Butão: um país perfeito para momentos românticos

Por  |  0 Comentários


Você já ouviu falar do Butão? O pequeno reino incrustado nos Himalaias é o refúgio perfeito para quem busca tranquilidade em meio a cenários diversos e contato com um povo amável, que recebe bem a todos os visitantes

Entre o céu azul-celeste, o verde das florestas, rios formados pelo degelo das montanhas e incríveis monastérios dependurados em penhascos, o Butão preserva seu estilo de vida baseado nas leis do budismo.

Butão: dicas - Foto Divulgação/

Intimista por natureza, estamos falando de um país de cultura genuína, que contribui para momentos a únicos. E, verdade seja dita, é difícil não se deixar contagiar pelo clima de serenidade do Reino da Felicidade.

Um passeio de helicóptero a dois, sobrevoando o Monte Jhomolhari, pode ser emocionante, com o pouso feito aos pés da montanha e às margens de um lago. O brinde ao fim do passeio inspira a momentos de total comunhão.

Butão: o que fazer - Foto Divulgação/

PASSEIOS IMPERDÍVEIS NO BUTÃO

Trashi Chhoe Dzong: na encosta do rio Wangcchu está situado este dzong, o prédio mais impressionante do Butão. Prédio da Assembleia Nacional e casa de veraneio da Família Real, visitantes só podem visitá-lo no festival anual (Thimpu Tsechu, que ocorre em meados do outono). Ainda assim, sua vista de fora já vale a parada. Este dzong foi redesenhado a partir de sua estrutura medieval, quando a capital do país se transferiu para Thimpu

Butão: Trashi Chhoe Dzong - Foto Divulgação/

Dochu La Pass: a uma hora de Thimpu, saindo em direção a Punakha, chegamos a Dochu La (‘La’ significa passagem, caminho). É aqui que se começa a vislumbrar a parte leste dos Himalaias e vale a dica – a melhor hora para avistá-los é ao amanhecer, em dias de primavera. O pôr do sol é outro momento inesquecível e super-romântico

Butão: Dochu La Pass - Foto Divulgação/

Punakha Dzong: estrategicamente localizado na confluência dos rios Pho Chhu e Mo Chhu, esta fortaleza foi destruída por quatro incêndios, um terremoto e é constantemente devastada pela inundação da cidade, nos períodos de derretimento das geleiras. Atualmente, foi totalmente restaurada. É verdadeiramente imperdível!

Butão: Punakha Dzong - Foto Divulgação/

ONDE SE HOSPEDAR?

COMO Uma (Butão): perfeitas para uma imersão na cultura do país, a arquitetura e o design interior dessas propriedades combinam o artesanato local com o estilo contemporâneo característico dos hotéis que levam a assinatura COMO.

No Vale de Paro, o COMO Uma Paro é um resort intimista, com 29 quartos e nove villas particulares. Já o COMO Uma Punakha é um lodge boutique com apenas 11 acomodações em meio ao Vale de Punakha, uma das regiões menos exploradas do Butão.

Para relaxar, o COMO Shambhala Retreat Spa propicia uma vasta variedade de tratamentos holísticos inspirados em terapias orientais milenares, incluindo as ayurvédicas.

Butão: hotel - Foto Divulgação/

Taj Tashi (Butão): Thimphu, a capital do Butão, está imersa em paisagens fascinantes e figura como um destino perfeito para quem deseja uma lua de mel que saia do lugar-comum. Instalado no coração do Vale de Thimphu, o Taj Tashi combina a encantadora arquitetura dzong e o design moderno.

Essas inspirações de sofisticação se estendem aos seus quartos e suítes, além do incrível Jiva Spa. Também vale dizer que a localização do hotel é perfeita para explorar os monastérios do reino, seus festivais de rua centenários, passeios de montanhas cênicas e toda uma região quase intocada.

Butão: hotel - Foto Divulgação/

Gostou da ideia de conhecer o Butão? Continue se inspirando com outros destinos de lua de mel!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros especializados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.