Desperdício no casamento: precisamos falar sobre isso

Por  |  0 Comentários


Você já parou para pensar sobre o desperdício nas festas de casamento? É preciso refletir e tomar pequenas medidas durante os preparativos para combater essa tendência. Vamos juntos?

Como os noivos de plantão já devem ter percebido, é bem verdade que, no caminho até o altar, os itens a se decidir muitas vezes parecem infinitos. E hoje vamos adicionar mais um ao seu checklist: a consciência de que casamento não precisa ser sinônimo de desperdício. Isso se vocês tomarem cuidado com pequenos detalhes e evitarem excessos. Caso contrário, a história muda de figura.

Em primeiro lugar, é preciso dizer que o assunto está totalmente em linha com a crescente preocupação da sociedade com questões antes deixadas de lado pela maioria, como a sustentabilidade. Quando o mind set das pessoas muda, a forma como elas se comportam também se altera e isso influencia a forma como fornecedores trabalham – e as soluções que oferecem para determinadas situações.

Um exemplo claro disso é a possibilidade, hoje amplamente divulgada e utilizada pelos noivos, de se fazer convites com papel-semente. A ideia é simples: ao invés de gerar desperdício de papel, os itens de papelaria podem ser plantados e dar origem a lindas plantinhas. Demais, né? Apostar em materiais reciclados é outra sugestão eco-friendly e bastante difundida por aí.

Mas não basta pensar apenas neste tipo de desperdício. É claro que evitar o gasto de papel e abolir os itens descartáveis da louça do casamento são um bom passo, mas você já pensou na quantidade de lixo que uma festa deste porte produz? No caso da sua, sabe se ele será descartado corretamente? Inclua essa pergunta na sua conversa com o bufê ou com a casa de festas e se posicione em prol do descarte adequado dos itens recicláveis.

Outro ponto para incluir na conversa diz respeito às sobras de comidas. Com a profissionalização do mercado, é cada vez mais raro os bufês errarem na quantidade dimensionada, mas vale perguntar qual a política da empresa quanto ao que não for consumido. Existem regras que, a depender do caso, proíbem os fornecedores de doar alimentos. Mas e se você puder levar o excedente para casa? Ou ele se destinar à alimentação do staff? Converse com esses profissionais, pois eles certamente terão boas ideias a oferecer.

E A DECORAÇÃO?

‘Pra não dizer que não falei das flores’, também tenha muita atenção ao destino delas ao final do evento. É assustador ver a quantidade de flores e folhagens que simplesmente vai para o lixo após o término da festa. Além de estimular que os convidados levem para casa os arranjos que mais gostarem, vale entrar em contato com ONGs que reaproveitem esse material.

Como já contamos aqui no site da IC, no Rio de Janeiro existe um projeto destinado a distribuir buquês em asilos e casas de repouso. Fundada pela aposentada Carmen Couto, a Flor Generosa coleta flores em igrejas e casas de eventos e as utiliza como obra-prima de um lindo gesto de carinho.

A iniciativa ainda não possui sede própria, grandes recursos financeiros ou patrocínios, mas aceita a doação de materiais como papel, celofane, elástico, bacia plástica, estilete e tesoura. Noivos e profissionais interessados em ajudar também podem entrar em contato para indicar locais e datas para o recolhimento das flores.

Outra ideia muito interessante é priorizar as flores plantadas em todo o décor. Também em solo carioca, a casa de festas Meio do Mato possui um projeto chamado ‘Planta Viva’, que tem como objetivo abolir as flores de corte de suas decorações. Além de muita diversidade de espécies e estilos, a vantagem é saber que, assim como vocês, as flores terão um final feliz e não serão descartadas após o sim.

Dica extra: se a sua decoração for brincar com arranjos de frutas, não esqueça delas após o acender das luzes. É claro que você não terá cabeça para pensar nisso durante o casamento, então deixe combinado com algum profissional – ou até mesmo alguém da sua família – qual será o destino daqueles itens. Uma ideia é dá-los de presente para a equipe que for trabalhar na desmontagem da festa!

E você, também acha que é importante combater o desperdício nas festas de casamento? Conte para a gente nos comentários!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Nascida em Minas, criada em Recife e apaixonada pelo Rio. Viajar o mundo é seu sonho, o que torna luas de mel e destination weddings um caso de amor à parte. Escolheu o jornalismo pela inquietante vontade de transformar em palavras histórias que mereçam ser contadas.