Retrospectiva 2016: qual o mês do seu casamento?

Por  |  0 Comentários


Seja por um sonho, uma coincidência ou para se adequar a agenda de familiares e amigos, o mês do casamento é sempre inesquecível quando vivido com amor. Confira nossa retrospectiva 2016!

Amanhã começa o verão (oficialmente), e junto com ele uma das estações mais amadas pelas noivas no Brasil e no mundo, afinal, quem não quer casar em um lindo dia de sol? Mas conversamos com noivos de cada um dos meses do ano para uma retrospectiva 2016, e chegamos a uma linda conclusão, independente das circunstâncias, temperatura, ou da data escolhida, o dia do casamento é feito das pessoas presentes nele e das emoções que ficam guardadas para toda a vida.

♥ JANEIRO

Retrospectiva 2016: Thais e Rodrigo - Foto: Iko Eventos

Escolhemos casar dia 23 de janeiro de 2016 em 23 de janeiro de 2015, no dia em que contratamos a nossa produtora, Rossana Lazzaroto, e daí pensamos que teríamos um ano pela frente! No início queríamos casar em novembro de 2015, mas concluímos que seria muita correria! Por isso, resolvemos casar no início do ano seguinte, aproveitando o feriado do dia 25 de janeiro em São Paulo, cidade natal do noivo. Foi incrível casar neste mês! As pessoas estão em clima de férias e revigoradas com o ano novo que se inicia! Nosso receio foi a possibilidade de chover no dia! Mas felizmente o dia foi maravilhoso, muito sol, céu azul e nada chuva!” – Thais & Rodrigo

♥ FEVEREIRO

Retrospectiva 2016: Renata e Diego - Foto: Rafael Karelisky

“A gente acabou escolhendo fevereiro por causa da lua de mel, queríamos ir para a Tailândia e lá é bom de ir de novembro até março. Como ficamos noivos em abril, os meses de novembro ou dezembro ficariam muito próximos para organizar tudo. Também consideremos fazer o casamento no verão, porque Curitiba é uma cidade muito fria e tínhamos muitos convidados de fora, que não estão acostumados com o frio curitibano. No dia o clima estava perfeito, nem frio nem quente demais!” – Renata & Diego

♥ MARÇO 

Retrospectiva 2016: Lorena e Hugo Foto: Di Souza

“Na verdade, março não era o mês que pensamos inicialmente. Fechamos neste mês por uma questão de disponibilidade do lugar da cerimônia e da festa. No entanto, a partir do momento que surgiu a possibilidade do mês de março, escolhemos o dia 19 por ser o Dia de São José, o santo protetor das famílias. Muitos nos alertaram sobre a possibilidade de chuva neste mês (inclusive porque no Dia de São José costuma chover bastante). Mas isso nunca atrapalhou em nada e nunca gerou dúvida alguma. Ficamos extremamente tranquilas, pois o local da cerimônia e da festa eram cobertos, portanto, ainda que chovesse, nossos convidados não se molhariam. Além disso, pensamos que o clima hoje está tão “instável” que não podemos fazer escolhas baseado em previsão do tempo e dias de chuva ou sol, frio ou calor. Embora a chuva não fosse determinante em nosso casamento, ficamos felizes por não ter chovido, pois possibilitou que os convidados apreciassem o jardim e a área verde do Recanto das Águas, que por sinal é fantástica.” – Lorena & Hugo

♥ ABRIL

Retrospectiva 2016: Tina e Felipe - Foto: Muniz e Maia

“Escolhemos casar em abril porque queríamos casar em uma época que não fosse muito calor nem muito frio. Como escolhemos casar ao ar livre fizemos muitas pesquisas e chegamos à conclusão que o mês de abril era o mês ideal. Observamos o tempo um ano antes para ter uma noção de como estaria no próximo ano. Até fomos na casa de festa no mês de abril de 2015 no horário da cerimônia para saber como estaria o clima e o posicionamento do sol para escolher onde seria realizada a cerimônia. O mês de abril é um mês importante pra mim! É o mês do aniversário do meu falecido pai e também é um mês antes do meu aniversário. O Felipe sempre disse que iria casar comigo antes do meu aniversario e assim foi. O dia foi a realização de um sonho e estava lindo. Acho que o maior medo de uma noiva que decide casar ao ar livre é se vai chover. Pedi muito para ter um dia lindo e assim foi. De tardinha estava calor e conforme foi entardecendo a temperatura foi refrescando. Tudo saiu conforme o planejado o que rendeu lindas fotos e uma festa bem animada.” – Tina & Felipe 

