Músicas para casamento: o tom da emoção com Os Violinos Mágicos de Murillo Loures

Por  |  0 Comentários


Desde os primeiros acordes, a orquestra, fundada há mais de 50 anos pelo maestro Murillo Loures, anuncia toda a emoção contida numa cerimônia de casamento.

Com mais de sete mil apresentações no currículo,  transformam o roteiro musical da boda em um verdadeiro espetáculo. Um concerto motivado pela paixão e executado com a perfeição da arte. Flávio Loures, filho do maestro e coordenador do grupo, fala sobre seu trabalho e a importância da trilha sonora na cerimônia.

COMO FOI A TRAJETÓRIA DO MAESTRO MURILLO LOURES ATÉ SE TORNAR UM DOS PROFISSIONAIS MAIS RESPEITADOS E REQUISITADOS DO MERCADO?

Meu pai – falecido em 2010 – começou a tocar violino aos 10 anos no Circo Dudu, na Praça da Bandeira, até chegar a músico da orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, onde trabalhou por três décadas. Ao mesmo tempo, sempre foi convidado para atuar em cerimônias de casamentos, incluindo bodas de famílias tradicionais da sociedade carioca e políticos notórios. O que se tornou um boca a boca fundamental para o sucesso dele.

COMO SURGIU A ORQUESTRA ?

Depois de muitas apresentações, meu pai formou a Violinos Mágicos, com músicos pinçados das principais orquestras da cidade como a do Municipal, a Sinfônica Brasileira, a Nacional (UFF) e a Pró-Música (Petrobrás). Uma formação que sofreu algumas alterações ao longo desses 54 anos, mas que mantém a essência no estilo de trabalhar. Hoje, nos orgulhamos de somar mais de sete mil apresentações em casamentos.

Músicas para casamento -  - Foto Studio Marusca

COMO REGER ESSE SUCESSO HÁ MAIS DE CINCO DÉCADAS?

Seriedade profissional. Traçamos o roteiro musical para os noivos com a consciência de estarmos realizando um espetáculo – não importa o número de músicos. E procuramos orientar a família, com a nossa experiência, em todos os detalhes da programação musical e do formato que vamos apresentá-la.

EXISTE UMA COMPOSIÇÃO IDEAL DE MÚSICOS PARA A CERIMÔNIA RELIGIOSA?

Depende do estilo da cerimônia e do tamanho do local. É fundamental essa adequação para a música sobressair na medida certa. Uma capela, como a Santa Ignez, pede no mínimo um quarteto de cordas (dois violinos, uma viola e um violoncelo); uma flauta e um teclado ou órgão. Numa igreja, como a Nossa Senhora do Carmo, podemos chegar a 45 componentes. Já na Candelária, por exemplo, chegamos a apresentar uma orquestra com 80 músicos, um concerto completo.

HOJE, QUAL É O ACERVO MUSICAL DA ORQUESTRA?

São em torno de 2.300 músicas, entre eruditas, sacras, barrocas e populares. O que não impede a criação de arranjos exclusivos de acordo com o desejo e estilo dos noivos.


Leia mais

+Missal: o que é, como fazer e o que não pode faltar

bg-divisoria

+Músicas para casamento: saída dos noivos

bg-divisoria

+ Entrada da noiva: quem te leva ao altar?


EXISTE UM ROTEIRO MUSICAL PADRÃO PARA UM CASAMENTO?

Um roteiro tradicional é composto pela entrada dos padrinhos, seguidos pela mãe da noiva e pai do noivo, entrada do noivo, damas, pajens e, finalmente, a entrada da noiva. Hoje, esse cortejo pode ser modificado seguindo a vontade do casal. Durante a cerimônia, ocorre a bênção das alianças, bênção nupcial, assinatura, cumprimentos e saída. Tocamos uma música para cada momento. Geralmente são de nove a 11 canções, sempre respeitando o gosto dos noivos. E, antes da celebração, são cerca de 10 músicas, para chegada e acomodação dos convidados.

DÁ PARA INOVAR NO REPERTÓRIO A CADA CERIMÔNIA?

As igrejas são mais rigorosas, já que não permitem o uso de músicas populares. Em casas de festa, dá para ter mais liberdade e inovar,  atendendo sempre ao desejo dos anfitriões.

Músicas para casamento -  - Foto Divulgação

QUAIS AS MÚSICAS MAIS PEDIDAS PELOS NOIVOS?

Existem alguns clássicos que se repetem. Vou dar alguns exemplos:

Entrada dos padrinhos: Divertissement (S. Preux)

Entrada da mãe da noiva com o pai do noivo: 18ª Variação, de Rachmaninof

Entrada do noivo com a mãe: Concerto nº 1, de Tschaikowsky

Damas e pajens: Minueto, de Bach

Entrada da noiva: Marcha Nupcial, de Mendelssohn

Bênção das alianças: Ave-Maria, de Gounod

Bênção nupcial: Arioso, de Bach

Assinaturas: Jesus alegria dos homens, de Bach

Saída dos noivos: Pompa e Circunstância, de Elgar

ENTRE TODAS AS MÚSICAS DA CERIMÔNIA, A ENTRADA DA NOIVA É A MAIS IMPORTANTE? DE FATO, A MARCHA NUPCIAL É INSUPERÁVEL?

É uma composição de grande impacto. Além de permitir belos arranjos e interpretações pela orquestra e coro, mantém um ritmo emocionante durante a passagem da noiva.

PARA FINALIZAR, QUAL A IMPORTÂNCIA DA MUSICAL NUM RITUAL RELIGIOSO?

Imprescindível. É como a trilha sonora de um filme que, a cada cena, imprime o clima da história. Em síntese, é a música que reforça e dá o tom de emoção ao casamento.


CRÉDITOS

1. Divulgação  |  2. Studio Marusca  |  3. Divulgação

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Carioca que, depois de começar a escrever sobre amor, conheceu um mineiro especial e agora sonha mais do que nunca com o grande dia. Divertida, decidida – às vezes nem tanto – quer levar a você o melhor do mundo wedding para que um dia, assim como ela, possa subir ao altar do jeitinho que imaginou.