Quem não gosta de samba…

Por  |  1 Comentário


Sempre que o Carnaval se aproxima eu lembro de uma música: “Quem não gosta de samba, bom sujeito não é…”. Eu não gosto de samba, não ouço samba em casa, nem no carro, mas vou dizer uma coisa, adoro tocar samba no casamento! Não existe música para explodir uma pista de dança como o samba!Batucada no casamento - Foto Rodrigo Sack

Curiosamente, as maiores restrições que eu recebo nas reuniões com os noivos é exatamente samba e pagode, que não deixa de ser samba e surgiu nos anos 90, com músicas românticas. Muita gente se refere ao samba apenas como música de Escola de Samba, mas o samba não é apenas isso.

O samba nasceu na Bahia, no século 19, da mistura de ritmos africanos. Mas foi no Rio de Janeiro que ele se desenvolveu e acabou virando símbolo nacional nos anos 40. Com o tempo, o samba evoluiu, ganhou novos instrumentos e estilos: Samba de raiz, Partido Alto, Samba de breque, Samba-rock, Bossa Nova, Samba de roda, samba-canção, Samba enredo. Samba para dançar junto, samba para namorar, samba para dançar muito, ou simplesmente samba.

Escola de samba no casamento - Foto Rodrigo SackA boate mais importante da noite do Rio de Janeiro foi o Hippopotamus, de Ricardo Amaral, principalmente nos anos 80. Eu tive a grande honra de ser DJ do Hippo em 1987, mas o grande discotecário (esse era no nome na época) da casa foi o Luciano Alves, carinhosamente chamado de Jacaré. No auge da noite, ele tocava “Firme e Forte” da Beth Carvalho e a casa explodia de felicidade! Era uma verdadeira loucura! Aliás, ver o Jacaré tocando samba é um espetáculo à parte, que merece registro. Na mesma época, Chico Buarque lançou e consagrou um dos maiores sucessos do samba, “Vai Passar”. Caetano Veloso, outro super astro da MPB, também gravou sambas fantásticos, como “É hoje” (Samba enredo da União da Ilha, de 1982) e “Atrás da Verde e Rosa só não vai quem já morreu” (Samba enredo da Mangueira, de 1994). Não podemos esquecer do coração explosivo de Gonzaguinha, que eternizou um dos maiores sucessos do samba, “O que é o que é?”! Viver e não ter a vergonha de ser feliz!

Na hora de definir as músicas da sua festa, procurem imaginar a pista de dança bombando, convidados felizes e cantando com Monobloco, Fernanda Abreu, Seu Jorge, Jorge Benjor, Sambô, Paulinho da Viola e outros craques da música brasileira. Depois, pensem com carinho e decidam. Essa decisão pode transformar uma boa festa em uma festa inesquecível!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

DJ expert há 30 anos e pai de quatro filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!