Preparativos do casamento: como evitar desastres inesperados

Por  |  0 Comentários


Durante a fase de preparativos do casamento, é bom pensarmos em prováveis incidentes graves que podem acontecer no grande dia. A lista é longa! E aí, qual será o seu plano de ação?  Vamos te ajudar!

Já estamos craques em “receitas” contra imprevistos no dia casamento, mas cá entre nós, a palavra DESASTRE é pavorosa. Sim! Já aprendemos que alguns eventos fogem do nosso controle e que sempre é preciso pensar em alternativas eficazes e imediatas para contorná-los. Fizemos uma lista de 10 acidentes que podem acontecer tanto na cerimônia quanto na festa e propomos algumas soluções prévias. Quer ficar por dentro? Então, fique de olhe e vem!

1. ABRACE A CHUVA!

PROBLEMA: amanheceu chovendo? Já falamos algumas vezes sobre isso, mas sempre vale repetir. Ninguém tem o sonho de que chova no dia do casamento, mas infelizmente dependendo da estação do ano, da sorte ou do azar, acontece. E aí?

SOLUÇÃO: há duas saídas. Ou você senta e chora, convencendo-se de que tudo está perdido; ou você cria maneiras de usar a chuva ao seu favor. É claro que incentivaremos a segunda opção. O cenário chuvoso pode render fotos lindas, divertidas e originais – usando guarda-chuvas, botas do tipo “galochas” e deixa molhar!

Preparativos do casamento: fotos na chuva em Petrópolis - Foto Giovani Garcia

2. CRIANÇAS HIPERATIVAS

PROBLEMA: daminhas, pajens, priminhos e todos os convidados mirins são bem-vindos. A hora da cerimônia pode ser meio tediosa para eles e não veem a hora da festa para comer, brincar e – finalmente! – se divertir. Mas já pensou se, ao invés disso, a recepção continuar desinteressante e eles começarem a correr em volta da mesa do bolo, chorar ininterruptamente e gritar? Que desastre!

SOLUÇÃO: calma! Esse episódio não vai acontecer se você investir em um espaço kids para a sua festa. Reúna jogos, folhas para colorir, doces, brinquedos e colchonetes em uma área personalizada. As crianças vão adorar e ficaram facilmente entretidas ao longo de toda a recepção. Fica a dica!

Imprevistos no casamento: crianças pulando - Foto Giovani Garcia

3. AS FLORES MURCHARAM, E AGORA?!

PROBLEMA: o prato principal ainda nem foi servido, mas já dá para perceber que a arte floral nas mesas e nos cantos da festa não está com aquela vivacidade que você sempre sonhou. Geralmente, os arranjos são confeccionados aproximadamente seis horas antes da recepção, então – infelizmente! – isso pode acontecer.

SOLUÇÃO: conte com a opinião de um florista sobre a característica de cada tipo de flor de acordo com a estação. Por exemplo, girassóis, gérberas, lírios e dálias possuem pétalas mais resistentes, que desidratam com menos facilidade. Já as flores mais suaves como tulipas e gardênias são mais sensíveis.

Imprevistos no casamento: garrafas de vidro com flores - Foto Neumann's

4. E SE ALGUÉM DESMAIAR NO MEIO DA CERIMÔNIA?

PROBLEMA: seja por emoção ou devido ao calor (queda de pressão, vertigem, essas coisas), todos estão sujeitos a um desmaio. O que pode ser bem pavoroso aparentemente, principalmente se for no altar. Talvez, cerimônias ao ar livre, no sol forte, muito longas e cansativas possuem um fator de risco maior. Como lidar?

SOLUÇÃO: antes de mais nada, tente não fazer alarde nem alvoroço. Talvez a discrição seja uma tarefa difícil, pois é normal que as pessoas fiquem agitadas e preocupadas na tentativa de ajudar. Por precaução, vale combinar com a cerimonialista um kit de emergência para garantir – em parte – a segurança dos convidados. O kit pode ter remédios mais gerais, sal, leques para abanar, para o caso de desmaio.

Imprevistos no casamento: entrada da noiva - Foto 18 Elementos

5. SE BEBER, NÃO DIRIJA!

PROBLEMA: o openbar da sua festa está exemplar.  Ótimo! Agora vamos de pensar nos convidados na hora de voltar para a casa. Isso é um dilema! Todos querem aproveitar, mas precisam ficar de olho para não exagerar. E então?

