Pista bombando de novo

Por  |  0 Comentários


No dia 21 de março, sábado, eu peguei o microfone, abri a janela, dei boa tarde para os vizinhos e comecei a primeira Live da janela no país! E lá se foram 3 meses de quarentena e isolamento social. Vivemos fases horríveis de medo, tensão, pânico e aos poucos as informações começaram a circular pelos grupos de WhatsApp e redes sociais. Mas, até hoje ninguém sabe quando os eventos estarão de fato liberados. Será que as fases da abertura serão cumpridas dentro dos cronogramas? Enquanto isso os DJs continuam fazendo muitas Lives e brigando com as plataformas para fazer suas músicas passarem pelos algorítimos e robozinhos do Facebook/Instagram ou do Youtube. Cada plataforma tem um modelo de negócio com as gravadoras, que por sua vez controlam os direitos dos seus artistas, o copyright. Virou moda falar em direito autoral, mas isso é outro assunto.

Eu faço pelo menos três Lives musicais por semana (sexta, sábado e domingo), além de três Lives de bate-papo com convidados (terça, quarta e quinta) de diferentes áreas de atuação. Sempre às 18h no Instagram. Na sexta-feira tem a Live White Disco (@mydiscoclub), tocando muita Disco Music. Os grandes clássicos da festa White Disco. No sábado, eu sigo o clima de festa da primeira Live. E no domingo tem a Live Resumo do Mostarda (@resumo_do_mostarda) com mega hits dos anos 80 e 90, além de muitas Charolas! Não sabe o que é Charola? Por isso eu lancei dois epísodios do meu Podcast totalmente dedicados ao ritmo que as mulheres amam dançar! Charolas e Charolas Vol. 2, disponíveis no Spotify.

Mas sábado é o dia que eu faço uma verdadeira festa (@andrezwerneck) e interajo muito com uma pista virtual bombando, com muita música animada, alto astral. Só toco música “prá cima”, novas ou antigas, para levar um pouco de alegria para dentro a casa das pessoas. O melhor de tudo são as diversas mensagens que chegam agradecendo os momentos especiais. Essa tem sido a missão dos DJs nesse momento, levar alegria para as pessoas. Eu posso tocar o remix de algum clássico do rock ou um mashup incrível, passando por um remake dos anos 80 ou 90, mudando para um super hit atual e até uma versão remix inédita de “Evidências”, música que já era hino das festas de casamento e agora virou hino de muitas Lives. Curiosamente, uma das músicas que mais faziam (isso mesmo, verbo conjulgado no passado) sucesso nas festas de casamento é uma das músicas que eu menos tenho tocados nas Lives. Eu quase não toco “Dog days are over” do Florence & the Machine. Curioso, só me toquei disso escrevendo a coluna.

No mês passado eu recebi uma matéria muito interessante do Spotify mostrando que a Pandemia aumentou a busca por músicas nostálgicas em 54%. O que a gente já percebia, a pesquisa mostrou dados. E mais, aumentou muito o número que playlists criadas com esse perfil. Músicas como “Girls Just Wan to Have Fun” da Cyndi Lauper, “Se” do Djavan, “Bohemian Rhapsody” do Queen e “Tempo perdido” da Legião Urbana tiveram um aumento significativo de plays, na plataforma no Brasil.

A matéria também diz que ouvir músicas familiares durante tempos difíceis traz conforto. A artista Cyndi Lauper declarou que “A música marca o tempo para mim. Então, quando ouço uma música, ela me leva de volta àquele exato momento no tempo”. Outro ponto que merece destaque é que novos consumidores com uma faixa etária acima de 40 anos passaram a assinar o Spotify e logicamente eles buscaram as suas preferências. Isso também é uma resposta sobre o forte crescimento da música clássica na plataforma.

O DJ Duda Santtos, uma referência no mundo da música eletrônica fez uma Live para os amigos tocando apenas clássicos dos anos 80/90/2000. Foi uma brincadeira, mas bombou! Eles acabaram pedindo Bis e ele acabou fazendo novas Lives temáticas para atender os amigos. Músicas novas não entram nessa festa.

