2 em 1! Roteiro completo por Hakone e Kyoto, no Japão

Por  |  0 Comentários


No último post te demos motivos de sobra para conhecer Tóquio. Agora conheça outras paradas obrigatórias para uma lua de mel no Japão!

Se você pensa em conhecer essas duas localidades, começamos o roteiro com uma dica certeira: vá primeiro a Hakone e depois a Kyoto. É mais interessante por questões logísticas e apenas um dia basta para conhecer seus atrativos. Conhecida como uma das regiões mais bonitas do Japão, Hakone integra o Parque Nacional Fuji-Hakone-Izu – a apenas 100km de Tóquio.

Destino perfeito para casais em lua de mel no Japão, é famosa por suas águas termais, atividades junto à natureza e pela visão privilegiada do Monte Fuji. Para completar, sua beleza é acentuada por montanhas, florestas, vales e desfiladeiros.

Você sabia? Nos tempos feudais, Hakone era um posto de inspeção muito importante para a segurança da antiga Edo (atual Tóquio), então sede do Shogunato (governo militar feudal), cujas relíquias e documentos históricos estão cuidadosamente preservados em diversos museus da cidade.

Lua de mel no Japão: Hakone - Foto

O QUE FAZER EM HAKONE?

1. Owakudani Vale: é um desfiladeiro que solta fumaça sulfurosa, a qual se desprende de rachaduras das rochas ou do próprio solo, dando provas de atividades vulcânicas no passado.

Lua de mel no Japão: Owakudani Vale - Foto

2. Lago Ashi: famoso pelo reflexo invertido do Monte Fuji em suas águas, possui 17km de circunferência e oferece diversas opções de atividades, como pesca e passeios de barco. Sua beleza está retratada em livros e cartões-postais, sendo uma das paisagens mais fotografadas do Japão.

Lua de mel no Japão: Lago Ashi - Foto

3. Hakone Open Air Museum: este museu a céu aberto cria uma harmoniosa composição entre natureza e arte, exibindo esculturas que se integram ao belo cenário natural de vales e montanhas. Ele também possui galerias de arte em espaços fechados com um belo acervo de pinturas, entre as quais figura uma pequena coleção de obras de Picasso.

Lua de mel no Japão: Hakone Open Air Museum - Foto

4. Ryokans – parada obrigatória para uma lua de mel no Japão!

Os ryokans são as tradicionais hospedarias ​ japonesas​ que remetem aos costumes medievais e​ ​à época dos samurais. Neles, os quartos são decorados de forma sóbria e aconchegante, com um futonestendido sobre o piso de tatames de palha​. ​Ao chegar​​, o visitante é recebido pela própria dona ou pela mulher do dono, que o acolhe como quem reencontra um amigo querido​ – o gesto é símbolo da autêntica hospitalidade oriental.

Lua de mel no Japão: Ryokans - Foto

 

Araya Totoan, na cidade de Kaga, e o Gôra Kadan, na localidade de Hakone, ambos na região central do Japão, são ryokans autênticos e exemplares, com portas corrediças feitas de papel de arroz no lugar de vidro e com fontes de águas termais aquecidas nos subterrâneos e perfeitas para banhos terapêuticos. No Araya Totoan, que fica na montanha, o delicado jardim data do século XVII. Situado num parque nacional, o Gôra Kadan era residência de verão de um integrante da família imperial.

E KYOTO?

Com charme pitoresco, bairros tradicionais, ruas antigas e estreitas, cenas cotidianas e monumentos fascinantes, Kyoto encanta os visitantes. A cidade possui uma atmosfera única, bastante diferente da vivenciada em Tóquio.

A despeito da inevitável ocidentalização, tradições milenares ainda são cultivadas, senhoras ainda circulam pelas ruas vestindo quimonos e tamanquinhos, e com sorte é possível ver algumas gueixas na cidade que inventou a cerimônia do chá, o paisagismo japonês e o ikebana.

Conhecida como a Capital dos Templos, a antiga Kyoto foi sede do Japão Imperial por mais de mil anos. Cercada por colinas que lhe serviram como fortaleza natural, a cidade foi o centro político da nação de 794 a 1868, sendo um importante centro cultural e artístico, posição que ocupa até hoje.

A lua de mel no Japão tem agenda cheia: só em Kyoto, são mais de 1600 templos budistas e 270 santuários xintoístas atestando sua importância religiosa, enquanto o Palácio Imperial e as Vilas Imperiais refletem toda sua glória e esplendor com lendários jardins.

