Lua de mel em Zanzibar: um arquipélago para chamar de seu

Por  |  0 Comentários


Localizado na margem leste do continente africano, o pequeno arquipélago de Zanzibar é uma ótima opção para sua viagem a dois. Veja as dicas!

Já ouviu aquela história de que tamanho não é documento? Ela pelo visto também se aplica a destinos turísticos e a prova viva é Zanzibar, um pequeno arquipélago na Tanzânia. Composto por duas ilhas principais – Pemba e Unguja – e diversas ilhas menores, ele reúne praias de areias brancas, mares azul turquesa e pequenas vilas habitadas por povos que misturam tradições africanas, árabes, europeias e hindus.

Maior e mais importante de todas as ilhas, Unguja também é conhecida como Zanzibar – assim como sua capital, cujo centro histórico (Stone Town) foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Também vale a pena conhecer a pequena Pemba, menor das ilhas principais, mas cheia de atrativos.

Você sabia? Durante muito tempo, a região foi centro de troca de escravos e marfim, além de porto dos navios que cruzavam os oceanos até a Índia em busca de especiarias. Hoje é um destino ideal para desfrutar de praias paradisíacas e do sol, que brilha praticamente o ano inteiro. Além das dezenas de praias, os visitantes encantam-se com as pitorescas vilas de pescadores, que apresentam arquitetura típica do período do colonialismo.

PASSEIOS PARA INCLUIR NA AGENDA

Stone Town: é o centro cultural e comercial de Zanzibar. Vibrante e multicolorida, a cidade abriga uma infinidade de templos, igrejas, mesquitas e palácios árabes. A melhor forma de conhece-la em um tour guiado a pé, que permite circular pelas estreitas alamedas e desvendar alguns dos seus mais surpreendentes segredos. O povo da cidade é muito amável, esbanjando sorrisos e gestos de simpatia.

Zanzibar - Foto

Ilha da Prisão: ela pode ser vista da orla de Stone Town e é uma boa opção para prática de snorkeling, combinada com um passeio pelas ruínas de uma prisão de 1893. Mais do que uma cadeia, o local serviu como um centro de quarentena para pacientes com febre amarela vindos do continente. Um dos destaques da visita é a possibilidade de avistar as gigantescas tartarugas Aldabra, trazidas de Seychelles no século XIX.

Zanzibar - Foto

Floresta Jozani: apesar do tamanho reduzido, com apenas mil hectares, o local é um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza. Oferece trilhas para agradáveis caminhadas, onde pode-se observar a rica fauna e flora locais. Destaque para as aves e os macacos que habitam a floresta.

Ilha Chumbe: local de um dos mais bem sucedidos projetos de conservação de Zanzibar, a Ilha Chumbe e os recifes de corais que a circundam foram declarados santuário marítimo em 1994. O marco resultou na preservação das mais de 350 espécies de peixes que habitam o local. Trata-se de um dos melhores pontos para prática de snorkeling de todo arquipélago – além de preservar ruínas de antigos moradores, como uma pequena mesquita e um farol, ambos do início do século 20.

Zanzibar - Foto Chumbe Island Coral Park

PARADA OBRIGATÓRIA: THE ROCK

Zanzibar abriga um lugar superinusitado para fazer refeições – o restaurante The Rock, situado justamente em cima de uma rocha, em meio a uma paisagem paradisíaca. Quando a maré está baixa, pode-se alcançá-lo caminhando; e quando o nível da água sobe, de barco, já que ele está a uma pequena distância da areia da praia. Em apenas doze mesas são servidos pratos que levam peixes e frutos do mar, como camarões, lula e lagosta capturados diariamente no Oceano Índico.

Zanzibar - Foto

ONDE SE HOSPEDAR?

Baraza: as incríveis villas deste resort são exemplares da arquitetura swahili – típica da Tanzânia e mobiliadas com peças esculpidas à mão e lindas lanternas de bronze. O Baraza oferece aos hóspedes quatro restaurantes, incluindo o Livingstone Terrace, onde são realizadas românticas refeições ao ar livre. Tratamentos terapêuticos e de beleza são oferecidos no Frangipani Spa.

&beyond Mnemba Island: em uma ilha privada, no norte de Zanzibar, ele propõe experiências de integração com a cultura da região, oferecendo uma série de atividades para explorar uma parte de Zanzibar conhecida por sua beleza incrível. Com apenas dez acomodações construídas em madeira e detalhes contemporâneos, todas com vista para o mar, o lodge trás conforto e comodidade para quem procura bem-estar e romantismo num mesmo lugar.

Zanzibar - Foto Divulgação

The Residence Zanzibar: localizado em meio a uma floresta de coqueiros e em frente às brancas areias de Zanzibar, o Residence possui villas amplas e elegantes com piscinas privativas e atendidas por dedicados mordomos. Os dois restaurantes do hotel, The Dining Room e Pavillion, servem gastronomia mediterrânea com toques africanos. Destaque para a piscina de vidro situada em frente ao mar.

Zanzibar - Foto Divulgação

The Palms Zanzibar: localizado em uma área remota de Zanzibar, o hotel oferece sofisticadas villas e suítes, além de excepcional gastronomia e, acima de tudo, muita tranquilidade. Há ainda atividades no renomado clube de mergulho Rising Sun e tratamentos de beleza e relaxamento no The Sanctuary Spa. Vale a pena conhecer!

Zanzibar - Foto Divulgação

Se gostou das dicas para Zanzibar, precisa ver o roteiro completo pela Tanzânia que a preparou para a coluna Honeymooners.


Créditos

1, 2, 3, 4, 5 e 7-  |  6- Chumbe Island Coral Park  |  8 a 16- Divulgação

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros personalizados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.