Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Polônia: lua de mel para os apaixonados por cultura em Cracóvia e Varsóvia

Por  |  0 Comentários


No Leste Europeu, a Polônia se mantém como uma relíquia cultural no continente e, mesmo restando algumas cicatrizes do seu passado conturbado é, hoje, um lugar onde podemos testemunhar o presente em constante evolução. Localizada às margens do Rio Vístula, no Sul da Polônia, Cracóvia é talvez a mais surpreendente das cidades polonesas, com seu belo centro histórico e inúmeros atrativos quando o assunto é história e cultura. A cidade já foi lar de incríveis artistas, como o escritor Czesław Miłosz, vencedor do Prêmio Nobel da literatura, e também de grandes compositores, como Krzysztof Penderecki. Varsóvia, a atual capital do país, exibe uma agradável atmosfera aos visitantes – bela, colorida e cheia de vida. Durante o verão as calçadas são tomadas por mesas dos seus diversos cafés, enquanto seus restaurantes, museus e suas catedrais são atrativos que valem a pena conferir em qualquer época do ano. Damos dicas das duas cidades especialmente para os casais apaixonados por programas culturais!

O que ver em Cracóvia

Market Square at sunrise in Krakow, Poland

Uma das cidades mais antigas da Polônia – e que também já foi capital do país-, Cracóvia abriga, grandes tesouros da cultura polonesa, a começar pela sua antiga e elegante Cidade Velha, eleita pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade. É lá que fica o mais famoso Mercado da Cidade de Cracóvia, na Praça Rynek Glowny, considerada uma das três maiores – e mais charmosas – praças de toda a Europa. Cercada ainda por diversos parques e restaurantes, a Praça é um passeio interessante para passar bons momentos românticos, admirando sua variedade de flores, andando de carruagem a dois, fazendo pequenas compras ou até aproveitando a noite, quando ela se ilumina por inteira.

Na cidade os visitantes ainda podem conferir vários estilos arquitetônicos, que vão do barroco ao Art Nouveau, e do Renascimento ao Gótico. O que não falta em Cracóvia são opções culturais. Uma das paradas imperdíveis por lá é o Castelo Real de Wawel, localizado na Colina Wawel e comparado até mesmo ao inglês Palácio de Buckingham graça à sua importância para os poloneses. O edifício foi construído no começo do século 19 pelo Rei Casimiro I e reformado diversas vezes por reis posteriores. Próxima à Praça, a Basílica de Santa Maria, chamada em polonês de Mariacki, foi construída no século 12 e modificada várias vezes durante os séculos. A igreja possui 80 metros de altura e dezenas de capelas, altares, colunas e púlpitos.

 Já no bairro judeu Kazimerz está outro atrativo imperdível: o Museu Judaico, a mais forte representação das lembranças de um bairro que, de tão grande, chegou a ser considerado uma cidade independente, abrigando diversas sinagogas. Ainda entre os highlights está o Museu de Arte Contemporânea, instalado em um moderno edifício de dois andares com 4 mil metros quadrados de área onde os visitantes podem apreciar pinturas, esculturas, fotografias e diversas outras obras de artistas contemporâneos, tanto polacos quanto estrangeiros.

Cloth Hall and St. Mary’s Basilica on main Market Square in Krakow, Sauthern Poland

The Cathedral of Royal Wawel Castle against blue sky in Cracow, Poland. Wawel Royal Castle inscribed on the UNESCO World Heritage List.

The view from above on St. Mary’s Cathedral in Gdansk, Poland.

Krakow, Poland – July 05, 2016 : Old synagogue in jewish district of Krakow – Kazimierz on Szeroka street. Old Synagogue is an Orthodox Jewish synagogue ,it is one of the oldest synagogues in Poland and one of the most valuable monuments of Jewish sacral architecture in Europe.

O que ver em Varsóvia

Uma das cidades mais arrasadas durante a Segunda Guerra Mundial, Varsóvia hoje brilha indiscutivelmente. Localizada às margens do Rio Vístula, a vibrante cidade polaca reserva grandes surpresas para quem a visita: assim como Cracóvia, ela também possui uma “Cidade Velha” reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O lado mais antigo da cidade foi construído na Idade Média e, à época, havia um castelo e um povoado cercados por muralhas. Com o passar do tempo, novos edifícios surgiram, como a Basílica de São João Batista, além de diversas ruelas charmosas.

Com arquitetura do século 17, a Praça da Cidade Velha está cercada por vários pontos de interesse e edifícios históricos. Muito frequentada por visitantes, artistas de rua e carruagens, ela conta com dezenas de cafés onde há mesas nas calçadas e um alegre movimento, que ajudam a compor o cenário que é também o ponto de partida ideal para uma exploração a pé da região. Não deixe de conhecer ainda a Praça Rynek Starego Miasta, onde fica o Museu de Varsóvia Polin, um excelente local para mergulhar no rico e também tumultuado passado da cidade. Por falar em museus, o Museu Chopin tem uma incrível exposição sobre esse que é o mais famoso músico polonês.

Já o Castelo Real abriga um acervo completo sobre a história do antes e depois da Segunda Guerra, e já foi até residência de reis e sede do Parlamento polonês. Outro passeio que vale a pena é visitar o Palácio Lazienski, um edifício sobre as águas construído em estilo neoclássico para ser a residência de verão do rei Estanislau. E, para aproveitar o melhor da gastronomia polonesa – e do mundo inteiro -, a dica é dar uma passadinha na Rua Nowy Swiat – há sempre novidades por lá.

Aerial view of the old city in Warsaw. HDR – high dynamic range

Warsaw Old Town Square at sunset, Poland

Museum of the History of Polish Jews ‘Polin’. Designed by Rainer Mahlamäki. Warsaw, masovian province, Poland.

Warsaw, Poland – July 30, 2018: People at sidewalk cafes on Old Town Market Place in Warsaw in Poland

Onde ficar em Cracóvia

Hotel Copernicus

O Copernicus é o primeiro hotel Relais & Chateaux da Polônia. Reaberto depois de uma extensa renovação, o hotel combina tradição e modernidade e está localizado na Kanonicza, uma das ruas mais belas de Cracóvia, aos pés do Castelo Real Wawel. Suas suítes contem com decoração elegante e vista para o castelo e o skyline da cidade. O Hotel Copernicus ainda proporciona piscina indoor, biblioteca, rooftop aberto durante o verão e um spa assinado pela marca L’Occitane.

Onde ficar em Varsóvia

Hotel Bristol, a Luxury Collection Hotel, Warsaw

O Hotel Bristol conta com localização privilegiada: a poucos passos da Cidade Velha e muito próximo aos principais atrativos de Varsóvia. Em estilo Art Nouveau, o hotel tem fachada neorrenascentista e interiores decorados com elementos art déco. Suas suítes possuem atmosfera elegante e têm vistas para o Palácio Presidencial, enquanto a gastronomia é comandada pelo chef Michal Tkaczyk e   focada na culinária polonesa tradicional.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros especializados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.