♥ MAIO

Retrospectiva 2016: Tatiana e Andrei - Foto: Estúdio Maria Célia Siqueira

“Nunca tive um sonho de casar em maio por ser o mês das noivas, mas meu sonho era casar no dia 7. Pois conheci meu marido no dia 7, dei o primeiro beijo no dia 7, e comecei a namorar no dia 7. Esse dia estava disponível em maio de 2016 ou novembro de 2015, mas essa data ficou muito próxima do noivado, além de ser aniversário do meu pai. Então optamos por dia 7 de maio de 2016. A única diferença que senti em maio foi a concorrência, pois tem muitos casamentos nessa época e o preço mais alto das flores. Eu casei um dia antes do dia das mães, e as flores acabaram sendo mais caras mesmo. Mas no final das contas, mesmo não sendo um sonho nosso casar no mês das noivas, tem toda uma magia e deixou o dia do casamento ainda mais especial.” – Tatiana & Andrei

♥ JUNHO

Retrospectiva 2016: Marcella e Bruno - Foto: Oswaldo Marra e Jane Magalhães

“Escolhemos casar no final de junho para coincidir com as férias dos familiares que não moram em Minas! No dia estava um pouco frio, mas isso passou despercebido perto da animação da festa! E o lado bom de casar no inverno é que não tivemos que nos preocupar com chuva!” – Marcella & Bruno


Leia mais

+ Numerologia: as melhores datas para casar em 2017

bg-divisoria

+ Meteorologia: as melhores estações para casar em 2017


♥ JULHO

Retrospectiva 2016: Ana Clara e Pablo - Crédito: Bruno Bastos

“Tínhamos uma viagem marcada para agosto, quando iríamos voltar na cidade que nos conhecemos, na Inglaterra, e por isso queria que essa viagem fosse nossa lua de mel. Então procuramos os finais de semana de agosto que antecederiam a viagem, mas um era dia dos pais e no outro já tínhamos compromisso. Então marcamos o dia do casamento para 30 de julho. O que foi ótimo, pois pudemos comemorar também o aniversário do meu sogro, que é no dia 31. Além disso, eu queria casar no inverno, pois eu amo essa estação. Assim que decidimos a data e escolhemos o cerimonial, ficamos sabendo que esse mês era uma boa época para casar. Como é um mês de “férias” e não tem muitos casamentos e eventos grandes, os fornecedores tinham disponibilidade de data e conseguiram fazer um bom preço. Além disso, por ser uma época, considerada “baixa temporada” para casamentos, demos muita sorte em conseguir os fornecedores que queríamos, já que organizamos o casamento em três meses. O clima também estava ótimo, era final do inverno e não estava tão frio em Belo Horizonte, e ainda fez um fim de tarde lindo…” – Ana Clara & Pablo

♥ AGOSTO

Retrospectiva 2016: Mariana e Pedro - Foto: Agencia Uai

“Escolhemos nos casar em agosto, pois consideramos o fim do inverno e início da primavera, o clima ideal para celebrar o casamento, por ser uma época sem chuvas e de temperatura mais amena, já nos despedindo do frio. Além disso, levamos em consideração as viagens futuras para comemorarmos os aniversários de casamento (amamos viajar!) e fim de agosto, por ser uma data fora da “alta temporada” de viagens, sempre reserva valores mais interessantes, além de ser verão nos países do hemisfério norte (e nós amamos uma praia)! Foi maravilhoso casar nesse mês. Se voltasse no tempo, casaria de novo na mesma data. Não nos preocupamos com o fator clima em momento algum, e se puder sugerir algo para as noivas, quanto menos preocupações na organização de um casamento, melhor, ainda mais com algo que foge do nosso controle… Ainda conseguimos valores especiais dos fornecedores do casamento, pois há um dito popular que diz “agosto é o mês do desgosto” mas até agora não encontrei este tal de desgosto.” – Mariana & Pedro

♥ SETEMBRO

 

