Fiquei noiva, e agora?

Por  |  0 Comentários


Antigamente quando se falava em casamento, a primeira imagem que vinha na cabeça era a Princesa Diana. Ou melhor, o vestido deslumbrante e fantasioso que ela usou. Talvez, por isso, muito tempo o casamento ficou sendo visto como algo cafona e fora de moda. 

Fiquei noiva e agora? É uma das muitas perguntas que as noivas se fazem quando a ficha cai de verdade! E pensar que até antes de 2000 elas não podiam nem escolher o seu próprio vestido. Isso só piorava o nervosismo!

Os vestidos foram saindo da mesmice, a criatividade foi voltando aos modelos de noiva e começaram assim a tomar personalidades. Reparo que principalmente um retorno da preocupação com a qualidade, como era quando nossas mães e avós eram pequenas e só se produziam roupas de festas sob medida. Tecidos importados da França e da Itália foram reconquistando o status que tiveram em outros tempos. Rendas francesas também são cada vez mais cobiçadas.

A evolução foi parecida também nos vestidos de festa. As pessoas foram percebendo que não precisavam usar aquela fantasia toda, com blusa de renda bordada e tubo por dentro. O que era até mesmo desconfortável. Os grandes eventos internacionais, passarelas de estilistas renomados e estilistas trouxeram muita informação de moda e ideias bacanas e usáveis para quem deseja um vestido de festa moderno e cheio de bossa.

O casamento é um momento único! E isso não é de agora, estudos feitos por antropólogos diz que é importante passar por esse tipo de ritual de passagem. Para mim, é importante comemorar o amor com a família e os amigos. É uma forma de dizer ao mundo que vocês estão felizes porque se encontraram.

E tomem cuidado! Muitas pessoas ainda pensam e vão dizer que é uma extrema bobagem essa história e acham que festa é só uma grande despesa. Se for do seu sonho e do noivo, façam! Eu juro que vale muito a pena. Passar por essa experiência é uma coisa realmente mágica e com certeza vai ser um dos momentos mais importantes da sua vida.

Como escolher o vestido ideal?

A primeira opção e a mais importante é analisar o seu corpo e as roupas que você usa dia a dia. Claro que um vestido de noiva é totalmente diferente de tudo o que você já vestiu, mas isso vai servir de exercício para saber como você se sente bem.

Em segundo, avaliar o tipo de roupa que você costuma usar em casamentos, seja como madrinha ou como só convidada. É uma ótima forma de conhecer melhor seu estilo para roupas de festas.

Por mais perfeita que seja, mulher sempre dá jeito de achar um defeito, por menor que seja. Pensando nisso, pense no que você não gosta no seu corpo e encontre uma forma de esconder/solucionar, para no dia do casamento você estar se amando! Pode ser nas suas próprias roupas ou em celebridades com o mesmo biotipo que o seu.

Faça uma extensa pesquisa de modelos e detalhes de vestidos que a tocaram de alguma forma. Depois, com calma, vá filtrando essas fotos até quase não restar nenhuma.

O conforto é essencial! Não adianta escolher um vestido justo, que parece que foi costurado no corpo e não conseguir dançar. Ou, se você gosta de abraçar todo mundo e é expansiva, esqueça a manga bem sequinha. Se a sua insegurança for o busto, não escolha um decote profundo nas costas. Em um dos dias mais importantes da sua vida, a ordem é se divertir sem preocupações.

Cruze as informações de horário, local e seu estilo. Parece que não, mas elas são importantes para que o seu vestido caia bem não só em você mas com o tipo de lugar de cerimônia e o horário que você escolheu.

Quebre as regras! Inclusive essa aqui de cima. O vestido tem que ser perfeito para você! Se a sua vontade de casar de princesa numa praia, vá atrás do seu sonho. Porém, nesse caso, combine todos os outros detalhes como a decoração, música, roupa das madrinhas, etc. 

Esquecer opiniões é um fato muito importante também! Das amigas, da mãe, da sogra… Repetindo: o sonho é seu! Não se deixe influenciar pela opinião de ninguém. Sempre vai ter alguém para falar que o seu vestido não é tão bonito assim ou colocar qualquer defeito. Depois de definido os detalhes e o modelo, não volte atrás por causa da opinião de ninguém.

Esqueça as tendências! Vestidos de noiva devem e podem ser atemporais. Somos doses de elegância e romantismo. Depois é só misturar com o seu estilo e tá pronto.

Experimente o véu mesmo que no primeiro momento você não queira usar. Às vezes, a única coisa restante para ficar perfeito seu vestido, é o acessório.

O vestido perfeito pra você!

Nunca a sua vida será um filme e a realidade pode acabar sendo um pouco diferente do que você pensou. Mas, nem por isso é tão ruim assim. E nem por isso também o vestido dos seus sonhos não será o do seus sonhos só porque naquele momento você não sentiu borboletas no estômago. Às vezes, começa com uma paixão e aos poucos você percebe que virou amor. Não se desespere! Um grande começo é não saber o que quer. E outra dica importante: deixe de lado os modismos. Seguir tendências é realmente tentador e elas influenciam em sua grande maioria mas a busca por algo mais personalizado, pessoal é mais importante!

Assim como qualquer noiva, você sonha com o momento em que folheando uma revista, pesquisando em um blog ou olhando uma vitrine seu coração vai palpitar, suas pernas vão tremer e você vai finalmente gritar achando que é esse o seu vestido dos sonhos. Nem sempre é assim. Você pode simplesmente saber que é O vestido sem ter essas palpitações.

Sob medida ou um já pronto?

A visualização no corpo é uma parte muito importante. Muitas noivas precisam disso para seguir em frente e saber que estão fazendo a escolha perfeita. Minha dica principal é: experimente! É como quando entramos em alguma loja para provar as blusinhas da estação com modelagens diferentes e não sabemos como vai cair no corpo. Ou uma calça com um transpasse que você jura que vai parecer que ganhou uns quilinhos mas que não custa nada para ver como fica porque você acha lindo nos outros.

Na minha cabeça, os vestidos de noiva funcionam da mesma forma. Tem as noivas que se conhecem, já sabem como se gostam, dos pontos do corpo que querem valorizar e com que modelagem se sentem bem. Essas são indicadas para partirem direto para um vestido sob medida. Claro que será feito com muitas provas (experimentando em todas, sem exceção) e aprovando a cada etapa, mas normalmente seguindo em frente sem dúvidas.

Outras não! Essas que ainda não se descobriram noivas necessitam de muita segurança e confiam em espelhos. Precisam experimentar todos os modelos possíveis para descobrir que o primeiro que ela provou talvez era o que melhor lhe caía. Para as que não confiam tanto em um espelho, sugiro levar uma pessoa muito importante – tipo sua mãe – ou a melhor amiga, para ajudar. Realmente não é fácil escolher um vestido único na vida!

Outra dica legal é pensar no que você realmente quer. Em lojas de vestidos, entra-se em um clima muito legal de casamentos fazendo com que a noiva se empolgue e feche um vestido que nem gostou tanto assim mas foi no entusiasmo, muitas vezes se arrependendo rapidamente. Pense muito antes e não esqueça: ele é único!

Depois de muitas provas, você estará pronta para fazer a escolha certa e consultar um estilista que vai criar o modelo dos seus sonhos. A construção do vestido vai acontecendo em cada encontro e costuma ser bem importante para acertar pequenos detalhes da modelagem que irão te valorizar ainda mais!

Como não ser uma noiva ansiosa:

Todo mundo está esperando por uma festa perfeita, principalmente você. A mais linda de todas que você já foi, a mais comentada, a mais lembrada, a mais animada com as melhores músicas, comida e as bebidas. Além das noivas sempre desejarem ter o vestido mais lindo!

Só que esse pensamento positivo tem a possibilidade de ir por água abaixo quando começamos a pensar que alguma coisa pode dar errado. E a ansiedade está a mil! E é normal pensar que tudo pode dar errado. Você não será a primeira e nem a última!

Acho que nunca tive uma noiva que não tivesse medo de cair na hora de entrar, de tropeçar no vestido e ir direto pro chão. Também já tive inúmeras noivas que sonharam com um desastre do tipo ir buscar o vestido e recebê-lo com bordados em preto, chegar ao casamento sem maquiagem, o véu agarrar no chão da igreja, o pai não aparecer para buscá-la, enfim… São muitos medos e todos iguais!

É o normal das noivas ficarem muito sensíveis, então qualquer coisa por menor que seja, vira um monstro em sua cabeça. O que eu faço é sempre conversar bastante, dou muitas dicas e informações. Para amenizar toda a pressão, acredito que essa seja a melhor forma. Assim, a fase dos preparativos será melhor aproveitada. Por mais que seja o dia mais importante da sua vida, estamos falando de uma festa.

Lembre-se: é uma ocasião que você está ali para comemorar sua união com o amor de sua vida, curtir com seus amigos e sua família. Não deixe em hipótese nenhuma, isso virar um martírio. Existe sim uma grande chance de alguma coisa dar errado, afinal, os detalhes são inúmeros. Mas, mantendo o bom humor, o erro consegue passar facilmente despercebido. Certamente os seus convidados não irão perceber.

Tenho um princípio que comprovo a cada casamento: quando as coisas são organizadas com uma energia boa, de forma leve e tranquila, tudo de melhor volta para gente. As noivas que ficam mais tranquilas com as suas festas, são aquelas que a festa dá mais certo. Ou quase tudo! Para os olhos de quem está de fora, o casamento foi perfeito. Sem nenhuma neura!

Os maiores mitos:

Você não quer nem pensar em usar cauda porque acha que vai atrapalhar na festa? É melhor repensar! É um detalhe que faz toda diferença na cerimônia. As suas fotos de costas, com aquela cauda linda, irão ficar maravilhosas! Na hora da festa é só embutir ou até mesmo tirar. É importante perguntar quando for comprar seu vestido ou mandar fazer.

Anágua é sinônimo de “bolo” de noiva? Não! Ela é um recurso para organizar melhor o caimento da saia externa, seja ela volumosa ou bem sequinha e fluida. É óbvio que existem muitos vestidos secos sem anágua nenhuma, mas é possível trabalhar volumes diferentes dependendo da quantidade de tule que se coloque por dentro. Use sem medo!

 

Bia Paci por Laura Campanella

 

Eduarda Bodin por Carol Lemos

 

Isabela Furtado por Fer Suhett

 

Jeni Ting por Carlos Paszko

 

Jeni Ting por Carlos Paszko

 

Foto Rogério von Krüger

 

Foto Rogério von Krüger

 

Mariana Quintanilha por V Rebel

 

Mariana Souza por Ricky Arruda e Anna Quast

 

Sabina Kalaoun por Marcos Felice


Gostou das dicas? Caso ainda tenha mais dúvidas, todos esses textos fazem parte do Guia Atemporal das Noivas com Estilo, assinado pela estilista Carol Hungria e publicado pela 3R Studio. Adquira o seu agora mesmo no site e continue desbravando esse universo de vestidos de noiva, afinal, são eles o protagonista da festa, né?

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Estilista e autora do Guia Atemporal das Noivas com Estilo, Carol Hungria é selo indispensável entre os casamentos mais badalados do eixo Rio-SP. Atende em um charmoso Atelier no Jardim Botânico, zona sul do Rio de Janeiro, e na Bela Cintra, no bairro Jardins, em São Paulo. Além dos vestidos, é reconhecida por dar preciosas dicas sobre diferentes assuntos pertinentes ao look da noiva.