Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Dos blocos para a pista! Hits do carnaval que vão animar seu casamento

Por  |  0 Comentários


Feliz ano novo! Como dizem que o ano só começa depois do Carnaval, vamos conferir quais foram os hits e tiros certeiros de 2018?

Ao contrário de anos anteriores, o Carnaval de 2018 foi marcado por uma enorme quantidade de hits! Que tiro foi esse da Jojo Todynho e Vai malandra da Anitta eram as apostas do ano. Mas, a força do streaming e das redes sociais acabou pulverizando outros concorrentes e estourando novos hits no Carnaval. MC Diguinho caminhava para emplacar o hit do Carnaval com a música Só surubinha de leve, quando a letra foi criticada por fazer apologia ao estupro. Logo surgiu uma campanha nas redes sociais e a música foi banida de todos os canais e plataformas

Aí foi a vez da Anitta bater todos os recordes com o lançamento de Vai malandra e ganhar o título de hit do Carnaval. O que ninguém esperava era que a modelo plus size do clipe da Anitta se transformaria no grande nome do ano até o momento:  Jojo Todynho! Ela acertou um tiro certeiro com a música Que tiro foi esse e mudou o cenário em poucos dias. Vários famosos começaram a postar vídeos caindo com os tiros da cantora e a música viralizou para se transformar no grande hit do Carnaval!

Correndo por fora, de forma surpreendente, surgia outro fenômeno do funk, MC Loma e as Gêmeas Lacração com a música Envolvimento. Para vocês terem uma ideia do sucesso, o clipe foi refeito com produção do KondZilla – o fenômeno do funk – e o cachê da artista subiu 20 vezes durante o Carnaval, com mais de 40 novas apresentações na agenda.

O funk realmente dominou as paradas de sucesso e outras músicas arrebentaram: Agora vai sentar dos MCs Jhowzinho e Kadinho, Amar amei do MC Don Juan, Rabiola do MC Kevinho, Permanecer do MC G15 e Lucas Lucco, que despontou no sertanejo universitário e hoje atira em todas as direções, no sertanejo, no funk e até como namorado de Pabllo Vittar.

Essa mistura do funk com o sertanejo também foi responsável por outro grande hit do momento, Ta tum tum – MC Kevinho e Simone & Simaria. Nessa linha sertanejo, destaque para Dona Maria do Thiago Brava, que tem uma pegada mais pop e acústica. Como vocês podem ver, sucesso foi o que não faltou nesse Carnaval. Mas será que os hits ficaram restritos ao funk e sertanejo?

A Bahia é sempre uma grande referência quando o assunto é Carnaval e hits. Por isso, bati um papo com o DJ Rafael Brito que durante muitos anos trabalhou como meu assistente e hoje faz parte da empresa BPM Áudio. Durante duas semanas ele tocou no Club Med de Itaparica e contou as novidades do resort. A música mais pedida foi Criminal – Natti Natasha & Ozuma, um reggaeton que muito em breve vai estar tocando forte na programação das rádios. Outros hits “baianos” são Sarra toma – Parangolé, Elas gostam (popa de bunda) – Psirico e Hipnotizou – Harmonia do Samba com participação do Léo Santana. A grande surpresa foi Que tiro foi esseToquei duas vezes e passei vergonha.

Também bati um papo com o DJ Duda Santtos, que é uma grande referência na música eletrônica e esteve presente nos principais eventos do Carnaval Off carioca, incluindo o Bloco AME (Amigos da Música Eletrônica), o Rio ME  – que rolou no MAM, fazendo a alegria da cena underground do Rio – e o RMC (Rio Music Carnival), que mais uma vez aconteceu na Marina da Glória e ainda se apresentou no Techno Baile da Boiler Rio. Uma constatação é que, sem dúvida, o público carioca (incluindo os turistas no Rio de Janeiro) se mostrou mais interessado nos eventos com DJs e produtores nacionais.

Vale lembrar que o line up do RMC grandes astros internacionais como Alesso, Diplo e Armin Van Buuren. O Love Sessions, que aconteceu domingo, tinha um line up 100% nacional, com Bhaskar (irmão do Alok), Felguk, Gabe, Grrove Delight, Illusionise, Dashdot, etc  – e foi a noite mais bombado do festival. Também merece destaque a noite de sábado com o Baile do Dennis DJ e os MCs convidados Livinho, Kekeu e Delano, entre outros. Sucesso também fez Vintage Culture no Rio Carnaval dos Sonhos, evento que teve sua estreia esse ano no estádio do Maracanã e reuniu grandes nomes do pop e sertanejo. Alok também fez uma apresentação bastante elogiada, antes de sacudir Salvador tocando no trio elétrico.

Uma das músicas mais tocadas nesse circuito mais alternativo foi Deixe-me ir – 1Kilo, com vários remixes diferentes. Outra música que explodiu foi 7th Elements do Vitas, originalmente lançada em 2001 agora o hit ganhou remixes poderosos de Zuchi e SEVenn. Voltando para as produções nacionais, superdestaque para os remixes de La casa de Papel de Cecilia Krull. Isso mesmo, o tema de abertura da série da Netflix que todo mundo está vendo e comentando. Que quiser conferir o som do DJ, basta sintonizar sábado, às 23h, na rádio Transamérica Rio, em 101.3.

Agora é hora de abrir o Spotify e curtir o nosso playlist!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

DJ expert há 30 anos e pai de quatro filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!