“Mi Buenos Aires Querido”

Por  |  2 Comentários


Passamos quatro dias em Buenos Aires e foi muito pouco, pois é uma grande metrópole com rica vida cultural e social, onde não faltam museus, livrarias, antiquários, danceterias e boates, casas de tango, cinemas e restaurantes.

A capital portenha, com largas avenidas, belas praças e jardins, arquitetura arrojada e  prédios tradicionais, logo nos encanta.

Colonizada pelos espanhóis, ainda hoje conserva um ar europeu, que se nota nos cafés e teatros espalhados pela cidade e na maneira elegante como se portam seus frequentadores.

A rede hoteleira é excelente e há hotéis para todos os gostos e exigências espalhados pela cidade. Preferimos ficar na Recoleta, muito conhecido pelas noites  animadas. Seus cafés, bares, restaurantes, boates e cinemas ficam abertos até de madrugada.

Bairro da Recoleta Foto Roberto Pereira

Os freis recoletos, daí o nome, estabeleceram-se neste lugar no século XVIII,  depois a cidade foi crescendo e arquitetos europeus foram construindo belas mansões e palacetes em estilo francês, é  considerado o bairro mais chique de Buenos Aires.

Uma das grandes atrações do bairro é o cemitério da Recoleta, parece macabro, mas garanto que vale a pena conhecê-lo, não por estarem enterradas personalidades argentinas, como Eva Perón, mas pelos belíssimos mausoléus que são, literalmente, obras de arte.

A igreja de N. Sra do Pilar, hoje patrimônio nacional, é de 1732, em estilo barroco colonial, tem o altar principal coberto de placas de prata do Peru e os laterais, em estilo barroco alemão. Durante anos sua torre era um dos pontos mais altos de Buenos Aires.

Igreja N Sra Pilar Foto Roberto Pereira

O local preferido dos turistas é o Puerto Madero, um antigo cais, à beira do rio da Plata, que foi todo remodelado. Atualmente tem muitos restaurantes deliciosos, como o Cabaña Las Lillas, uma bela vista e edifícios modernos em volta.

Puerto Madero Foto Roberto PereiraPonte da Mulher Puerto Madero

Uma das praças mais emblemáticas que conheci é a Plaza de Mayo, onde fica a Casa Rosada, sede do governo argentino, que terá um novo ocupante em breve. Essa praça, desde sempre, é o centro da vida política do país e onde ocorrem todas as manifestações contra ou a favor de atos políticos. As chamadas “Mães da Praça de Maio”  se reúnem com fotos dos filhos que desapareceram durante a ditadura militar nesse espaço.

Casa Rosada Foto Roberto Pereira

A Catedral Metropolitana, onde estão os restos mortais do libertador General San Martin, fica em frente à Plaza de Mayo. O Papa Francisco celebrava missa nessa igreja quando ainda Cardeal de Buenos Aires. Sua fachada lembra os templos gregos e no seu interior há belas estátuas do século XVIII.

Catedral Metropolitana de Buenos Aires Foto Roberto Pereira

Buenos Aires é uma rica cidade,  culturalmente falando. Há muitos museus: MALBA, Museu de Arte Latino-Americano de Buenos Aires, com arrojada arquitetura, expõe obras de Frida Kahlo e Diego Rivera, entre outros; MANBA, Museu de Arte Moderna, tem um grande acervo: Matisse, Kandinsky, Mondrian, Salvador Dalí, Picasso; Museu Nacional de Bellas Artes, possui um belo acervo de esculturas românticas e góticas, e também obras de Rembrandt, El Greco, Goya, Rodin, Manet, Monet, Van Gogh, Degas, Kandinsky, Picasso, Paul Gauguin e de bons artistas argentinos. Há muitos outros museus, inclusive um excelente de arqueologia, que conta mais de quatro séculos  de vida em Buenos Aires. Vale a pena conhecer todos, mas se o tempo for curto, escolha o mais interessante para você, de acordo com suas preferências.

Museu Nacional  de Belas Artes Foto Roberto Pereira

Buenos Aires tem muitos bairros lindos e famosos, como Palermo,  com lindos jardins em estilo europeu e belas mansões. San Telmo, bairro onde nasceu o tango, a famosa dança argentina, tem muitos antiquários e galerias de arte, igrejas, museus e o famoso Mercado de las Luces, onde se encontra artesanato, livros e artistas plásticos.

Assistir a um show de tango é um programa imperdível. Gostamos muito.

Casa de Tango Foto Roberto Pereira

Um bairro muito pitoresco, interessante e bastante conhecido é o La Boca, verdadeiro cartão postal. Era o local em que os imigrantes chegavam no século XIX, que foram se concentrando ao redor do porto e construindo casas de madeira e lata que pintavam com restos de tinta, daí o belo colorido. Com o passar do tempo, artistas, músicos e boêmios se encantaram pelo lugar e aí ficaram.

La Boca Foto Roberto Pereira

Calle Caminito é um museu a céu aberto, um lugar alegre, lindo e bucólico, com lojinhas que vendem lembranças, está sempre cheio de turistas, principalmente nos fins de semana.

Caminito Foto Roberto Pereira

Não posso terminar sem falar no famoso Boca Juniors, clube de futebol da paixão dos  portenhos. No “La Bombonera”, campo de futebol do Boca Juniors, existe uma visita guiada ao museu do clube, aos vestuários, à arquibancada preferencial e é possível até entrar em campo.

La Bombonera Foto Roberto Pereira

Foram dias agitados e corridos os que passamos em Buenos Aires, queríamos ver o maior número de atrações e o tempo era curto, mas nem por isso deixaram de ser inesquecíveis. Se vocês pensam em conhecer a capital da Argentina, consultem as agências de viagem e hotéis que a Inesquecível Casamento recomenda no Guia de Fornecedores e terão uma lista de boas opções para fazer uma bela viagem.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Casada, mãe de três filhos e avó-coruja de seis netos. Formada em Português Latim, Línguas e Literaturas pela UERJ, gosta de descobrir novas culturas e viajar mundo afora. Organizada, sabe planejar meticulosamente cada roteiro para usufruir do melhor a um custo justo. Com o passaporte carimbado, ela compartilha aqui suas experiências.