Padrinhos: tudo o que você precisa saber para escolher os seus

Por  |  0 Comentários


Os padrinhos são essenciais para qualquer celebração de casamento. São eles os principais responsáveis pelo clima do evento.

Além disso, ser convidado para ser padrinho de um casal é ser reconhecido como especial e importante na história dos noivos e justamente por isso, nem sempre essa escolha é fácil.

Qual a quantidade ideal de padrinhos? Quem eu devo chamar? Para tirar essas e outras dúvidas, conversamos com a dupla Carine e Gil, da @carinegilcerimonial.

Para ela ter certeza que essas pessoas estarão com vocês sempre é o principal fator a ser levado em consideração para escolher os padrinhos. Amizades consolidadas é o mais importante na hora de escolher quem estará ao seu lado, não somente no altar, mas na vida. Uma amizade recente, que você ainda não tem certeza para onde vai andar, provavelmente não será seu porto seguro quando você precisar.

Mas escolher os padrinhos é uma tarefa difícil… o noivo tem mais amigos que a noiva -ou vice -versa -, os pais solicitam que alguém muito querido por eles seja um dos padrinhos… mas qual é o número ideal de padrinhos? As cerimonialistas nos responderam: a etiqueta limita a 5 casais para cada lado.  “Tendo bom senso outras formações ficam também muito lindas. O ideal é que combine com o local escolhido e não seja ‘chato’ para quem está assistindo ao cortejo”, complementa.

Por falar em chato, é importante a gente dizer que quando mais padrinhos, mais tempo é gasto: com a organização dos detalhes, com fotos posadas antes da festa. Além disso, as chances de atrasos no cortejo são maiores.

“E se eu tiver um local grande, preciso ter mais padrinhos?” A dupla afirma que não! “Os padrinhos têm que ter significado para o casal, não tem a ver com o local. Em um local grande você tem mais liberdade em chamar mais gente, mas não é uma regra”.

É comum ter aquela “torta de climão” ao chamar apenas uma pessoa para ser padrinho ou madrinha do casal, mas fique sabendo que isso é comum e as meninas dão uma dica: se você não conhece o par da pessoa que você faz questão que seja seu padrinho ou madrinha ou não gosta do namorado (a) da pessoa, melhor não chamar. Ainda de acordo com ela, é indicado convidar somente a pessoa que você gosta e explicar a situação.

Neste caso, existe a possibilidade do seu convite ser negado, mas não fique chateada e, além de se colocar no lugar da pessoa, lembre-se que é um convite: cabe ao convidado aceitá-lo ou negá-lo.

Ficou mais fácil escolher padrinhos e madrinhas agora?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr