Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

O que não pode faltar no contrato com o cerimonialista?

Por  |  0 Comentários


Está em busca do cerimonialista de casamento perfeito para vocês? Para evitar dores de cabeça, veja aqui algumas dicas do que incluir no seu contrato com ele!

Para muita gente, planejar o casamento é materializar em uma noite toda uma vida de sonhos e expectativas. Exatamente por isso, ter cuidado com a escolha dos fornecedores e fazer valer os seus direitos se torna uma etapa fundamental para evitar frustrações. Neste time de profissionais, um deles se destaca: o cerimonialista, também conhecido como assessor ou organizador de eventos.

Carinhosamente chamado de “maestro da orquestra” aqui na Inesquecível Casamento, é ele o braço direito (e esquerdo!) dos noivos durante os preparativos e também na montagem e desmontagem da festa. Encontrar a pessoa perfeita para este papel é difícil, pois exige – para além dos atributos técnicos – uma grande afinidade e confiança.

ASSESSORIA COMPLETA OU CERIMONIAL DO DIA?

Sempre indicamos a primeira opção. Assim, você tem um profissional acompanhando e te aconselhando a cada escolha. Ele também possui uma visão mais ampla de possíveis imprevistos no dia do casamento, tirando dos noivos o peso de lidar com eles em um dia tão importante.

De qualquer maneira, caso opte pelo cerimonial do dia, também é essencial prezar por um contrato detalhado e bem feito. O que muda é a quantidade de serviços oferecidos, e não a seriedade com que essa relação cliente-profissional deve ser tratada.

Cerimonialista de casamento: o que faz - Foto Divulgação

ESCOLHENDO UMA EQUIPE DE CERIMONIAL

Nossa dica inicial é bem simples: pesquisem muito. A internet nos abre infinitas portas para essa etapa, mas cuidado com sites tendenciosos e sem credibilidade. Em seguida, peça orçamentos a pelo menos três empresas diferentes. Com isso, você consegue ter uma ideia melhor dos preços praticados no mercado e observa se alguma delas cobrou valores muito fora da curva.

Se possível, também agende um bate-papo com os mais cotados no seu ranking, pois sua opinião pode mudar. Afinal, trocas de e-mails e contato cara a cara (ou via Skype) são duas coisas bem diferentes. E mesmo que estejam apaixonados pelos serviços de alguém, não deixem de consultar sua reputação em sites como o Reclame Aqui.

Ao bater o martelo em relação a quem será seu cerimonialista, é hora de formalizar as condições conversadas. Tenha em mente que, até agora, você não tem um contrato em mãos – apenas uma proposta comercial com os highlights do acordo. No contrato, tudo deverá ser descrito nos mínimos detalhes para dar mais segurança às duas partes.

Em 99,9% das vezes, o próprio fornecedor irá te enviar um contrato padrão, utilizado por ele com a maioria dos seus clientes. Nada impede que você peça mudanças de texto para deixar os termos mais claros, combinado? A etapa de diálogo pré-assinaturas é muito importante e não deve ser realizada com pressa. Caso tenha um amigo ou familiar advogado, não se acanhe e peça uma opinião.

Cerimonialista de casamento: como escolher - Foto Pixabay

O QUE NÃO PODE FALTAR NO CONTRATO COM O CERIMONIALISTA

  1. Data, horário e local do casamento. Outros detalhes, como número de convidados, também podem ser mencionados
  2. Nomes completos e documentos de identificação de todas as partes envolvidas, sejam elas pessoas físicas ou jurídicas
  3. Condições de pagamento com o máximo de detalhes possível
  4. Descrição aprofundada de todos os serviços a serem prestados
  5. Horário de trabalho no dia do evento (ou seja, a que horas o fornecedor deverá chegar para a montagem e se ficará até o final da festa)
  6. Detalhamento em relação a possíveis horas extras. Vale mencionar que muitos cerimonialistas não estipulam um número de horas e fecham o contrato pelo evento como um todo, mas isso deve estar claro no contrato
  7. Quantidade de funcionários que fará parte da equipe e suas atribuições para a realização da cerimônia e da festa
  8. Política de cancelamento
  9. Definição da circunscrição judiciária onde eventuais problemas entre o fornecedor e os clientes serão tratados. Isso é essencial especialmente para destination weddings, quando os noivos moram em um local e o fornecedor, em outro
  10. Autorização do uso de imagem: caso os noivos tenham alguma restrição em relação ao cerimonialista usar suas fotos para fins de divulgação, é interessante que isso esteja registrado no contrato

Entendeu um pouco mais sobre o contrato com o seu cerimonialista de casamento? Escreva nos comentários as suas dúvidas!


Créditos

1- Ribas Foto e Vídeo – Larissa e Eduardo Ribas  |  2- Divulgação  |  3- Pixabay

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Nascida em Minas, criada em Recife e apaixonada pelo Rio. Viajar o mundo é seu sonho, o que torna luas de mel e destination weddings um caso de amor à parte. Escolheu o jornalismo pela inquietante vontade de transformar em palavras histórias que mereçam ser contadas.