A riqueza da arte tradicional tem sido cuidadosa e carinhosamente preservada, influenciando artistas e arquitetos do mundo todo. Originalmente chamada Heiankyo, capital da paz, Kyoto também possui numerosas e prósperas indústrias e abriga algumas das mais prestigiadas universidades do país.

Não deixe de visitar:

Templo Kinkakuji (Pavilhão de Ouro): folheado a ouro, foi erguido no século XIV e reconstruído na década de 1950, após um incêndio. O reflexo dourado nas águas do lago é acentuado no outono, quando as árvores tornam-se avermelhadas e ocres.

Lua de mel no Japão: Templo Kinkakuji - Foto

Templo Ginkakuji (Pavilhão da Prata): a construção original surgiu em 1489, idealizada para ser um local de descanso para o shogun da dinastia Ashikaga. Depois de sua morte, o lugar foi transformado em templo budista. O pavilhão tem dois andares e é parte do Tesouro Nacional.

Lua de mel no Japão: Templo Ginkakuji - Foto

Templo Ryoanji: não se sabe ao certo quem projetou o jardim deste templo, tampouco o significado das 15 rochas distribuídas por sua extensão de cascalho branco raspado. A unanimidade é que esta é uma das obras-primas entre os jardins japoneses.

Lua de mel no Japão: Templo Ryoanji - Foto

Castelo Nijo: esta fortaleza de 33 aposentos, cercada por um fosso e paredes de pedra, foi construída no século XVII para servir de residência ao Shogun Tokugawa, fundador da dinastia Tokugawa e um dos shoguns mais importantes da história – considerado como o unificador do Japão.

Classificado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o complexo abriga pinturas e obras de arte, fruto do trabalho dos mais importantes artistas da época. Após uma restauração completa, foi aberto para visitação.

Lua de mel no Japão: Castelo Nijo - Foto

Santuário Xintoísta Fushimi Inari: é conhecido pelos numerosos pórticos, chamados Torii, pintados em vermelho e que se erguem na colina. Cerca de 10 mil Toriis doados pelos fiéis seguidores da religião formam um túnel de aproximadamente 4km de comprimento.

Lua de mel no Japão: Castelo Xintoísta - Foto

Gion: o mais conhecido bairro de gueixas de Kyoto, Gion é repleto de lojas, restaurantes e casas de chá em que as geikos e as maikos – dialeto de Kyoto que significa gueixas e suas aprendizes, respectivamente – estão entretendo e interagindo com os visitantes.

O curioso do local é a grande concentração de casas e comércio com fachadas estreitas de madeira, devido ao fato de anteriormente o valor dos impostos das propriedades serem realizados pelo tamanho da entrada e porte das fachadas das casas.

Lua de mel no Japão: Gion - Foto

Restaurantes recomendados pela

Morita-ya: aberto em 1869, foi o primeiro restaurante especializado em carnes de Kyoto. Desde então, eles já serviram a família imperial e o antigo escritório do Exército Japonês pela excelente qualidade dos alimentos. Uma das especialidades da casa é o shabu-shabu, finíssimas fatias de carne mergulhadas em água temperada fervendo.

Itoh Dinning: instalado em uma antiga casa de chá, com janelas que dão vista para o rio Shirakawa. Enquanto apreciam o cenário, os casais em lua de mel no Japão podem saborear o famoso kobe beef, carro-chefe da casa.

Lua de mel no Japão: Itoh Dinning - Foto Divulgação

Shoraian: especializado em tofu, é considerado um dos mais refinados e charmosos restaurantes da cidade. Em local inacessível aos carros dentro do parque Arashiyama, ele parece um pequeno oásis entre as árvores.

Onde se hospedar em kyoto?

The Ritz-Carlton, Kyoto: às margens do Kamogawa, é o primeiro urban resort do Japão. As vistas para o rio e para as montanhas Higashiyama completam a experiência sensorial que se revela em um design de interiores sofisticado, combinando as antigas tradições japonesas à elegância contemporânea.

Dentre as suítes do hotel, a Tsukimi reserva uma inspiração adicional: um jardim zen particular, iluminado por tradicionais lanternas japonesas, que dão a exata sensação de vivenciar a cultura do país.

Lua de mel no Japão: The Ritz-Carlton - Foto Divulgação

Gostou de nossas dicas para uma lua de mel no Japão? Agora veja por que você precisa conhecer Tóquio!


Créditos

1 a 6 e 12 a 17-  |  7 a 11 e 18 a 23- Divulgação

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros personalizados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.