Casamos, e agora?

Por  |  0 Comentários


Certamente todos os casais que já passaram pela experiência de organizar seu casamento devem ter ouvido mais de uma vez a frase: “aproveitem bastante esse tempo, curtam cada detalhe, pois o dia vai passar muito rápido e depois vocês sentirão falta desse movimento!”

Lu e Tandi ♥ Foto de Adalberto Rodrigues

Isso é uma super verdade. Cada detalhe tem uma importância enorme, cada escolha, cada reunião. Às vezes a sensação é que o dia não vai ser suficiente para tantos compromissos, mas a verdade é que vocês sempre dão conta e no final tudo dá certo e seu grande sonho se realiza lindamente. Mas e depois? Casaram do jeito que sonharam, mas e agora? Vocês se prepararam para o casamento, para viver o grande dia, mas e a nova vida? Para muitos será um grande desafio.

Anna Carolina e Eduardo ♥ Foto de Foto Certa

Sabemos que atualmente muitos casais já vivem a experiência da vida a dois antes do casamento, mas isso muda depois que se casam? Por mais surpreendente que possa parecer, muitos relatos são de que depois do casamento a vida do casal muda sim! A partir da realização da sua cerimônia de casamento, da festa, da troca dos votos e da reflexão sobre seu futuro, a nova vida se mostrará com outros objetivos, outras metas, a família passará por fases de adaptação.

A possibilidade de filhos chegando, as características de cada um se mostrando latente, a rotina de trabalho, compromissos financeiros, coisas que às vezes podem ser motivo de pequenos desentendimentos e questionamentos. Quem já não viveu essa experiência?

Priscila Filipe ♥ Foto de Plinio Ricardo

São duas pessoas com formações diferentes, muitas vezes hábitos diferentes e até tradições familiares diferentes, que se apaixonam e decidem viver juntos para sempre, como uma nova família, que agora criará suas tradições, seus hábitos, sua rotina, de acordo com a individualidade de cada um, mas na busca da felicidade conjunta.

Costumo dizer nas minhas celebrações, que um dos sentimentos mais importantes que o casal deve ter entre si e para com sua família é a generosidade. Quando somos generosos, conseguimos ter empatia, viver as dificuldades no lugar do outro, entender que nem tudo acontece no nosso tempo e do nosso jeito. Podemos sim, viver com serenidade, mesmo diante dos maiores desafios, se formos um casal unido pelo amor e pela confiança.

Camila e Felipe ♥ Foto de Rafael Pinheiro

Quando nos referimos a sermos Generosos, não estamos aqui dizendo que devemos nos anular e aceitar tudo que nos é colocado sem questionarmos ou apenas concordarmos para evitar uma discussão. Nada disso. Isso não é saudável para o relacionamento de ninguém. Nem com nossos filhos, com nossa família de origem e menos ainda com nosso (a) companheiro (a) de vida.

Quando falamos em generosidade, nossa referência está na forma em vivermos de maneira mais leve, sem rompantes de raiva, discussões acaloradas que acabam ferindo o outro e tenha certeza de uma coisa, as palavras ditas não são esquecidas para quem as ouve. Por isso, tome cuidado com o que fala.

Mariana e Guilherme ♥ Foto VRebel

Quando falamos em uma nova família que se forma, uma nova vida se inicia e a partir deste momento entendemos que não somos mais uma única pessoa. Decidimos nos casar e dividir nossas vidas com alguém. Isso significa que dividiremos nossas alegrias, questões familiares, conquistas profissionais e insatisfações também, que vamos precisar dar e receber “colo” de vez em quando e que com generosidade tudo fica mais fácil.

Desde os pequenos detalhes como uma toalha de banho molhada deixada sobre a cama, a louça acumulada na pia de um dia para o outro, o passeio com seu cãozinho para o qual nem sempre estaremos dispostos porque chegamos cansados do trabalho, as contas que só aumentam e o que sobra ao final do mês fica cada vez menor, a convivência com as famílias que está cada dia menos frequente por inúmeros fatores e a cobrança vem, e como vem…

Diante de novos compromissos e responsabilidades, o que devemos fazer? Afinal seu casamento foi um sonho, a festa foi incrível, a cerimônia inesquecível, com palavras tão estimulantes e incentivadoras, mas o dia a dia está tão desgastante…

Especialmente para os casais que não tiveram a experiência de viver juntos antes do casamento, a realidade da rotina pode ser impactante. Mas o que é fundamental nos momentos de crise e questionamentos é entender que vocês estão se adaptando, estão aprendendo a viver um com o outro e que podem criar uma rotina prazerosa, onde ambos tenham seu espaço individual, mas nem por isso não construam hábitos juntos, como casal, como família… O que percebemos ser uma experiência positiva nos casais é ouvir com carinho e atenção o que o outro está sentindo e não se armar ou interromper seu discurso simplesmente por não concordar.

Luiza e Izaias ♥ Foto Rodrigo Sack

Ouvir é importantíssimo. Mas falar também o é. Se você se calar diante das insatisfações, aos poucos vai criar ressentimentos e isso vai minar seu relacionamento. Portanto, conversem sempre! Criem situações para terem um tempinho exclusivo de vocês dois, mesmo quando os filhos chegarem, defenda seu relacionamento, ele é o que há de mais precioso na vida de vocês.

Entendam que não existe uma receita para a felicidade, nem para um casamento ideal. O que devemos entender e refletir sobre é o que desejamos para nossas vidas. Afinal de contas não é todo dia que encontramos o Verdadeiro Amor e por isso, lute por ele, regue e adube como a uma árvore rara, que vocês querem ver crescer, frutificar e que seja frondosa e faça uma boa sombra nos dias mais quentes.

Sejam felizes, acreditem no Amor como a única forma de encontrar a paz e a plenitude.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Ela é apaixonada por casamentos. Adora compartilhar as histórias de amor que conta e encanta. Sua formação em direito e os muitos anos de exercício do magistério superior consolidaram sua forma de se expressar, e como ela costuma dizer, seu maior legado é a Palavra. Escrever e falar sobre o amor é sua vocação, com muita emoção, sempre!