Retrospectiva 2016: Marília e Rodrigo - Foto: Imperial

“Decidimos nos casar no Haras da minha família no interior de São Paulo. Presidente Bernardes é uma cidade bem quente e eu queria um casamento que começasse de manhã e durasse o dia todo. Queria aproveitar a luz natural do dia e a natureza do lugar na decoração, que tinha flores do campo e muito verde além de um estilo mais rústico e descontraído. Escolhi setembro por ser um mês que ainda não está tão quente e nem é chuvoso. Além disso, eu e o noivo moramos em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, e a família dele é toda de Curitiba, no Paraná, então precisava ser perto de um feriado para facilitar o deslocamento dos convidados. No dia do casamento o tempo estava perfeito, muito sol e calor, o que deixou toda a cerimônia e a festa ainda mais especiais. As tendas garantiram a sombra e o local aberto deixou todo o ambiente mais fresco. Os convidados aproveitaram muito o dia lindo que fez e curtiram a festa, que durou 12 horas. Foi incrível!” – Marília & Rodrigo

♥ OUTUBRO

Retrospectiva 2016: Gabriela e Rodrigo - Foto: Marcos Araújo Fotógrafos Associados

“Na verdade a escolha do mês estava relacionada a minha mudança de cidade e ao meu trabalho. Pois eu morava em São Paulo e me mudei para Uberlândia (onde me casei e onde estou morando) e resolvi que só sairia do meu trabalho em julho, então marcamos o dia do casamento três meses depois da minha mudança, para termos tempo de resolver os últimos detalhes da festa e curtir chá de panela, chá de lingerie e todos os eventos pré-casamento. Achei ótimo casar em outubro, dizem que chove muito nesse mês, mas na semana do meu casamento não choveu nem um dia. Estava quente, mas o salão tinha ar condicionado, então todos ficaram muito confortáveis, talvez se fosse em um local aberto sem ar, o calor poderia ter atrapalhado.” – Gabriela & Rodrigo

♥ NOVEMBRO

Retrospectiva 2016: Yael e Rafael - Foto: Renata Xavier

Como nós moramos nos EUA, em novembro tem o feriado de Thanksgiving (Dia de Ação de Graças) então era uma boa época para tirar férias no trabalho e nossos amigos de lá também poderem participar do nosso casamento, que foi no Brasil. Nós adoramos o verão, mas dezembro normalmente já é um mês com muitas festividades e compromissos, então decidimos casar em novembro. Além disso, o aniversário do Rafa (noivo) é uma semana após nosso aniversário de casamento, então sempre poderemos fazer uma grande comemoração. Foi ótimo casar em novembro porque não é alta temporada para viagens, então a lua de mel foi tranquila e todos os aniversários de casamento também serão bons para viajar. Além disso, agora já está um clima de Natal e Ano Novo, então não precisamos voltar ao ritmo tão rápido, podemos ficar curtindo o pós-casamento! O calor no Rio pode ser uma desvantagem para quem pretende casar em um lugar aberto, pois pode ficar muito quente ou chover! Outra coisa para cuidar são os feriados, três no Rio de Janeiro (2/11, 15/11 e 20/11, o último só no Rio) então deve-se tomar cuidado com a data a ser escolhida.” – Yael & Rafa

♥ DEZEMBRO

Retrospectiva 2016: Paula e Alvaro - Foto: Reprodução

“Escolhemos dezembro pois para nós a Igreja Santa Teresinha era extremamente importante, e ao conversar com a igreja e saber da disponibilidade da data, ficamos extremamente felizes em conseguir casar ainda em 2016. Sem contar que dezembro é um mês que conseguiríamos fazer a lua que sonhamos! Foi emocionante casar nesse mês, nós adoramos pois noivamos no início de 2016 e casamos no final do ano, dar certo o casamento em dezembro fez com que o nosso ano terminasse com chave de ouro. Além disso, pudemos fazer a lua de mel mais longa pois aproveitamos as festas de final de ano, adoramos o horário de verão pois a cerimônia foi de dia e a chegada no Castelo do Batel foi no entardecer e ficou lindo! A única desvantagem desse mês é que acreditamos que muita gente já estava programando viagens e compromisso de final de ano  e deixaram de ir na festa.” – Paula & Alvaro

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


ic indica

avatar

Carioca apaixonada pelo Rio de Janeiro, mas curitibana de coração. Jornalista por vocação, adora escrever sobre moda, beleza, viagens e decoração. Fascinada pelo universo das festas, sonha com um casamento nas Maldivas.