Mas, e as músicas novas? Não tem nada legal sendo lançado? Muitos artistas e gravadoras decidiram recuar e aguardar um novo momento para lançar suas músicas novas. Importante dizer que num primeiro momento a audiência das rádios caiu muito. Talvez porque as pessoas passavam muito tempo na internet e grupos tentando entender melhor o que estava acontecendo no mundo, impactadas pelo alto número de mortes ao redor do planeta. Depois, contudo, a audiência cresceu muito e as pessoas começaram a ouvir rádio através de apps e internet. Sempre tem música boa sendo lançada, mas a música precisa de marketing e público para ser testada e aprovada. O primeiro grande sucesso da Pandemia foi “Baila Conmigo” de Dayvi & Victor Cárdenas feat. Kelly Ruiz, mas logo surgiu um trator que passou por cima de tudo para fazer muito sucesso. Empurrada pelo Meme dos Dançarinos com caixão, a música “Astronomia” do produtor russo Tony Igy foi lançada em 2010 e o remix do Vicetone já teve mais de 85 milhões de visualizações no Youtube. Com o Meme, esse número explodiu em muitas opções de clipes e novos remixes. O meu preferido é Mashup do DJ-produtor Pic Schmitz misturando “Living On a Prayer” do Bon Jovi. Um rockzinho sempre vai bem nas pistas e o remix produzido pelo Mauricio Cury para “I Don’t Want To Miss a Thing” do Aerosmith é fantástico! Outra que tem tudo para virar hit nas festas de casamento. Um grande sucesso com uma pegada bem atual. Demais! Outra versão eletrônica para um grande sucesso do rock leva a assinatura do DJ Ernani, do Rio Grande do Sul. Ele transformou “Your Love”, grande sucesso dos anos 80 com a banda britânica The Outfield num house maravilhoso, com pianos marcantes e uma levada sensacional. Também dos anos 80, o DJ Ronaldo Gasparian, que assina algumas das melhores festas de casamento de São Paulo, fez um remix sensacional de “Bizarre Love Triangle” do New Order. Uma das minhas músicas preferidas da vida! Para fechar essa lista de grandes remixes, outra dos anos 80 que foi remixada pelo DJ Mauricio Cury foi a baladinha “A Dois Passos do Paraíso”, um clássico da Blitz. Cury deu uma turbinada inacreditável na música. Virou uma das mais pedidas nas Lives de sábado e domingo. Não posso esquecer da minha produção… o remake de “O Descobridor dos Sete Mares” que eu produzi em parceria com Duda Santtos e Paulo Jeveaux ganhou o vocal poderoso do Sergio Loroza e já nasceu hit. A versão remix do Mauricio Cury foi lançada na Live do DJ Alok na Globo.

Nesse momento não existe pista para os DJs testarem suas apostas. Posso citar algumas músicas com potencial que poderiam estar bombando nesse exato momento, mas que certamente serão muito prejudicadas e não “vão acontecer”. Uma delas bateu primeiro lugar nos Estados Unidos e agora lidera a parada Pop da Billboard, “Say so” da Doja Cat. Já são 17 semanas no Chart e 4 semanas na 1ª posição. Na parada Adult Contemporary, a liderança está com uma banda super querida no Brasil, o Maroon 5. A música “Memories” é muito boa e poderia ter virado um mega hit com algum remix sendo tocado nas pistas. Quem andou nas primeiras posições em vários países na Europa foi SAINT JHN com “Roses”, na versão Imanbek Remix. No Hot 100 da Billboard, parada que é uma referência no mundo da música, a grande surpresa é a música “Don’t Start Now” da Dua Lipa, que votou a subir semana a semana e votou para o Top 10. Já são 30 semanas na parada e atualmente ocupa a 7ª posição. No iTunes Brasil, a música ocupa a segunda colocação. Outra música com uma pegada parecida e um clima mais antigo é “Circles” do Post Malone, que toca forte no rádio há 8 meses. São música que quando entram na programação das rádios agradam tanto que demoram mais tempo para sair. As rádios com programação jovem estão passando por um processo de envelhecimento natural e os os ouvintes muito jovens não ouvem mais rádio com antes. Além disso as pesquisas não estão conseguindo mais atingir esse público. Depois que o Ibope se uniu a inglesa Kantar, as pesquisas passaram a ser feitas por e-mail e essa galerinha mais nova não se comunica mais assim.

Para o DJ Mauricio Cury, o Tik Tok virou a nova referência da música Pop durante a pandemia e está mudando o mercado. É um novo perfil! O consumo de streaming aumentou muito e tem artista lançando música junto com a coreografia. Tem muita rádio jovem seguindo o Top 10 do Tik Tok”. Quem confirma isso é ninguém menos do que Marcelo Braga, um dos nomes mais respeitados do rádio no país e sócio da Rádio Mix. “Tik Tok é um fenômeno, principalmente entre o público de até 20 anos. Está impactando a programação das rádios e até o marketing dos artistas. Até os DJs devem se ligar nisso. O Jason Derulo acabou de lançar uma versão vocal de uma música instrumental que está estourada no Tik Tok”. A música em questão é “Laxed (Siren Beat)” do Jawsh 685, que ganhou letra e uma nova versão do artista, batizada de “Savage Love”.

Pegando carona no Tik Tok, dois hits da plataforma com potencial para fazer muito sucesso nas festas de casamento (pós Pandemia) são “Supalonely” – BENEE, Gus Dapperton, com uma levada Pop bem contagiante e “Blinding Lights” do The Weeknd. Essa música não é tão nova assim, mas não foi trabalhada como merece! Tem uma levada bem 80’s, é diferente e ainda pode fazer muito sucesso. Outro sucesso do Tik Tk que merece destaque é “Dance Monkey” do Tones And I, que na verdade é uma cantora australiana chamada Toni Elizabeth Watson.

O som da minha Live de sábado é uma mistura de remixes, remakes, mashups, super hits e músicas que vão te surpreender sempre!

Eu gravei um episódio do meu Podcast com algumas das músicas mais tocadas nas minhas Lives de sábado. Basta você seguir Andre Werneck Podcast no Spotify e dar Play no episódio 162: LIVE DO ANDRÉ. Você vai encontrar grandes músicas que prometem bombar qualquer pista depois da Pandemia.

Agora é só aguardar a liberação dos eventos para dançar muito com essas dicas da coluna! As pistas vão voltar a bombar e a sua festa vai ser maravilhosa, pode acreditar!

http://rusbankinfo.ru Срочные займы онлайн без справок и поручителей

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

DJ expert há 30 anos e pai de quatro filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!