surpreender a noiva. Os pacotes custam em torno de US$4 mil e incluem bolo e champagne no retorno à base.

O Bellagio, onde acontece cerca de 900 bodas por ano, e onde até um elefante de verdade foi trazido para transportar um noivo indiano como manda o figurino em seu país tem uma especialidade. Preparar cenários para pedidos de casamento. Numa inocente contemplação ao show de águas do hotel mais famoso da cidade, a noiva é surpreendida por músicos, champagne e uma aliança. Já no The Venetian, um passeio de gôndola no Grand Canale do muitas vezes acaba em surpresa. Se combinado previamente, a trilha sonora pode mudar e o céu pode projetar uma mensagem e o nome dos noivos.

E TEM MUITO MAIS QUE CASAMENTO

Não é só de cerimônias propriamente ditas que vive a indústria de casamentos. Vegas é um dos destinos mais cobiçados para despedidas de solteiro, especialmente em grupo, e lua de mel. São tantas atrações que não há como não agradar diversos estilos de visitantes. Quem considera a gastronomia o ponto alto de uma viagem vai ter dificuldade em escolher onde fazer suas reservas. Os restaurantes dos chefs mais renomados do mundo estão lá. Só no hotel The Venetian são 15 restaurantes assinados por chefs estrelados como Mario Batali, Emeril Lagasse, Daniel Boulud, Thomas Keller e Buddy Valastro.

Dos premiados que experimentei destaco o Lago, do chef Julian Serrano, no Bellagio, o Jaleo, de José Andrés, no The Cosmopolitan, e o Carbone, do Mario Carbone, no Aria. Foram refeições inesquecíveis. Entretenimento é sua praia? São dezenas de espetáculos em cartaz. De show de mágico com o lendário David Copperfiel aos mais brilhantes comediantes de stand up. Vegas é um paraíso para os fãs da companhia Cirque du S’Oleil. São mais de 13 espetáculos em cartaz, onde se destacam produções como Beatles, Michael Jackson e espetáculos que utilizam recursos de águas, como Ô e Le Reve. Se for tempo de relaxar, spas como o Canyon Ranch SpaClub, no The Venetian, ou o Sahra Spa & Hammam, no The Cosmopolitan, oferecem tratamentos de corpo e faciais maravilhosos.

Destination wedding - Casar em Las Vegas

Em termos de compras, cada hotel reúne uma seleção de marcas melhor do que o outro. O Wynn concentra as grifes mais luxuosas e o Grand Canal Shoppes as mais acessíveis. Tem também o shopping Fashion Show, que além de uma grande loja da Apple, reúne algumas lojas de departamento como a tradicional Macy’s e Neiman Marcus.

A jogatina ocupa o andar térreo de quase todos hotéis. Quem quer fugir da tentação de uma máquina caça níquel ou de uma mesa de Black Jack, só pra citar um dos jogos mais concorridos, pode se hospedar em hotéis como Mandarin Oriental e Trump, que como diferencial optaram por não sediar cassinos. O Bar do Mandarin Oriental oferece uma carta de drinques excepcional e uma das mais deslumbrantes vistas da cidade. Mas, para quem busca apenas um atendimento mais exclusivo ainda dentro da estrutura de um grande hotel, o Aria, por exemplo, oferece uma “recepção secreta”, com acesso restrito e concierge exclusivo para determinados hóspedes VIP.

Dentro de um salão de jogos é impossível distinguir se é dia ou noite e, quem joga tem direito a consumir bebida alcoólica por conta da casa, o que vai aumentando consideravelmente o nível etílico dos apostadores. Shows sensuais e divertidos para homens e mulheres servem como esquenta pra noite que está apenas começando. Elas costumam assistir Thunder From Down Under, em cartaz no hotel Excalibur, um show musical com performances de dançarinos australianos que dançam, provocam e instigam as mulheres da platéia. Quando o grupo é de rapazes eles vão para o Luxor se entreter com Fantasy, onde o topless é garantido, mas sem vulgaridade. As coreografias impressionam. As boates funcionam madrugada adentro e no auge do verão algumas oferecem pool partys, todo mundo de roupa de praia dançando ao som dos maiores DJs da atualidade, como é o caso da XS Nightclub no Encore Resort.

Destination wedding - Casar em Las Vegas

Não há maior concentração de limousines por metro quadrado no planeta. Algumas capelas e serviços como passeio de helicóptero utilizam o serviço de transfer no veículo como atrativo a mais para os clientes. Vegas não foi projetada para ser uma cidade outdoors, em que se anda muito nas ruas, apesar das distâncias entre as atrações serem relativamente curtas. Mas, isso está mudando. A inauguração do The Park, o primeiro parque ao ar livre da Strip, bancado pelo grupo hoteleiro MGM, busca estimular mais atividades ao ar livre. O parque é uma espécie de quintal do complexo T-Mobile Arena, um espaço polivalente inaugurado na mesma época, coberto, e com capacidade para 20 mil assentos, capaz de receber de um show de música à um jogo de hóquei ou basquete da NBA. Não duvido que em breve a arena seja palco de algum nababesco evento ligado à indústria de casamento.

Antonia Leite Barbosa viajou a convite da Las Vegas Convention and Visitors Authority.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr