Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Mas afinal, eu preciso de uma ‘babá dos noivos’?

Por  |  0 Comentários


Se você nunca ouviu falar do termo ‘babá da noiva’, é hora de tirar cinco minutinhos para ler esta matéria e se inteirar sobre o assunto!

No universo dos casamentos, existem coisas que muita gente nunca ouviu falar. Uma delas é a função de babá dos noivos, também chamada de garçom vip em algumas localidades. E se a princípio a ideia parece supérflua, garantimos que ao final desta matéria você vai achá-la bastante útil.

O primeiro ponto é que esse serviço conseguiu a incrível façanha de se tornar popular em (quase) todos os estados do Brasil. E não se trata de uma tarefa fácil, dada a extensão do país onde vivemos. As diferenças culturais são grandes, mas de uma coisa não abrimos mão: sermos atendidos com total privilégio no dia de nosso casamento.

Afinal, a função primordial desses funcionários é exatamente essa -garantir que todos os desejos dos noivos sejam prontamente atendidos. Com bom-senso, é claro, eles estão ali para o que der e vier. Assegurar que os noivos se hidratem e aproveitem a gastronomia da festa, guardar seus pertences pessoais e até ajudar com eventuais retoques de maquiagem são apenas alguns itens da lista.

Some a eles atributos como simpatia, confiança e habilidade para lidar com imprevistos e, voilá, você terá o pacote completo. Jacqueline Sgrignoli que o diga! Ela se casou no início de 2017 e não esconde: ter contratado o serviço de babá dos noivos foi essencial para aproveitar ao máximo cada instante do casamento.

“Elas [as funcionárias] nos deram todo o suporte. Já vieram com comidinhas e bebidas desde as fotos pré-cerimônia. E não largaram do pé da gente um só minuto, por isso consegui curtir tanto! Não precisávamos nem ir até os bares para pegar as bebidas, pois tudo era servido onde estávamos. Fora que elas cuidaram dos celulares e objetos que queríamos perto, além de nos acompanharem ao banheiro para ajudar com a roupa”, explica a ex-noiva (se é que isso existe!).

SEM TEMPO RUIM!

Para Sandra Bernar, proprietária do capichaba MS Buffet, ter profissionais que se dediquem exclusivamente aos noivos é garantir que eles comam e bebam bem durante toda a festa. “Sem esses garçons VIP, como chamamos por aqui, o casal fica a maior parte do tempo sem se alimentar, somente dando atenção aos convidados”, explica.

Ela ainda conta que o serviço costuma se estender para a família mais próxima (leia-se pais dos recém-casados), sempre cuidando para que estejam bem alimentados e não extrapolem na bebida. A ideia, em outras palavras, é antecipar suas necessidades.

Por isso, escolher um funcionário competente é imprescindível. Segundo Margareth Rocha, da empresa carioca Rappanui Gastronomia, ele deve receber um treinamento diferenciado para ter a visão de cerimonialista e fazer o elo perfeito entre o buffet e seus clientes. “Normalmente, escolhemos o colaborador mais ágil e cuidadoso da equipe”, conta.

O verdadeiro diferencial, na visão de Giovanna Rosa (sócia-proprietária do Le Buffet, também do Espírito Santo), acontece quando o funcionário consegue entender os noivos só pelo olhar.

“Por isso fazemos uma reunião prévia para eles nos contarem o que querem beber durante o casamento, por exemplo. O garçom VIP vai ficar com os noivos do início ao final da festa, mimando-os mesmo. Dando água de coco para se hidratarem, levando ao banheiro… se precisar, até no colo eles carregam!”, brinca a empresária.

No caso da equipe de Thiago Hadi, esse contato também se inicia bem antes do grande dia. Isso porque o cerimonialista costuma escalar para o posto de bride seater nome dado por ele à baba da noiva -a sua assistente de escritório, que acompanha o casal desde o seu primeiro dia como cliente.

“Ela já tem um tempo de convivência com os noivos e sabe todos os detalhes da festa. Na ausência dela, já há substitutos escalados. Devem ser pessoas de total confiança, que saibam lidar com imprevistos e tenham uma energia que bata com a do casal”, explica o profissional.

QUANTAS BABÁS SÃO NECESSÁRIAS?

Em geral, os profissionais do mercado indicam apenas uma funcionária para atender aos noivos e, ocasionalmente, seus pais. “Caso contrário, acaba tirando um pouco da intimidade do casal durante a festa. Esse profissional tem quer ser sutil, manter distância e, ao mesmo, tempo não deixá-los sem assistência”, defende Sandra.

Ainda assim, é preciso lembrar que tudo depende da necessidade dos recém-casados. A Jacque, por exemplo, optou por dois garçons VIP: um para ela e outro para Daniel, seu marido. E amou o resultado! Ao contrário do que se pensa, a empresária ainda contratou esse serviço diretamente da sua equipe de cerimonial, comandada por Thiago Hadi.

Checklist - Chuva de Papel - Foto Chuva de Papel

É que, embora ele geralmente seja oferecido por empresas de buffet, alguns assessores incluíram a tarefa em seu checklist. “Eu mesmo ofereço o serviço de bride seater porque vejo a equipe de cerimonial como os olhos dos noivos. E existe uma grande responsabilidade envolvida nisso tudo! Então nada melhor do que uma pessoa dessa equipe estar cuidando deles a todo momento”, argumenta.

Por outro lado, como aponta Margareth, o acesso à cozinha acaba sendo mais aberto quando o colaborador integra a equipe de buffet. Outro ponto positivo seria o custo, uma vez que o serviço costuma vir embutido em empresas de gastronomia e cobrado à parte, quando oferecida por assessores e cerimonialistas.

POR FIM, MAS NÃO MENOS IMPORTANTE: O TRAJE DO GARÇOM VIP

Assim como em todos os pontos anteriores, aqui também está liberado fazer como você achar melhor, mas damos algumas dicas: os funcionários devem estar vestidos sempre da forma mais discreta possível. Na equipe de Thiago, por exemplo, o dress code é terno, meia calça e sapatilhas pretas.

“Deve ser uma roupa bem discreta, para não chamar atenção. Afinal, essa é a função dos noivos”, explica.

Outra ideia é adicionar algum elemento que diferencie a babá dos noivos dos demais funcionários. Isso irá facilitar (e muito!) a comunicação entre vocês. “Já tive noivos que até abadá escolheram para esse profissional. E ele adorou!”, lembra Giovanna.

Gostou de saber um pouco mais sobre as atribuições da babá da noiva? Conte para a gente nos comentários!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Nascida em Minas, criada em Recife e apaixonada pelo Rio. Viajar o mundo é seu sonho, o que torna luas de mel e destination weddings um caso de amor à parte. Escolheu o jornalismo pela inquietante vontade de transformar em palavras histórias que mereçam ser contadas.