Lua de mel: 5 cidades para conhecer a essência do Sri Lanka

Por  |  0 Comentários


História, espiritualidade e muitas paisagens naturais. O Sri Lanka, país ao sul da Índia e banhado pelo Oceano Índico, foi conquistado em 1505 pelos portugueses e mais tarde influenciado pela Holanda e Inglaterra, o que resultou em uma rica herança cultural. Combine tudo isso à espiritualidade do seu povo marcada pelas fé budista e hinduísta e temos um destino capaz de revelar inúmeras surpresas aos viajantes. Sua herança cultural é exibida em sítios arqueológicos, inúmeros Patrimônios Mundiais declarados pela Unesco e construções religiosas dedicadas principalmente à celebração do budismo.

Já a natureza se manifesta através de florestas tropicais, tomadas por pássaros e flores silvestres. Cinco cidades são indispensáveis para descobrir a essência do Sri Lanka – Colombo, a capital e maior cidade do país; Galle, charmosa e rodeada por um enorme forte; e Polonnaruwa, Sigiriya e Kandy, que fazem parte do Triângulo Cultural, região dominada por cenários exuberantes e ruínas milenares. Damos as dicas para uma lua de mel romântica e inesquecível em meio ao surpreendente Sri Lanka!

 

Colombo

The palace of Presidential Secretariat Office located opposite the scenic Lion fountain on Galle Main Road, stretching along the coast, Colombo, Sri Lanka.

Os casais que não dispensam o agito das grandes metrópoles vão adorar de cara Colombo, a capital e maior cidade do Sri Lanka. Além de ser o principal centro cultural, econômico e gastronômico do país, ainda combina uma atmosfera cultural dos seus colonizados portugueses, holandeses e ingleses, mas sem deixar de lado toda a inspiração do budismo e do hinduísmo em sua arquitetura. A cidade está repleta de templos – um deles é o Gangaramaya, um dos mais antigos de Colombo.

KANDY, SRI LANKA – AUGUST 05-2019: The temple in Kandy city, Sri Lanka. The door made from the wood. It’s one of famous temple for travel.

Colombo, Sri Lanka: Gangaramaya Temple – one of a thousand Buddhas, Vitarka Mudra, the circle formed by the thumb and index finger represents the Wheel of Law – Slave island, Beira Lake – photo by M.Torres

Não muito longe das águas do lago Beira, a construção inclui vários edifícios e estátuas imponentes. Pode-se dizer que o templo Gangaramaya é muito mais do que um local de culto budista, é também um centro de aprendizagem da cultural budista. Outro templo que vale a visita e fica próximo ao Gangaramaya é o Seema Malaka. Tranquila, a pequena construção é o lugar perfeito para meditar: em pleno lago, o contraste entre a calmaria e os arranha-céus da grande cidade proporcionam uma atmosfera toda especial. Um dos pontos imperdíveis de Colombo é a avenida à beira-mar Galle Green Face: no fim da tarde, em meio ao pôr do sol, a caminhada – ou pedalada – a dois em seu calçadão é um dos programas mais agradáveis e imperdíveis!

 

Galle

Galle Fort Lighthouse, Sri Lanka. Blue sky with clouds on the background. Shot with Canon 5D mk III

Há um pouco mais de uma hora e meia de carro de Colombo, Galle faz parte das cidades essenciais para se conhecer no Sri Lanka. Fundada no século 6 pelos portugueses, a cidade é uma das mais charmosas do país e, além de Portugal, também já foi controlada pela Holanda e pelo Reino Unido, o que estabeleceu um legado nos costumes que estão presentes nos cidadãos até hoje. A época colonial também deixou grandes heranças na arquitetura. Um dos principais atrativos de Galle é o seu forte, construído pelos holandeses. Na verdade, a construção vai muito além de um forte, trata-se de uma cidade murada, que foi declarada pela Unesco como Patrimônio Histórico Mundial. É lá que está o Farol de Galle, erguido na década de 1930 e tem quase 30 metros de altura.

Galle fort in Sri Lanka is a prime Dutch colonial time city in Asia.

Com muros altos e baixos, o legal é fazer uma caminhada e observar as belezas do cenário da baía, mas é dentro das muralhas onde estão as atrações mais autênticas – suas ruas estreitas estão repletas de lojinhas de arte, roupas, lojas elegantes, cafés, restaurantes charmosos, além de casas pequeninas e tradicionais. Entre os edifícios religiosos – Galle tem uma série de templos que vão de anglicanos a muçulmanos -, a Mesquita Meera tem uma arquitetura bastante incomum para uma mesquita árabe, com detalhes que lembram até mesmo uma igreja cristã.

