A valorização da cerimônia de casamento pós-pandemia

Por  |  0 Comentários


Você acredita que a cena e a decoração da cerimônia de casamento ganharam mais destaque em tempos de COVID? Entrevistamos 4 feras do mercado e descobrimos tudo o que pensam sobre o assunto. Veja!

Com certeza ainda não podemos falar de um mundo pós-pandemia. Porque, afinal, ainda estamos nele… Só que é impossível não perceber mudanças em todos os cenários. Surgiram novas adaptações, formatos e roupagens. Muitas vieram para ficar, outras muitas serão passageiras. Mas fato é que depois de quase um ano e meio de uma realidade quase inacreditável, nada nem ninguém saiu ileso. Inclusive o mercado de eventos.

Por exemplo: você acredita que houve uma mudança no ramo com relação à valorização da cerimônia de casamento?

O assunto tem dividido opiniões.

Uns acreditam que sim, outros já pensam em uma realidade temporária.

Nós preferimos nos isentar de qualquer lado e perguntar para quatro feras o que eles pensam sobre o assunto. O resultado? Você confere aqui e agora!

Cerimônia de casamento: flores por Orlando Ambrosio e decoração por Eugenia Guerrera - Foto Dhani Borges

VALORIZAÇÃO DA CERIMÔNIA DE CASAMENTO: MITO OU VERDADE?

Tanto os floristas Orlando Ambrósio e Fernanda Rosa Flores Boutique, como os decoradores e Eugenia Guerrera foram unânimes em concordar que houve uma valorização da cerimônia de casamento agora em tempos de pandemia, seja pelos casais que alteraram suas datas originais ou para aqueles que preferiram manter, mas reduzir o formato. “Os noivos têm valorizado as cerimônias, religiosas ou civis, nesse momento de pandemia por não poderem realizar uma festa para muitas pessoas. Eles têm dado mais atenção às produções íntimas, mas sem deixar uma pré-comemoração de lado, como é o caso de um jantar ou almoço em casa mesmo”, explica Daniel. “Depois de um tempo, acontece a festa. O que tem sido ótimo, porque é uma maneira de comemorar duas vezes”, completa Orlando.

Fernanda também acredita que o ritual se tornou um protagonista na maioria dos casos porque “a necessidade de reduzir surgiu e como resultado veio este olhar para o que na verdade sempre foi o principal”. Assim, as possibilidades aumentam cada vez mais, já que se antes o casamento era planejado para 400 pessoas e depois for reduzido para 100, então é possível investir mais em determinados pontos do evento, como por exemplo, a decoração.

Outro ponto de mudança, segundo Eugenia, foi a procura por cerimônias em locais arejados e com poucos convidados por parte dos novos clientes. “Normalmente são pessoas que fecharam o contrato agora e não querem esperar o fim da pandemia para celebrar”. De uma maneira ou de outra, o importante, segundo os profissionais, é não deixar de comemorar!

MUDANÇA PERMANENTE OU PASSAGEIRA?

Outro ponto que divide opiniões entre nossos entrevistados é a respeito da mudança de comportamento em relação à cerimônia de casamento. Enquanto uns, como a decoradora Eugenia, acreditam que cada casal prioriza uma parte do evento diferente e de sua preferência, outros defendem que com o fim da pandemia, certamente a cerimônia voltará a dividir os holofotes com as tradicionais festas – assim como era antes de março de 2020.

Na visão da florista Fernanda, “a presença das pessoas mais queridas neste momento foi mais valorizada, então os casais passaram a investir em uma decoração mais marcante. E como tudo nos casamentos, contagiou! As histórias começam a ser contadas e, assim, outros casais quiseram viver esta experiência de ter uma cerimônia tão inesquecível quanto a festa”. O decorador Daniel, por sua vez, carrega um feeling de que essa mudança deve ser passageira em detrimento da proibição atual dos eventos. “Como não se pode fazer uma festa grande por causa das limitações, nesse momento o foco tem sido mais de cerimônia. Mas não acredito que isso seja eterno. Os noivos vão continuar fazendo a cerimônia, claro, mas vão também dar muito valor à festa, porque culturalmente o brasileiro ama esse movimento”, pontua. Orlando concorda e ainda completa dizendo que “as pessoas estão com tanta vontade de fazer festa que vão voltar com tudo, fazendo eventos ainda melhores”.

