Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

De repente… noiva

Por  |  7 Comentários


Texto Laura Siqueira

Elas chegaram à casa dos 30 e estão mais do que prontas para dizer sim. Os tempos mudaram e a idade das mulheres que decidem se casar aumentou. Mais maduras e realizadas profissionalmente, elas preferem esperar pelo momento certo e não têm mais a urgência de casar como as jovens noivas de antigamente.

Comumente associado às mulheres que completam 30 anos, por muito tempo, o termo balzaquianas foi usado com um tom pejorativo. Mas o que nem todos sabem é que originalmente ele foi inspirado no escritor francês Honoré de Balzac. Segundo ele, em sua famosa obra A Mulher de Trinta Anos, ao chegarem a essa idade elas se encontram mais maduras, vividas e prontas para o amor.

noiva-verusca-foto-carolina-cattan

Mesmo tendo sido escrita no século XIX, podemos transportar a ideia do autor para os dias de hoje e, principalmente, para o casamento. Nos últimos anos foi possível perceber um aumento na idade das noivas e concluir que elas estão esperando mais pacientemente pelo momento certo de subir ao altar. As noivas de 30 anos ou mais estão cada vez em maior número, tanto nos salões das casas de festas, quanto nas páginas da Inesquecível Casamento.

A fisioterapeuta Isabel Neves, que teve seu grande dia estampado na 31ª edição da revista, se casou aos 32 anos e acredita que foi a melhor decisão. “Foi a idade ideal, não mudaria absolutamente nada. Até porque me sinto muito melhor hoje do que aos 25 anos”, afirma.  Casada aos 37, a médica Karine Bezerra, com o casamento publicado na mesma edição, vai além. “Dei a sorte de me apaixonar pela pessoa certa na hora certa. Sempre fui muito romântica e sonhava em encontrar uma pessoa o mais rápido possível. Hoje, já vejo de outra forma”, analisa.

noivas-isabel-foto-juliana-pessoa-e-karine-foto-aszmann

Cada noiva em sua época

Os dados do último censo do IBGE mostram que a idade média das noivas aumentou nos últimos anos e está em 28, chegando a 30 em alguns estados. O experiente cerimonialista Ricardo Stambowsky concorda com os resultados da pesquisa e vê muitas diferenças entre as noivas de antigamente e as atuais. “No tempo da minha avó, uma menina com 25 anos e solteira era considerada encalhada, ia ser titia. Hoje elas querem definir a vida profissional e estar com tudo encaminhado para não dependerem do futuro marido”, afirma. Essas características do mundo moderno são os principais fatores que contribuem para as mulheres se casarem mais tarde.

noiva-rossiany-victor-e-valério-miguel

Tradição versus inovação

A tendência em acreditar que as noivas de 30 gostam de inovar no casamento é forte, mas não é 100% correta. Segundo o cerimonialista, os itens que envolvem o ritual são tradicionais e apenas o formato da festa é contemporâneo. Algumas preferem seguir todas as tradições, como Karine, outras são mais modernas, como Isabel.

noiva-cristina-foto-juliana-pessoa

No casamento da fisioterapeuta a mudança já surgiu no convite, que não levou o tradicional dizer “os pais convidam”, e sim “os noivos junto com seus pais”… Esse é outro ponto lembrado por Stambowsky: “As noivas de antes, por serem jovens, não sabiam de nada e seguiam tudo o que a mãe escolhia. Hoje elas têm opinião própria”.

No entanto, independentemente do estilo e das formalidades seguidas, a característica principal das novas noivas de 30 é a maturidade. “Ela nos dá bom senso, aumenta a nossa tolerância e nos faz entender de forma saudável que em um casamento é preciso ceder. E isso só com a experiência”, finaliza Isabel.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr