Maio é mesmo o mês da noivas?

Por  |  0 Comentários


Há alguns anos o calendário casamenteiro vem passando por mudanças e se você ainda não bateu o martelo na data do casamento vale a pena a leitura!

Teorias não faltam para explicar por que maio é considerado o mês das noivas. Há quem dia que o motivo seja a consagração de Maria, mãe de Jesus, que aconteceu nesse período. Outros que o dia das mães tenha influenciado na tradição. E há até quem busque na astrologia uma explicação: maio marca a passagem do sol pelo signo de touro – que está relacionado a fertilidade, logo seria um período ideal para os casamentos.

A explicação mais aceita, entretanto, tem uma origem bem mais simples: o clima. No hemisfério norte a primavera, que vai de março a junho, atinge seu ápice no mês de maio e por isso sua chegada (ao longo dos séculos) sempre foi comemorada com muitas flores. Por isso, passou a ser associado ao casamento. O costume importado dos países nórdicos, porém desembarcou no Brasil no meio do outono – época conhecida pela queda das flores, frutos e até das temperaturas – e mesmo assim pegou por um tempo. As datas nas igrejas e salões eram as mais concorridas e era preciso correr para garantir seus fornecedores.

Era, do verbo não é mais. E quem diz não é a gente, mas dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE. Segundo as estatísticas do registro civil de 2016 (censo mais recente já divulgado) o queridinho dos brasileiros para subir ao altar é, de longe, dezembro. O último mês do ano concentrou 669 mil cerimônias das cerca de 5,3 milhões realizadas entre os anos de 2010 e 2015. 51% a mais do que o mês de maio, que nesse período uniu apenas 443.736 mil casais.

Dezembro é o favorito, mas não reina sozinho. Junto com os vizinhos setembro, outubro e novembro compõe a “alta temporada dos casamentos”. Afinal, nada menos do que 40,9% das cerimonias nos anos pesquisados pelo IBGE aconteceram nesse período. Depois do quarteto, julho foi o mês mais procurado e maio ficou apenas em 6º lugar, como é possível ver no quadro abaixo:

dezembro – 669.527 mil 🥇

novembro – 535.421 mil

outubro – 508.424 mil

setembro – 482.462 mil

julho – 444.335 mil

maio – 443.736 mil

janeiro – 421.156 mil

junho – 392.447 mil

março – 381.766 mil

10º abril – 372.271 mil

11º agosto – 361.728 mil

12º fevereiro – 351.168 mil

A impopularidade de fevereiro e agosto é facilmente explicada pelo carnaval e por uma superstição, respectivamente, que fala que agosto é mês de desgosto. Já para entender o sucesso dos quatro campeões fatores como: pagamento de 13º salários e bônus nas empresas, recesso de fim de ano e a maior chance de tirar férias entram na jogada. Isso sem contar que nesse período sim é primavera (lembra da tradição gringa lá do início do texto?) e verão no Brasil. Ou seja, flores e tempo bom garantidos!


Leia mais

+ Planilha para organizar a lista de convidados

bg-divisoria

+ Tudo sobre casamento casamento civil

bg-divisoria

+ Extreme makeover: antes X depois da decoração


O MÊS DAS NOIVAS PELO MUNDO

Estados Unidos: enquanto nós brasileiros estamos curtindo o carnaval, os americanos estão subindo ao altar. Isso porque fevereiro é o mês mais procurado para os casamentos por lá. A explicação é simples, é em fevereiro que se comemora o Valentine’s day – dia dos namorados norte-americano.

Inglaterra: na terra da rainha, junho é considerado o mês ideal para juntar as escovas de dentes. A tradição britânica, entretanto, tem origem em outro povo: os romanos. Era em junho que eles homenageavam Juno, a deusa das mulheres e do casamento

DICAS PARA QUEM VAI CASAR NA ALTA TEMPORADA!

Se você faz (ou vai fazer) parte dessa estatística e pretende subir ao altar entre os meses de setembro e dezembro alguns itens merecem uma atenção maior:

Para não estourar o orçamento: no mercado de casamentos também vale a lei da oferta e procura, ou seja, quanto mais gente querendo casar maior os preços. Mas calma, não precisa mudar de data, o planejamento é o segredo. Crie planilhas, pesquise e priorize os itens fundamentais para você e seu noivo(a). Com organização e antecedência não tem erro!

Comece escolhendo o lugar: por falar em se antecipar é importante ser precavida para garantir o espaço que você tanto sonhou para a cerimônia e festa, pois esse costuma ser o item mais disputado. Afinal, uma estilista pode atender mais de uma noiva no mesmo dia, já duas festas não acontecem no mesmo tempo e lugar. Mas a regra da antecedência também vale para os demais fornecedores, ok? Para te ajudar, já publicamos aqui no site O cronograma dos preparativos. O ctrl c +ctrl v tá liberado!

Fique atenta com o clima em casamentos ao ar livre: apesar da primavera e verão serem sinônimos de tempo bom quando se pensa em fazer uma festa ao ar livre, ter um plano B é obrigatório. Sempre pode chover, ventar muito ou até mesmo fazer muito calor. Por isso mesmo, publicamos há algum tempo uma matéria sobre Como driblar os desafios de um casamento ao ar livre aqui no site com um time de cerimonialistas cheia de experiência. Leitura obrigatória para quem quer se casar nesse período!

Atenção especial com as flores: elas são abundantes nessa época, mas principalmente no verão, precisam de cuidados especiais para continuarem lindas durante toda a festa. Além de evitar as espécies que murcham muito rápido, o ideal é que os arranjos sejam feitos no máximo na noite anterior a festa e em local climatizado. Mais dicas você encontra no nosso dossiê Flores de casamento para cada estação do ano.

Números, dicas e truques a parte, o mais importante é lembrar que a data tem que ser especial para você. E que será um dia inesquecível independentemente do mês que você escolheu!

Ah! E conta para a gente aqui nos comentários quando você vai casar. Nós queremos saber!


CRÉDITOS: 1. Ricardo Pereira  |  2. Divulgação  |  3. Arruda Poubel Fotografia  |  4, 5, 6 e 7. Daud Pacha, Rui Porto, Marina Fava e Rvonkruger Fotografia

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Uma paulistana que quer conhecer o mundo e encontrou no jornalismo sua forma de transformar paixão em profissão. Adora histórias e não resiste a uma boa conversa. Prefere miniweddings mais descontraídos, mas promete ajudá-la a deixar seu casamento exatamente como sonhou.