Cerimônia de casamento: decoração por Eugenia Guerrera - Foto Dhani Borges

DECORAÇÃO DA CERIMÔNIA DE CASAMENTO

Agora falando sobre mudanças na decoração, os entrevistados defendem que tudo segue na normalidade, exceto pelos novos formatos propostos ao mercado. Para Daniel, muitas dessas cerimônias são civis e dentro de casa, então apesar de os elementos seremos mesmos, precisam ser adaptados para o espaço disponível. Fernanda também acredita que as preferências são as mesmas, o que muda é a exuberância que surge com esse novo olhar. “Não queremos mais um cesto com mosquitinhos. Queremos um grande pórtico de flores!”.

E vale ressaltar: o sonho da noiva não alterou! “Nós temos que segui-lo, sempre respeitando as restrições”, destaca Eugenia. Por isso é  necessário que os profissionais se reinventem todos os dias e não deixem seus clientes reféns de poucas alternativas. “Sempre procuro o que tem de melhor, então não arrisco um tipo só de flor, por exemplo, porque tento sempre sair da caixinha. A gente tem sempre que inovar e não ficar preso às coisas que o mercado cria”, exemplifica o florista Orlando.

TENDÊNCIAS PARA O MERCADO DE FESTAS PÓS-PANDEMIA

Todos os fornecedores concordam que a herança do pós-pandemia será o foco na natureza e nos eventos ao ar livre, longe de muitas firulas e exageros.

Cerimônia de casamento: decoração por  - Foto Divulgação

5 DICAS DE QUEM ENTENDEDO ASSUNTO

“Não desanimem, porque vamos fazer seu evento acontecer com mais força, vigor e vontade ainda. Seus convidados estão tendo mais vontade ainda de participar dos eventos e nós, profissionais de fazer dar certo. O céu é o limite para os eventos”. Orlando Ambrósio

“Respeitem o orçamento! Não extrapolem só para agradar aos outros! Eugenia Guerrera

“Sempre digo que a melhor festa é aquela que você pode fazer. Sonhe com este momento, curta e deixe acontecer da forma que é possível. Se for neste momento da pandemia, que seja com protocolos e número reduzido de convidados. Se não for, invistam com tudo neste sonho! Confiem nos profissionais certos e eles chegaram o mais próximo possível do que deseja”. Fernanda Rosa Flores Boutique

“Tenham em mente que tudo que está acontecendo é universal. Saiba que existe o dia certo, a hora certa e o momento certo para as coisas acontecerem. Façam uma cerimônia íntima e depois comemorem a festa em outra ocasião, quando tudo estiver liberado. E tenham paciência e muita fé!”

Gostou desse bate-papo sobre cerimônia de casamento? Acompanhe muito mais aqui na IC!


CRÉDITOS

1, 5, 10, 11. Divulgação | 2. Dhani Borges (Orlando Ambrosio e Eugenia Guerrera) | 3. Divulgação Eugenia Guerrera | 4. Gabi Verfe (Fernanda Rosa) | 6 e 13. Dhani Borges (Eugenia Guerrera) | 7. Sabrina Vasconcelos (Orlando Ambrosio) | 8. Nattan Carvalho (Fernanda Rosa) | 9. Rodrigo Sack (Orlando Ambrosio) | 12. Zeto Teloken (Fernanda Rosa)



avatar

Uma sagitariana que tem a alegria como dom. É carioca, jornalista, tem 20 poucos anos e adora ser chamada de Duda. Como uma amante incurável de sorrisos e amores, espera que seu grande dia seja repleto deles. E que, assim como ela, você se torne uma multiplicadora fiel dessa dupla!