Cuidados com a pele: previna-se no altar

Por  |  0 Comentários


Cuidados com a pele no verão é assunto sério. Veja o passo a passo para proteger sua pele na estação mais quente do ano

O verão veio com tudo e é preciso ter muita atenção e cuidado para se proteger totalmente do sol e de todos os efeitos que a exposição excessiva pode causar à sua pele. E não é só na hora de ir à praia que o protetor solar deve ser obrigatório! Diante dos termômetros registrando altas temperaturas, não se esqueça de cuidar principalmente o rosto, que é uma região mais sensível e precisa ser  protegida diariamente para evitar o aparecimento das manchas castanhas. Essas podem ser causadas por múltiplas causas, entre ela uma exposição excessiva ao sol, a idade, as modificações hormonais, a predisposição genética, ou ainda traumatismos cutâneos. De acordo com o fator que as origina, a hiperpigmentação pode adquirir diferentes formas:

MELASMA

Relacionado com as modificações hormonais e agravado pela exposição ao sol, o melasma traduz-se pelo aparecimento de zonas castanhas repartidas de forma simetria na testa, no nariz e nas bochechas. Afecta principalmente sujeitos de pele morena. O melasma é particularmente comum nas mulheres grávidas: denominando-se por “pano da gravidez” ou “cloasma”, e desaparece habitualmente alguns meses após o parto. Pode também formar-se devido à toma de contraceptivos orais, ou associado a doenças hormonais.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

LENTIGOS

Pequenas manchas castanhas redondas ou ovais, os lentigos podem estar relacionadas com a idade (lentigos senis ou manchas da idade) ou a uma exposição solar excessiva (lentigos solares ou actínicos). São a prova da incapacidade da epiderme em gerir os efeitos nefastos dos UV. Os sujeitos de pele clara, mais vulneráveis ao sol são os mais afetados pelos lentigos.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

SARDAS

Normalmente, observadas nos sujeitos de cabelos loiros ou ruivos, com olhos e pele claros, as sardas ou efélides são pequenas manchas castanhas que escurecem e multiplicam-se com o sol. Estas sedutoras manchas, mas nem sempre bem vistas são de origem genética. Aparecem durante a infância, acentuam-se com a puberdade antes de regredirem por volta dos trinta anos.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

HIPERPIGMENTAÇÕES PÓS-INFLAMATÓRIAS

Após um traumatismo (corte, queimadura), uma infecção, uma reação cutânea a um medicamento ou ainda problemas cutâneos comuns como o eczema, ou a acne, a pele pode ficar mais escura. Este tipo de hiperpigmentação observa-se principalmente nas peles mais morenas ou escuras, mais ricas em melanina. E não tem como fugir! Todos os tipos de manchas castanhas acentuam-se com a exposição solar sem proteção.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

ATENÇÃO, GRÁVIDAS!

Para as gestantes, especificamente, as variações hormonais causam alterações na pele, podendo aumentar a oleosidade e em alguns casos deixar a pele desidratada, além de e a estimular a pigmentação. A partir do segundo trimestre da gravidez, algumas manchas podem aparecer  no rosto.

A alteração hormonal , tiróidianas e supra renais, fazem variar a secreção de sebo e estimulam a micro-circulação, o que favorece a desidratação e a hiper-reactividade da pele. Estrogênio e progesterona aumentam o número de cédulas pigmentares da pele (melanócitos) o seu teor em pigmentos e a sua atividade, contribuem assim para o aparecimento das manchas.

A desordem hormonal na gravidez o uso de anticoncepcionais ou problemas hormonais, associada a uma exposição aos UV desencadeia a produção de melanina pelas células da pele, na origem da hiperpigmentação cutânea. É claro que a exposição solar favorece seguramente seu desenvolvimento, mas mesmo a simples radiação UV associada à luz do dia é suficiente por si só para desencadear este fenômeno.

Atenção! Mesmo alguns anos após o parto, as manchas podem reaparecer aquando de uma exposição solar e em caso de toma de medicamentos fotosensibilizantes (o que compreende a pílula contraceptiva). A fabricação do pigmento dentro da pele (melanina) é um processo químico complexo que necessita de vários enzimas, entre as quais a tirosinase e a dopacrome oxidase.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

COMO PREVENIR

O cuidado do rosto indispensável para evitar o surgimento das manchas no rosto. Para isso, inclua na necessaire, mesmo com o tempo encoberto ou no inverno,

  • Um creme protetor que permite travar a pigmentação cutânea.

Este creme deve ter igualmente uma proteção UV suficiente, boas qualidades hidratantes e ser perfeitamente tolerado.

  • Limite os efeitos do meio ambiente sobre a pele assegurando uma proteção UV eficaz (FPS35) para bloquear os radicais livres.

Este cuidado único e completo assegura igualmente uma hidratação máxima e deixa a pele suave, flexível e protegida.

Cuidados com a pele no verão Foto Reprodução

Na hora de escolher o seu filtro solar, fique atenta aos seguintes fatores:

  • Deve ter cuidado de dupla ação
  • Veja se pode ser utilizado como creme de dia
  • Textura leve e não gordurosa
  • Perfume muito discreto
  • Eficácia testada sob controle dermatológico

Gostou? Veja o que já compartilhei por aqui!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Médica pós-graduada pela Universidade John F. Kennedy. Ela também ministra palestras e presta consultoria para revistas, jornais, rádio e TV, além de ser autora dos best-sellers “Grávida e Bela”, Mãe, e agora?”, “Belíssima: aos 40, 50, 60...” e “Beleza Sustentável/Como pensar, agir e permanecer jovem”.