IC Week Curitiba 2017: dicas para a “Produção de Eventos”

Por  |  0 Comentários


Mesa redonda sobre “Produção de Eventos”, lota o Teatro IC no primeiro dia do IC Week Curitiba.

A tradicional mesa redonda de Produção de Eventos do IC Week Curitiba 2017, contou com o produtor Rodrigo Ono, da Ryo Eventos, Marieli Rondeau, da , Thaise Cristina, da Arte Holográfica, Bárbara Trevisani, da Bárbara Trevisani DocesFinos e o dj Kaique Fernandes falaram de diversas etapas do planejamento da festa de casamento.

Quanto tempo antes deve contratar o profissional?

  • Rodrigo Ono: Dois anos, mínimo de um ano. Com a crise temos visto um tempo menor de procura, chegando até seis meses, mas às vezes o profissional não tem data, e o tempo facilita planejar o pagamento e contratar todos os profissionais que os noivos gostariam de ter na sua festa.
  • Marieli Rondeau: Para nós é importante fechar o contrato com 1 ano ou 6 meses de antecedência, principalmente se formos fazer móveis sob medida para a festa, e para programarmos a logística. Mas como conseguimos atender mais de uma festa por dia, temos uma agenda mais flexível que a de profissionais como o Rodrigo ou o Kaique, que precisam estar presentes na festa de casamento.
    Para programar logística
  • Thaise Cristina: Já fechei pista de um dia para o outro, mas temos estrutura para atender isso. Um trabalho mais personalizado, no entanto, leva mais tempo.
  • Bárbara Trevisani: Percebemos uma mudança no mercado, as noivas costumavam fechar os doces com dois anos ou um ano de antecedência, atualmente temos clientes que entram em contato conosco até 4 meses antes do casamento.
  • Kaique Fernandes: Como só consigo atender uma festa por noite, minha agenda é bastante concorrida. O ideal é fechar o contrato com até um ano antes do casamento, para garantir a agenda. Casamentos quinta e domingo tem se tornado bastante populares, isso reduz o tempo para fechamento de contrato, que pode ser feito com até seis meses de antecedência.

TENDÊNCIA: Mudar as datas, para facilitar a agenda dos profissionais. Casar em dia de semana está em alta!

E para as reuniões, vale e-mail e WhatsApp?

Rodrigo: Faço uma reunião por mês, mas depende muito da noiva. Tem aquelas que são mais decididas e já sabem tudo que querem, e tem outras que têm mais dúvidas, então precisam de mais tempo. Também é muito bom receber as referências delas, assim entendemos melhor o estilo e desejos para o dia do casamento.
Thaise: Faço praticamente tudo via e-mail. Tomo muito cuidado com o WhatsApp. Primeiro porque é necessário bom senso e respeito de horários, além do que formalização de contratos ou pedidos podem ser perdidos. Então prefiro ficar com o bom e velho e-mail mesmo.
Kaique: Converso diariamente com minhas noivas no WhatsApp, recebo áudios de músicas até 3 horas da manhã. (risos)

DICA: grupo de noivas no WhatsApp tem dicas, informações e indicações de profissionais com até 3 mil noivas!

Qual é o cálculo do bolo e dos doces de casamento?
Barbara: no Paraná calculamos 50 porcento. Ou seja, 100 fatias de bolo para 200 convidados. A mesa de doces é muito bem servida e o bolo sai pouco. Mas em Santa Catarina o cálculo é de 100%, para 200 convidados, 200 fatias de bolo. Para os doces calculamos 8 por pessoa, deixando a mesa bem farta e sempre bela.

ATENÇÃO: Congelar bolo para comer um ano depois do casamento não pode!
Quantidade de doces, 8 doces por pessoa e o mínimo

Tem horário para abrir a mesa de doces?

Rodrigo: Não tem uma abertura oficial, mas  tomamos um cuidado para não estragar muito cedo, não existe reposição, colocamos todos os doces desde o início da festa, o doce é a sobremesa e deve durar até o fim da festa!

DESTAQUE: A mesa de doces é o ponto focal da decoração da festa, por isso a mesa precisa estar farta e bonita a noite toda.

IC Week Curitiba 2017: Mesa Redonda de Produção de Eventos - Foto: Andrea Paccini

Como manter a animação da festa de casamento?

Kaique: O bar e a pista de dança são os pontos altos da festa. Por isso deixar o bar próximo a pista é muito legal. Não acho legal ter um sofá perto da pista, por exemplo, essa estratégia de posicionamento de pista é fundamental para o DJ. Sempre tem aquela briga com o decorador que coloca o dj embaixo da escada. (risos). Mas o decorador vê a parte estética, mas temos que pensar que 2/3 da festa são na pista de dança. Deixar a mesa de doces próxima da pista também ajuda o movimento da festa. É importante delimitar o espaço da pista de dança, se não o público se espalha muito e a pista não fica cheia, dando a impressão da festa estar acabando.

Qual é o tamanho ideal para a pista de dança?

Thaise: em uma festa para 100 convidados, indicamos uma pista de 4×4. É preciso ter noção de tamanho, pista menor que 3×3, não fazemos, pois é muito pequeno. Para 200 ou 250 convidados recomendamos pistas de 5×5. Pista muito grande prejudica a decoração e o trabalho do dj, e a muito pequena aglomera muito os convidados e deixa o ambiente desconfortável, prejudicando a sintonia da festa, por isso a pista tem que ser proporcional ao número de convidados.

CURIOSIDADES

  • Marieli: já fui madrinha de um casamento que o noivo esqueceu a aliança.
  • Kaique: Já fiz um casamento onde o noivo quebrou a perna dois dias antes da festa.
  • Bárbara: Já tive sogra que correu atrás do chef para comer um pedaço do bolo cenográfico.
  • Rodrigo: já fiz casamento em que o noivo se atrasou muito e tive que esconder uma madrinha até ele chegar. No final das contas ele estava desmaiado no banheiro da casa, mas chegou a tempo e deu tudo certo no final.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Carioca apaixonada pelo Rio de Janeiro, mas curitibana de coração. Jornalista por vocação, adora escrever sobre moda, beleza, viagens e decoração. Fascinada pelo universo das festas, sonha com um casamento nas Maldivas.