Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Decoração com pegada industrial

Por  |  0 Comentários


Uma estilo despojado (quase sem acabamento, com muito concreto e metais envolvidos) na decoração e nos móveis para casamento? Essa é a proposta do industrial design – uma ideia gringa que tem tudo para bombar no Brasil. Conheça!

No exterior ele já é sucesso – e parece que por aqui também. Inspirado nos lofts nova-iorquinos da década de 50, em que a moda da vez era transformar galpões ou armazéns antigos em residências, o industrial design chegou com tudo ao Brasil. E não só na arquitetura, como também (e principalmente) nas graças dos profissionais do mercado de festas e dos casais antenados que estão com o pé no altar.

O próprio nome já diz muito sobre sua principal característica: o estilo, que foge do óbvio sem deixar de ser chique e elegante, conquista por aceitar o improviso na criação – principalmente dos móveis – e usar e abusar de tijolos, andaimes, concretos sem acabamento, madeira envelhecida, e ferro ou cobre bem aparentes, por vezes até enferrujados. Tudo para remeter a um conceito rústico, despojado e “inacabado”, típico nos ambientes industriais.

Apesar de versátil, com cores, acabamentos e materiais bastante diferentes do lugar-comum, os especialistas o indicam para aqueles que gostam de arriscar e optam por fugir do clássico – já que a pegada industrial nada tem a ver com tradicionalismos. Por isso, inclusive, alegam que dificilmente o estilo combina com produções mais românticas, palacianas e/ou luxuosas.

1. COMO INCLUIR NA DECORAÇÃO?

Não é um pré-requisito, mas o ideal é escolher um local que possui elementos que favoreçam a criação de um projeto com pegada industrial – conforme já dito, concreto aparente, madeira, metais envelhecidos e eletrodutos são alguns dos exemplos.  A partir daí, vale investir em opções que façam parte desse mesmo layout, para que a decoração converse entre si tanto no quesito dos móveis, como no de objetos decorativos e até mesmo iluminação.

2. QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DE UM MOBILIÁRIO COM PEGADA INDUSTRIAL?

Normalmente os materiais utilizados nos móveis com conceito industrial são o ferro, a madeira, o metal (latão, alumínio, inox, cobre…), a lona, o couro e outras matérias-primas em sua forma original. O mais importante é que todos tragam como característica e acabamento um ar mais envelhecido – beirando o rústico –, sem muito tratamento, em formas geométricas e/ou retilíneas.

banner-livro-vic-meirelles

3. COMO MESCLAR AOS DEMAIS MÓVEIS?

Por se tratar de um estilo que mistura texturas brutas à peças antigas, é sempre bem-vindo intercalá-lo a itens de madeira (inclusive de demolição) e acrílico, por exemplo, para dar equilíbrio e leveza ao ambiente. Já nos estofados, o ideal é manter a forração em cores lisas, sejam elas em tons quentes ou frios.

4. QUAIS AS OPÇÕES PARA OS OBJETOS DECORATIVOS?

Apesar de estar diretamente relacionado ao gosto do casal e à criatividade do decorador, algumas sugestões que casam bem com o toque industrial (e consequentemente com os móveis) são peças de porcelana desgastadas, vidros lapidados, acabamentos com tacha, estruturas aéreas feitas com tubulações elétricas ou hidráulicas, arranjos com folhagens, espelhos modernos, lanternas de ferro ou madeira, velas, arandelas, pinhas e por aí vai!

Móveis para casamento: industrial design por Lona Cristal - Decoração por Carla Vidal - Foto Guilherme Rocha Fotografia

#FICAADICA: O INDUSTRIAL DESIGN NA DECORAÇÃO

  1. Escolha a dedo! Opte pelo local do casamento que mais tem sinergia com o estilo escolhido, ou o gasto para “maquiar” o espaço pode ser muito grande (Ambiente Eventos)
  2. Atenção aos detalhes. Sempre amenize visualmente os elementos industriais, pois quanto mais ele for utilizado, mais o projeto decorativo se torna carregado (Ambiente Eventos)
  3. União que dá certo. Mesclar o metálico à madeira é um ótimo truque para manter o equilíbrio da decoração (Lona Cristal)
  4. Material versátil. Os móveis com algum detalhe em madeira são bastante indicados caso a ideia seja representar não só o estilo industrial, como também o contemporâneo, o descontraído, o praiano e muitos outros ()
  5. Colorful! Utilize madeira pintada para “esquentar” o projeto e descontruir a linearidade da ornamentação (Festah)

Móveis para casamento: industrial design por Lona Cristal -  Decoração por Roberto Cohen - Foto V Rebel Cinema One

3 DICAS PARA INCLUIR OS MÓVEIS INDUSTRIAIS

Foco no acabamento. Mesmo que os móveis sejam de outro estilo, deve-se implementar nele algum elemento mais “surrado”. Um sofá clássico, por exemplo, pode ser revestido em linhão, lona ou couro envelhecido, e uma mesa lateral pode ter sua pintura toda descascada (Ambiente Eventos)

Mix que (não) dá certo. Ao contrário do mobiliário com recortes simétricos, geralmente os móveis clássicos, com muitos detalhes no acabamento (como peças em estilo Luis XV ou provençal), não ficam bem se misturadas ao estilo industrial (Lona Cristal)

Use e abuse! Para enriquecer ainda mais o espaço, utilize mesas e bancadas de metal – seja ele qual for – e luminárias de maneira pontual (Festah)

Móveis para casamento: industrial design por Festah - Foto Divulgação


CRÉDITOS

1. Rodrigo Sack | 2, 3 e 4. Victor Miguel | 5. Giuliano Salzano | 6. Sambacine | 7. Monica Antunes  8 a 13. Divulgação | 14. Guilherme Rocha Fotografia | 15. V Rebel Cinema One | 16. Divulgação Festah

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Uma sagitariana que tem a alegria como dom. É carioca, jornalista, tem 20 poucos anos e adora ser chamada de Duda. Como uma amante incurável de sorrisos e amores, espera que seu grande dia seja repleto deles. E que, assim como ela, você se torne uma multiplicadora fiel dessa dupla!