Flores para casamento e arranjos criativos

Por  |  2 Comentários


Texto Joana Dale

Elas levam cor, magia e, naturalmente, um cheirinho especial ao ambiente. As flores continuam sendo essenciais na decoração de um casamento, mesmo em tempos de festas com jogos de luzes e cenários de superproduções. Rosas, orquídeas, lírios são complementos de luxo e, de quebra, agregam leveza. Para o decorador de festas Antônio Neves da Rocha, que assina os mais mirabolantes cenários de casamentos do país, as flores são fundamentais no conjunto da obra.

 – Um casamento totalmente sem flor é pouco delicado. Fica sem carinho. Por mais moderna que seja a noiva, sugiro pelo menos uns vasinhos com lírios – diz ele.

Atualmente, as orquídeas são as queridinhas das noivas. Porém, a família da phalaenopsis e da cattleya é a mais cara. Para quem está com o orçamento mais apertado, lírio, boca-de-leão e astromélia são ótimas opções. A decoração da igreja não precisa necessariamente combinar com a da festa: vale encomendar arranjos amarelos para a igreja e outros em tons de rosa para a festa, por exemplo.

Decoração azul e amarela por Antônio W. Neves da Rocha - Foto GreifFotografia.com

E mais: no tempo em que vivemos, a maioria das flores é cultivada em estufa, o que permite que tulipas ornem uma festa em pleno novembro. Mas, como tudo na vida, o bom-senso e o respeito à natureza devem prevalecer nas escolhas. Uma cerimônia à beira-mar combina com flores tropicais, com gérberas, orquídeas e até bromélias. Se a festa subir a serra, vale investir nas hortênsias. Em cidades metropolitanas, arranjos tradicionais a base de rosas e lírios garantem elegância. A seguir, craques da arte de montar arranjos dão dicas de como ter um casamento florido sem errar na mão.

Flores nas quatro estações

Vic Meirelles é requisitado para colorir festas de casamento em São Paulo há cerca de trinta anos. Rosas e palmas são as mais pedidas desde sempre e, atualmente, dividem a cena com boca-de-leão, tulipa e orquídea. Sem medo de errar, é ele que conta que consegue tulipa, típica flor de inverno, em novembro e dezembro.

  • Quais são as flores mais exuberantes de cada estação? “Em março temos as orquídeas amarelas. Abril e maio são os meses das camélias. Julho e agosto, enfim, é a vez das tulipas. Em setembro e outubro você pode pensar na flor de ervilha e nos ranunculos. Para dezembro, chuva-de-ouro”.
  • Qual é a flor mais pedida pelas noivas? “As orquídeas encantam”.
  • Quais são os tons da moda? “Hoje usa-se muito os tons de rosa e lilás. Podemos fazer qualquer flor em lilás, além de lavanda, lírios, hortênsias”.
  • Quais são as flores mais em conta? “Lisiantos e copos de leite não têm o custo tão alto”.

Arranjos em tons de rosa no décor por Vic Meirelles - Flores Clarice Mukai - Foto Célia Thomé

Decoração tropical: bromélias e boca-de-leão

Há quatro décadas, o mineiro radicado no Rio Raymundo Basílio leva leveza, graça e cheirinho de mato aos mais badalados casamentos cariocas. Para o descontraído clima da cidade, ele aposta até nas bromélias.

  1.  Na dúvida, qual flor é aposta certa para a decoração de um casamento? “Rosas brancas”.
  2. Qual é a importância das flores na decoração? “A flor ressalta até a toalha de mesa”.
  3. Para o clima do Rio, qual é a melhor flor para se usar na primavera, no verão, no outono e no inverno? “Não há diferença. No Rio conseguimos trabalhar muito bem com gérberas, bromélias, rosas, lírios em todas as estações”.
  4. Quais são as flores mais caras e luxuosas? “As orquídeas, sem dúvida. Agora, toda noiva quer orquídea…”
  5. Quais são as mais baratas e não menos bonitas? “Sugiro lírio, rosa, boca-de-leão, astromélia”.

Cascatas de orquídeas, rosas e gérberas: qualidade não é quantidade

Há 49 anos, quando João Klas Neto fundou a Flor de Liz, em Curitiba, flores do campo e margaridas eram as mais pedidas pelas noivas de então. De lá para cá, a única que nunca saiu de moda é a rosa, cultivada desde a Antiguidade.

  • Qual flor o senhor sugere caso o orçamento esteja muito apertado? “A mais barata é a gama do crisântemo. Mas se a noiva não quer abrir mão de usar flores nobres, como orquídeas, rosas e gérberas, podemos diminuir o número de arranjos. Na igreja, por exemplo, em vez de usar cinco arranjos de cada lado, podemos botar três, intercalados com velas”.
  • Qual deve ser a altura média de arranjos de mesas da festa? “São altos, de 70 centímetros, se for à noite. Se for de dia, um almoço, vale fazer arranjos menores, mais delicados”.

Agora que você já sabe tudo sobre flores para casamento já pode dizer ao decorador como quer o seu projeto para a festa e cerimônia.

Arranjos de flores dentro de cúpulas - Flores por Clarice Mukai - Decoração Vic Meirelles - Foto Célia Thomé Arranjo de flores por Raymundo Basílio - Décor Maria de Lourdes Lima Cunha - Foto Renata XavierArranjos de flores para mesa de doces - Décor por Antônio W. Neves da Rocha - Flores Clarice Mukai - Foto GreifFotografia.com Arranjos de flores rústicos no décor de Maria de Lourdes Lima Cunha - Flores Raymundo Basílio - Foto Renata XavierChupa decorada com flores brancas por Vic Meilles - Foto Fernanda ScottArranjos pink na decoração de Suva Albuquerque e Kike Porteiro - Foto Cissa Sannomiya Arranjo suspenso na cerimônia - Décor por Vic Meirelles - Foto Roberto WagnerCúpulas ornamentadas com flores suspensas - Décor Vic Meirelles - Foto Fernanda ScottDecoração inspirada no fundo do mar por Antônio W. Neves da Rocha - Flores Clarice Mukai - Fotos GreifFotografia.com Decoração oriental com arranjos florais por Vic Meirelles - Foto Roberto Wagner Décor de José Antônio de Castro Bernardes - Foto Divulgação Flores coloridas no décor de José Antônio Castro Bernardes - Foto Divulgação Flores por Raymundo Basílio na decoração da mesa de doces assinada por Maria de Lourdes Lima Cunha - Foto Renata Xavier

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr