A bela e descontraída Amsterdam

Por  |  0 Comentários


Conheça Amsterdam, o centro cultural de Holanda, com histórias muito interessantes. Vibrante e vanguardista, apaixone-se por cada canto!

Há muitos anos estivemos na Holanda e fiquei impressionada como este país conseguiu ser o que é apesar de todas as adversidades, geográficas e históricas. Voltamos recentemente e mais uma vez adoramos a viagem.

Amsterdam: saída do aeroporto em Amsterdam - Foto Roberto Pereira

A mais atraente cidade na Holanda, para mim, é Amsterdam, que é a capital honorária e o centro cultural deste país tão antigo e ao mesmo tempo tão vanguardista, com uma longa história de liberdade cultural, racial e, principalmente, pessoal. Em 1200 Amsterdam era apenas uma aldeia de pescadores, no século XVII passou a ser o mais importante porto comercial do norte europeu. Atualmente é uma cidade vibrante, alegre, vanguardista nos costumes e linda, muito linda!

Amsterdam: as fachadas de Amsterdam - Foto Roberto PereiraAmsterdam: pelas ruas da cidade - Foto Roberto Pereira

Encantadores edifícios com arquitetura dos séculos XVII e XVIII ficam de frente para os canais, um símbolo de Amsterdam, eles são bem cuidados e protegidos, afinal ambos são patrimônio cultural. Há vários passeios pelos canais, inclusive os cruzeiros românticos à luz de vela, assim como os conhecidos ‘hop-on, hop-off‘. Eu gostei muito de fazer um tour pelo canal, apreciando a vista  dos prédios charmosos e dos monumentos.

Amsterdam: as fachadas de Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Amsterdam: passeio pelos canais de Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Amsterdam: passeando pelos canais de Amsterdam em 2005 - Foto Roberto Pereira

Outra maneira de apreciar a beleza da cidade é de bicicleta, pode-se escolher fazer um tour guiado ou  alugar uma bicicleta e fazer o roteiro à escolha, tanto um quanto o outro têm preços bem acessíveis.

Amsterdam: as bikes de Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Amsterdam é a cidade mais descontraída da Europa, todas as “tribos” têm vez, isto é, liberdade para viver a seu modo, nela ninguém sofre preconceito e acredito que os preconceituosos não a visitam. Caminhando pela cidade vemos a animação dos turistas e sentimos como estão à vontade, seja nos parques, seja nos bares, seja nas ruas.

Amsterdam: os bares da cidade - Foto Roberto Pereira

Há quem considere degradante o Bairro da Luz Vermelha,  Red Light District, mas faz parte da cultura da cidade e ninguém é obrigado a ir até lá.  Nele há de bordel com vitrine ao vivo de mulher a sex shops… como dizem “é um lugar que não deixa nada para a imaginação”, apesar disso é um bairro tranquilo, isto é, vocês podem caminhar sem perigo por suas ruas, logicamente verão tolerância para tudo. Não nos arrependemos do nosso passeio no Red Light, foi muito bom conhecer esta outra imagem de Amsterdam.

Amsterdam: vitrine de uma loja no Red Light District - Foto Roberto Pereira

Vondelpark é o maior parque de Amsterdam e o mais famoso da Holanda, fica bem perto da área dos museus. Frequentado por moradores e turistas, por isso passeando por ele, vemos pessoas fazendo  exercícios,  caminhando ou simplesmente descansando na grama. Há sempre concertos, ou no teatro ou, no verão, ao ar livre, é um lugar bonito e agradável, merece ser conhecido.

Amsterdam: Vondelpark - Foto Roberto Pereira

Quem acompanha a Coluna Viagem Inesquecível já sabe que amamos visitar museus e Amsterdam tem muitos e excelentes, mais de 50! Escolhemos os que queríamos conhecer e compramos os bilhetes com antecedência pela internet, aconselho a fazerem o mesmo para evitarem as imensas filas e aproveitar o tempo para curtir com calma cada um deles.

Museumpleim, Praça dos Museus, é um espaço enorme  de lazer, com um lago que no inverno é transformado em  área de patinação no gelo, no subsolo tem um estacionamento e também um supermercado. Os três principais museus da cidade: Rijksmuseum, Museu Van Gogh e Museu Stedelijk, além da sala de concertos Concertgebouw ficam nesta praça.

Amsterdam: Museumpleim e o Rijksmuseum - Foto Roberto Pereira

Amesterdam: Museumpleim - Foto Roberto Pereira

Considero o  Rijksmuseum um dos melhores museus do mundo, nele estão reunidas importantes obras de famosos pintores holandeses como Rembrandt, autor d’ A Ronda Noturna, magnificamente exposta, e outros mestres como Frans Hals, Jan Steen e Jan Vermeer, que aprecio demais, conhecido como o pintor da luz, suas obras mais conhecidas são “Moça com Brinco de Pérola” e “A Leiteira”.

Amsterdam: Rijksmuseum em Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Amsterdam: interior do Rijksmuseum - Foto Roberto Pereira

Amsterdam: a mais famosa obra de Rembrandt A Ronda Noturna - Foto Roberto Pereira

Amsterdam: uma das muitas grandes pinturas de Rembrandt no Rijksmuseum de Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Quem quiser conhecer mais sobre Rembrandt deve ir ao Museu Casa de Rembrandt, foi onde  morou e trabalhou durante 20 anos o grande pintor holandês. Há muitas gravuras e pinturas de artistas inspirados por Rembrandt em exposição, além de uma oficina de gravuras para aqueles que se interessam por esta arte.

Para os amantes de Van Gogh, ir ao museu deste mestre da pintura é imperdível, pois tem a maior coleção do mundo de suas obras, incluindo o  famosíssimo quadro Os Girassóis.

Amsterdam: Museu Van Gogh - Foto Roberto Pereira

Museu Stedelijk  é um belo prédio com arquitetura moderna, o que faz um incrível contraste com os prédios de séculos passados. Este museu tem o maior número de obras de arte contemporânea da Holanda, assim como obras de Picasso e Matisse. Tivemos a sorte de ver na ocasião a exposição temporária de Henri Matisse, com excelente retrospectiva da sua obra.

Há um museu que atrai muitos turistas, o Museu Anne Frank, mas eu não quis visitar o lugar, não quis sofrer novamente! Li “O Diário de Anne Frank” quando era adolescente e chorei muito, no livro ela narra as atrocidades cometidas pelos alemães contra os judeus e o tempo em que os Frank viveram na Alemanha anti-semita, a fuga e depois a vida no esconderijo, em Amsterdam.

O Nemo é o local onde funciona o Centro Nacional de Ciência e Tecnologia, o passeio é agradável para crianças e adultos, além de apresentar as inovações na área científica e tecnológica, permite que os visitantes interajam com a realidade virtual, participem de jogos, usem a criatividade para produzir obras de arte, enfim muitas opções para todos.

Amsterdam: Nemo, Centro Nacional de Ciência e Tecnologia - Foto Roberto Pereira

Outro museu que atrai adultos e crianças é o Museu Nacional Marítimo de Amsterdam são 500 anos de história mostrando como a cultura holandesa foi influenciada pelo mar. Possui uma das maiores coleções marítimas do mundo e uma das atrações mais populares da cidade: a réplica do navio East Indiaman que está atracado ao lado museu.

Amsterdam: réplica do navio East Indiaman - Foto Roberto Pereira

A Estação Central de Amsterdam fica bem  perto da Praça Dam, num prédio antigo tão lindo que merece ser visitada. É enorme com lojas e restaurantes e bem organizada o que ajuda aos que procuram informações sobre horários de saída e de chegada dos trens.

Amsterdam: estação Central de Amsterdam - Foto Roberto Pereira

A primeira vez que fomos à Holanda optei por um hotel no centro de Amsterdam, foi ótimo porque fazíamos tudo a pé,  pudemos explorar muito bem a cidade, anos depois, preferi escolher um hotel perto do aeroporto, assim ficou mais fácil para conhecer as cidades em volta e ir ao Keukenhof, o parque das tulipas. Brevemente farei uma matéria sobre as belas cidades holandesas e o Keukenhof.

Amsterdam: romance em Amsterdam - Foto Roberto Pereira

Não há como ficar indiferente a romântica e descontraída Amsterdam que reúne cultura e diversão com tanta beleza e charme, além de muitas atrações para todos, sejam jovens, crianças, adultos ou idosos… por isso é tão apaixonante!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Casada, mãe de três filhos e avó-coruja de seis netos. Formada em Português Latim, Línguas e Literaturas pela UERJ, gosta de descobrir novas culturas e viajar mundo afora. Organizada, sabe planejar meticulosamente cada roteiro para usufruir do melhor a um custo justo. Com o passaporte carimbado, ela compartilha aqui suas experiências.