Receita da semana: bacalhau à lagareiro com batatas ao murro e tomate confit

Por  |  0 Comentários


Ideia para o almoço de carnaval na área! Como fazer bacalhau: a receita é do chef Artur Perné, do Patrícia Xavier Buffet.

Feriado merece um prato especial, né? E como a gente não deixa vocês na mão nunca (antes, durante e depois do casamento), pedimos uma ajuda para o chef do Patrícia Xavier Buffet e respondemos a famosa pergunta “como fazer bacalhau?” com uma receita que conquista por todos os sentidos: a começar pelo visual e pelo paladar. Já está sentindo o cheirinho bom?

♥ INGREDIENTES

  • 1 kg de lombo de bacalhau já dessalgado
  • 1 kg de batatas baby
  • 10 dentes de alho fatiados
  • 500 ml de azeite
  • 10 cebolinhas pirulito
  • 20 tomates-cereja
  • 150 g de azeitonas pretas
  • Sal a gosto
  • 1 colher de chá de açúcar
  • Salsa fresca a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

♥ MODO DE PREPARO

Em uma assadeira, tempere os tomates-cereja com sal a gosto, o açúcar, dois dentes de alho, pimenta do reino e azeite. Asse os tomates em fogo baixo até ficarem bem enrugados. Reserve.

Em outra assadeira, asse as postas de bacalhau com o alho fatiado e azeitem depois asse as batatas baby e as cebolas já lavadas e tempere com pimenta do reino e sal a gosto. Leve ao forno até estarem assadas completamente. Quando estiverem prontas, dê um leve murro nas batatas para abrir a casca.

Junte em uma assadeira o bacalhau, as batatas, a cebola e o tomate. Cubra com o azeite restante e as azeitonas e leve ao forno para aquecer juntos por cerca de 20 minutos. Finalize com a salsa fresca e sirva a seguir.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


ic indica

avatar

Uma combinação de sonhadora incansável e romântica incurável. Encontrou nas palavras sua forma de fazer do mundo um lugar mais colorido. Admite habilidade especial para enxergar magia, leveza e doçura em cada segundo da aventura que é viver. E que a perdoem as pessoas pés no chão, mas o amor está no ar – e também nos casamentos no campo: ou alguém consegue pensar em algo mais bonito?