Bye bye 2019! Na música, foi um dos piores anos de todos os tempos

Por  |  0 Comentários


Para muitos, foi um ano duro e difícil. Na música, foi um dos piores anos de todos os tempos. Quer saber mais sobre as músicas 2019?

Há alguns anos eu venho escrevendo sobre a desaceleração da música Pop. Se a música é um espelho do que acontece no mundo, não dá para esperar nada animado nesse momento do mundo que estamos vivendo. A música Pop está lenta e triste, o Brazilian Bass ou Deep, como quiser, deixou a música Dance mais triste e isso acaba impactando diretamente no som da sua festa de casamento. A solução encontrada pela maioria dos DJs especializados em festas de casamento para músicas 2019 foi investir em remakes e remixes de antigos hits. O ano de 2019 não conseguiu emplacar 3 mega hits daqueles que os DJs são obrigados a tocar, como “Dog days are over” do Florence & the Machine (2008), “This girl” do DJ Kungs (2016), “Anunciação” do Alceu Valença (1983) que ganhou umo remix matador do DJ Jopin (2018) ou “Ai ai ai” da Vanessa da Mata, que ganhou um remix em 2004 e mais uma vez ganhou um remix no ano passado. Podemos aperar um pouquinho o espaço e incluir um funk nessa lista para formar o Top 5 das festas de casamento, mas as músicas obrigatórias são essas. 2019 foi um ano de muitos lançamentos, mas quase nada emplacou de verdade nas pistas das festas de casamento. O grande hit do verão europeu, em especial de Ibiza, foi “Piece of your heart” do Meduza. Uma música de Club, muito boa, mas sem aquele clima alegre que uma festa de casamento pede. Outro grande destaque do ano foi “Old town road” do Lil Nas X com participação especial do Billy Era Cyrus. Também podemos incluir “Shallow” na lista, que ganhou o Oscar e fez muita festa de casamento bombar, mas a música é de 2018, do filme Nasce Uma Estrela. Até o filme é um remake. O primeiro grande sucesso do ano foi “Giant” do Calvin Harris com participação do Rag’n’Bone Man. Emplacou nos Clubs e festas (diurnas e noturnas), empolgou os DJs com o remix do Purple Disco Machine, mas não é uma música que noivos e convidados façam questão de pedir pro DJ tocar. Esse ano, foi mais fácil explodir uma pista com o remix de “Radio Ga Ga” (1984) ou “Don’t stop me now” (1979), ambas do Queen.

O sertanejo universitário perdeu espaço nas festas de casamento (e também nas lojas como Spotify), ficou sofrido e vem perdendo o clima festeiro. O hip hop, que sempre bomba as fetas de casamento, também desacelerou e não está fazendo muito sucesso nas pistas dos casórios. Post Malone é o grande nome do Rap no momento mas suas músicas são tristes e lentas. Uma música que fez um certo sucesso é “Lalala” do produtor americano Y2K e do rapper canadense bbno$. Também é lenta, mas um remix pode funcionar no meio da festa. Apesar do enorme sucesso no Rock in Rio, Alok não emplacou um hit consagrador esse ano. Na verdade, o marketing dos grandes artistas atualmente busca o lançamento constante de novos singles para ganhar milhões de views em poucos dias e depois lançar outra. Alok, por exemplo, foi citado no escândalo dos Plays falsos, que também envolveu artistas sertanejos. Coisas do mundo digital. Tudo isso pode ter contribuído para marcar 2019 como o ano que fez a parada de sucesso parar de existir. Cada um tem a sua playlist. Quando a gente pensa numa parceria do Black Eyed Peas com Anitta, surge logo a idéia de “vem um mega hit por aí”! Mas a música “eXplosion” não explodiu e foi mais um tiro na água da artista. O último sucesso de verdade da Anitta foi a música “Vai malandra” (2017), que ficou mais marcado pelo biquíni de fita isolante e pela participação da Jojô Toddynho no clipe. Mas, nessa reta final do ano ela se juntou com um time de funkeiras para lançar “Combatchy”, que tem boas chances de virar um hit.

Mais uma vez, o funk voltou a ser a bola da vez. Aliás, eu escrevi e apostei no sucesso do Funk 150 bem no início do ano, em janeiro, mas agora virou matéria do Fantástico. O estilo que já foi “marginalizado” nas festas de casamento acabou virando o ritmo do momento. Hoje é impossível pensar em uma pista de casamento bombando com convidados sorrindo sem o funk. Esse é o som que as noivas pedem, que as madrinhas esperam e os convidados se acabam.

Vai começar o verão 2020 e com ele eu espero que cheguem muitas novidades para fazer a gente esquecer 2019. Bye Bye ano velho, Feliz ano novo!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


ic indica

avatar

DJ expert há 30 anos e pai de quatro filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!