Na barra do vestido

Por  |  0 Comentários



Vestir de noiva é irradiar a melhor energia de um coração apaixonado. Há quem diga que elas são abençoadas, afinal, encontrar um amor verdadeiro e torná-lo real é o sonho de toda mulher! E por quê não compartilhar essa alegria com as amigas solteiras?

A brincadeira de escrever o nome delas na barra do vestido significa nada mais, nada menos, do que desejar à elas um casamento tão maravilhoso quanto o seu. Alguns dizem que a tradição é baiana, mas desconhecemos sua origem verdadeira. O que sabemos mesmo, é que muitas noivas aderem a moda e se divertem com as convidadas homenageadas. O importante é mostrar seu carinho a quem realmente gosta e  interagir com elas torcendo para que subam logo ao altar.

Osvaldo-Mara-e-Jane-Magalhães-Fotografia________________________________________________________
♥ Do outro lado

A estilista Carol Hungria, eleita a número 1 no Prêmio IC, acha a homenagem superbacana. Mais de 50% de suas noivas aderem a brincadeira. “É mais uma maneira da noiva abraçar as tradições e ficar ainda mais próxima das amigas nesse momento especial. É bem gostosa”, garante.

foto-Agência-Uai______________________________________________________________
♥ Fazer surpresa ou contar antes?

Difícil encontrar noivas que se contentem em guardar a surpresa embaixo da saia. Segundo Carol, praticamente todas acabam contando para saber quem vai querer participar.

A pedido de suas fiéis companheiras, Helena Costa produziu sua própria barra e enquanto bordava, enviou uma foto para seu grupo de amigas e recebeu uma lista empolgada de nomes que não podiam ficar de fora. O mesmo aconteceu quando ela se maquiava para o grande dia e compartilhou a fita prontinha em seu vestido.

Foto-Carolina-Cattan-Helena-e-Italo-IC-RJ-33-800x502_______________________________________________________________
♥ Quantos nomes devem ter?

Fica a critério de cada noiva quantas solteiras queridas vão participar da brincadeira, porque, afinal, espaço tem de sobra! Caso o nome seja colocado na barra, normalmente ele completa apenas a parte da frente e segue pelas laterais até onde for necessário. “Como uma roda de um vestido de noiva costuma ser muito grande, dificilmente a noiva terá amigas para preencher toda a saia da barra!” explica Carol.

foto-Alexandre-Muradas-sofia-e-carlos-henrique-800x533_______________________________________________________________
♥ Fita de cetim ou delicados corações?

A fita de cetim com os nomes bordados ou escritos são as mais tradicionais. Elas podem ser costuradas no próprio forro do vestido ou em outro detalhe dentro da saia. No meio dos nomes estão permitidos lacinhos, corações, medalhinhas de Santo Antônio, símbolos ou simplesmente espaços em brancos para ficar mais clean. Há também adesivos próprios para a brincadeira, fitinhas e até papeis de scrapbooking presos com alfinetinhos dourados.

No Atelier Carol Hungria, são produzidos corações de tecidos com o nome dos noivos em azul (para representar a tradicão americana do something blue) e dentro dele são colocados coraçõezinhos menores com o nome de cada amiga. Amarrado delicadamente na saia do vestido, a ideia é que a noiva use o acessório como enfeite e dê os pequenos corações soltos às amigas para virar um patuá das solteiras.

Coração-03_______________________________________________________________
♥ E as cores?

Nomes bordados na própria barra devem ter tons mais claros para não aparecer algo escuro caso bata alguma luz, principalmente na entrada da noiva na cerimônia, salienta Carol. “Nomes escritos em fitas de cetim já protegem mais esse visual, permitindo cores mais fortes. Nossos corações são bordados em azul pavão para não correr nenhum risco de aparecerem pelo vestido”, explica.

foto-Aline-Machado1
_______________________________________________________________
♥ Combinam com qualquer vestido?

Modelos fluidos demais confeccionados com tecidos mais finos, dificilmente devem receber esses bordados devido ao fato de aparecerem em algum foco de luz. Carol Hungria desaconselha totalmente a barra em casos desse tipo.

Marina-Ushiro Osvaldo-Marra-e-Jane-Magalhães-Fotografia

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Jornalista mineira, dona de uma coleção de sonhos e apaixonada pelo o que é leve. Nunca subiu ao altar, mas nutre a certeza de chegar lá com seu amor da vida. Adora combinar palavras para contar histórias e assume ter uma queda por casamentos ao ar livre.