SOLUÇÃO: seu casamento será em um lugar muito distante? Que tal alugar um ônibus ou uma van para levar a galera de volta para o hotel ou a um ponto fixo? Para facilitar, sinalize a iniciativa no convite ou pessoalmente. O ideal é dar esse “conforto” para os seus convidados. Assim todos curtem a festa sem peso na consciência!

Imprevistos no casamento: convidados dormindo na festa - Foto J. R Studios

6. ILUMINAÇÃO INSUFICIENTE

PROBLEMA: as luzes não estão adiantando nada e o cenário da festa ficou meio escuro? Sinal de alerta! Isso é grave e pode ser catastrófico.

SOLUÇÃO: quando for idealizar a planta da decoração da sua festa, invista no maior número de fontes de luzes possíveis para a parte externa – gambiarras, velas, lustres, iluminação cênica, fairy lights… Não se engane! Quando se trata desse quesito, não economize.

Imprevistos no casamento: iluminação com luzes de gambiarra - Foto Rafael Bigarelli

7. NÃO ME DIGA QUE ESTÃO FALTANDO CADEIRAS?

PROBLEMA: a média de faltosos é, em média, de 30% – podendo variar para mais ou para menos. Cada projeto de decoração oferece um número fixo de mesas e cadeiras de acordo com o número de convidados para festa. Mas, às vezes, ocorrem falhas nesse cálculo.

SOLUÇÃO: investir em lounges com sofás e pufs confortáveis é uma ótima ideia! Vale ressaltar também que, se mesmo assim houver falta de cadeiras, é preciso intensificar o serviço dos garçons para que não aumentem as reclamações do tipo “além de estar em pé, estou morrendo de fome!”.

Imprevistos no casamento: decoração azul e amarela - Foto Rafael Bigarelli

8. “TRATO BEM ATÉ QUEM CHEGA DE PENETRA!”

PROBLEMA: não importa quanto cuidado você tenha para selecionar seus convidados, eles sempre estarão presentes. Os famosos penetras!

SOLUÇÃO: é deselegante destratar uma pessoa – não só no dia do casamento -, mas em qualquer momento do dia a dia. Quando esbarrar com um desconhecido no seu casamento, não seja hostil. Sorria e agradeça-o por ter vindo. Pode ser um pouco constrangedor para ele, mas uma atitude de gentileza e educação faz toda diferença. Não deixe que um ou dois (três ou quatro…) penetras te estressem.

Imprevistos no casamento: diversão dos noivos e convidados na festa - Foto Neumann's

9. PIADINHA FATAL

PROBLEMA: sempre tem alguém para fazer um discurso na hora do brinde. Um tio querido, amigo, pai, mãe… Escolha bem! Certifique-se de que pode confiar de que a pessoa não cometerá nenhuma gafe, okay?!

SOLUÇÃO: evite improvisos! Escolha quem você quer que faça uma pequena homenagem aos noivos no grande dia. Dê alguns limites como não falar sobre exs namorados, não se alongar na fala nem tampouco citar episódios inconvenientes. Se isso ocorrer no dia, peça para alguém dar uma “cotovelada discreta” e passe o microfone para a parte dos agradecimentos aos convidados.

Imprevistos no casamento: discursos para casamento de irmã - Foto Thiago Okimoto

10. O PADRINHO ATRASOU OU SIMPLESMENTE FALTOU

PROBLEMA: complicado, mas realmente acontece. E uma coisa é certa. Sempre gera muita tensão, principalmente para o par que vai ficar sozinho. Mantenha a calma!

SOLUÇÃO: reforce – e confirme! – um alerta na véspera do casamento o horário da chegada dos padrinhos na cerimônia e cheque se estão todos bem de saúde, dispostos e felizes. Se alguém faltar, ou é preciso encontrar alguém imediatamente para ‘substituir’ ou a pessoa pode entrar sozinha – após todos os pares ou na hora das alianças, por exemplo. Seria estranho? Talvez sim, mas seria muito injusto deixar de prestigiar os noivos devido a um imprevisto, certo?!

Imprevistos no casamento: foto divertida dos noivos e padrinhos - Foto Marina Lomar Fotografia

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Jornalista por paixão e vocação. Cativante, a carioca é dona de uma vida agitada e não nega ser romântica de alma, incurável. Adora casamentos e, desde que disse SIM para o amor da sua vida numa linda cerimônia ao ar livre, vive ainda mais encantada por esse universo.