Liechtenstein, o principado encantado

Por  |  0 Comentários


Liechtenstein é um país nos Alpes, entre a Áustria e a Suíça, de apenas  160 km², menor do que a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Em apenas algumas horas se consegue conhecê-lo, mas ver seus castelos medievais, suas paisagens alpinas e suas aldeias pequeninas, numa atmosfera de paz e tranquilidade, fez deste principado um lugar maravilhoso para se passar uns dias.

Os Alpes em Liechtenstein Foto Roberto Pereira

A história de Liechtenstein começou em 23 janeiro 1719, quando foi criado o Principado de Liechtenstein, ainda hoje a Princely House of Liechtenstein – Casa dos Príncipes de Liechtenstein – está entre as famílias nobres mais antigas do mundo. Apesar de seu tamanho, é muito rico e um dos países do mundo que tem mais empresas internacionais por habitante, é também famoso por ser um “paraíso fiscal”. A língua oficial é o alemão e a moeda o franco suíço.

A capital é Vaduz, onde fica o Schloss Vaduz, um bonito castelo gótico, residencia oficial do príncipe-soberano, mas seu interior não pode ser visitado. Ele fica no alto de uma colina, pendurado num rochedo e pode ser visto da parte baixa da cidade, à noite, quando iluminado,  a visão realmente é magnífica.

Schloss Vaduz Liechtenstein Foto Roberto PereiraSchloss Vaduz Liechtenstein Foto Roberto Pereira

Perguntava-me o que faria para preencher nossos dias, num país tão pequenino encravado nos Alpes,seria primavera, portanto esportes de inverno estariam fora da programação. Comecei, então, a pesquisar e descobri que havia muita coisa a explorar, como vários museus – Museu de Arte Contemporânea, o Museu do Selo, o Museu Nacional, a Casa Vermelha, o Museu do Esqui-  a vinícola do príncipe, a catedral, além de passear pela Städtle, a encantadora zona de pedestres, onde fica o posto de turismo e lojinhas de “souvenirs”, além de restaurantes e cafés.

Städtle a rua de pedestre de Vaduz  Foto Roberto PereiraPrefeitura de Vaduz Foto Roberto PereiraDetalhe de Rathaus Vaduz Foto Roberto PereiraUma rua em Vaduz Liechtenstein Foto Roberto Pereira

A catedral de Vaduz  Parish Church of St. Florian é em estilo neo-gótico, foi construída entre 1868 e 1873 e era apenas a igreja paroquial da cidade, em 1997 passou a ser o centro da Arquidiocese Católica Romana de Vaduz, e ganhou o status de catedral.

Interior da Catedral de Vaduz Liechtenstein Foto Roberto Pereira

O Museu de Arte Moderna, Kunstmuseum Liechtenstein, tem um ambiente arquitetônico muito interessante. Na entrada há uma enorme escultura de Botero, no seu interior apreciamos as coleções de escultura, fotografia e filme que são bem instigantes. Há sempre exposições temporárias de artistas contemporâneos, quando estivemos lá vimos as maravilhosas obras de Ron Mueck, australiano que vive na Inglaterra e faz esculturas hiperrealistas.

Botero na entrada do Kunstmuseum Liechtenstein Foto Roberto PereiraVaduz Liechtenstein Foto Roberto Pereira

Espetáculos populares são apresentados em frente à praça da prefeitura, tivemos sorte de assistir a um muito bonito de danças típicas.

Dança folclórica Vaduz Liechtenstein Foto Roberto PereiraDança folclórica Vaduz Liechtenstein Foto Roberto PereiraPraça em frente à prefeitura Vaduz Liechtenstein Foto Roberto Pereira

Liechtenstein tem uma única universidade que fica em Vaduz, focada na arquitetura e na economia empresarial. Interessante é que tem 800 alunos e um staff acadêmico de 200! Se pensarmos que a população é de 37.000 habitantes, o número de estudantes é bastante alto.

Universidade de Liechtenstein Foto Roberto Pereira

Um passeio muito agradável foi à vinícola do Príncipe, a Hofkellerei, que produz vinhos clássicos de clima frio: Grüner Veltliner, Riesling, Muskat Ottonel e também os tintos Zweigelt e Merlot. A vinha mais importante fica em Vaduz e é uma das melhores do Vale do Reno, onde a  Pinot Noir e a Chardonnay encontram condições ideais para a fabricação de um excelente vinho.

 Hofkellerei a vinícola do Príncipe em Liechtenstein Foto Roberto PereiraA vinha do  Hofkellerei em Liechtenstein Foto Hilma Pereira

Foram dias tranquilos e bem aproveitados, fizemos belos passeios e descansamos bastante neste principado tão pequeno, mas tão bonito, rico e organizado que mais parece um reino encantado. Você pode consultar as agências de viagem e os hotéis que a Inesquecível Casamento recomenda no Guia de Fornecedores. Há uma lista de boas opções para se escolher este e outros belos roteiros.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Casada, mãe de três filhos e avó-coruja de seis netos. Formada em Português Latim, Línguas e Literaturas pela UERJ, gosta de descobrir novas culturas e viajar mundo afora. Organizada, sabe planejar meticulosamente cada roteiro para usufruir do melhor a um custo justo. Com o passaporte carimbado, ela compartilha aqui suas experiências.