 

Polonnaruwa

Vintage Colour Effect Of Polonnaruwa Ancient Vatadage That Is An Ancient Structure Built For Hold The Tooth Relic Of The Buddha . Polonnaruwa Is The second most ancient of Sri Lankas kingdoms

Polonnaruwa proporciona uma das experiências mais inesquecíveis e autênticas do Sri Lanka. A cidade faz parte do Triângulo Cultural, região onde nasceram as antigas civilizações cingalesas. Repleta de história, Polonnaruwa foi a segunda capital do país, construída entre os séculos 11 e 12. Outro Patrimônio Mundial pela Unesco, é famosa por ter as ruínas do Palácio Real, o Gal Vihara, que são quatro esculturas de pedra retratando o Buda em posições verticais descansando e meditando. Um dos pontos que também valem a visita é a Polonnaruwa Vatadage – uma construção milenar budista em forma circular, que tem uma estátua de Buda e uma pequena estupa no centro. É um dos mais bonitos da região. Uma dica para curtir Polonnaruwa é andar de bike a dois para explorar seus cenários, que nos levam a tempos antigos e cheios de mistérios.

Sigiriya

Aerial view from above of Sigiriya or the Lion Rock, an ancient fortress and a palace with gardens, pools, and terraces atop of granite rock in Dambulla, Sri Lanka. Surrounding jungles and landscape.

É em Sigiriya que fica uma das vistas mais extraordinários do Sri Lanka. A região abriga uma fortaleza de pedra, construída no século 5 pelo Rei Kashyapa e declarada como Patrimônio Mundial da Unesco. Uma curiosidade é que a fortificação também é conhecida como a Rocha do Leão devido à enorme figura de leão que foi esculpida na entrada do palácio. Hoje, apenas as patas do leão permanecem, mas é possível subir ao topo da fortaleza para ter vistas panorâmica dos jardins e da floresta tropical que a cercam.

Kandy

Sri Dalada Maligawa or the Temple of the Sacred Tooth Relic is a Buddhist temple in the city of Kandy, Sri Lanka. According to legend, the tooth was taken from the Buddha as he lay on his funeral pyre.

Dona de uma rica história, Kandy é conhecida como uma das capitais culturais do país. Foi a última cidade do Sri Lanka governada por reis antes do domínio dos ingleses em 1815. O lugar é um dos mais sagrados para os budistas no país pelo fato de abrigar o Templo dos Dentes, um grande complexo cheio de esculturas e pinturas. Acredita-se que o dente canino guardado por lá é a única relíquia remanescente do próprio Buda Gautama. Uma dica para curtir o lado mais romântico de Kandy é conhecer o Jardim Botânico Real, que está entre os espaços mais lindos da cidade – criado no século 14, o jardim é rodeado pelo rio Mahaweli, o maior do Sri Lanka, e conta com mais de quatro mil tipos de plantas, entre samambaias, arbustos, palmeiras, especiarias e plantas medicinais, todas complementadas por uma variedade de borboletas e espécies de pássaros. Kandy ainda abriga diversos outros templos, museus e é palco de muitos festivais religiosos durante o ano, que completam a lista de atrativos imperdíveis.

 

Onde ficar

 Galle Face Hotel

Em Colombo, localizado de frente para o mar e para o famoso parque Galle Face Green, o Galla Face Hotel desponta como um dos hotéis mais tradicionais da cidade, totalmente restaurado em 2015. O edifício em que está instalado foi construído em 1864, combinando o esplendor tradicional com os confortos modernos.

Charmosos, seus quartos e suítes têm decoração que remetem aos tempos coloniais e, na gastronomia, os hóspedes contam com opções de pratos da culinária típica do Sri Lanka e internacionais, enquanto seus bares proporcionam uma atmosfera cool e descontraída. Para relaxar, os casais têm à disposição o Galle Face Hotel Spa by L’Occitane, com tratamentos para corpo e mente baseados na região francesa de Provence.

Amangalla

O Amangalla reflete muito a personalidade do Sri Lanka, em uma cidade histórica tombada pela Unesco. O hotel está instalado no Forte de Galle, construído no século 17, e mantém a combinação da influência europeia com a tradição asiática. Os apenas 28 quartos e suítes foram cuidadosamente restaurados e adornados com decoração e móveis clássicos.

Com ambiente intimista e contemplativo, além do ótimo spa, o hotel ainda apresenta um pavilhão de yoga para meditação. No fim da tarde, não há nada como apreciar um drinque na varanda do Amangalla, com vistas tranquilas para os charmosos telhados de terracota da cidade. Para uma experiência ainda mais romântica, que tal um jantar à luz de velas sob as estrelas ao som de flautas?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros especializados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.