Casamento de dia: como animar a festa a luz do sol?

Por  |  0 Comentários


A pergunta que é o tema dessa coluna, foi enviada por uma noiva e por que responder para uma só, quando podemos tirar a dúvida de todas?! Afinal, casamento de dia está em alta ( e eu adoro) !

O mercado de casamentos já importou muitas idéias “gringas”, como é o caso do casamento de dia e ao ar livre. Nada como uma uma linda festa diurna na praia ou em uma fazenda linda na serra, não é verdade? Mas, antes de falar sobre a música desse estilo de festa, a gente precisa listar alguns pontos importantes e que são bem diferentes de uma recepção de casamento tradicional (aquela que acontece à noite):

1. ILUMINAÇÃO: a primeira grande diferença é a luz da festa, que tem uma energia única e solar. Um dos pontos mais importantes de qualquer casamento é a escolha do local e quando ele acontece durante o dia, pode ir perfeitamente da tradicional aos espaços ao ar livre. Isso significa não precisa (necessariamente) ser iluminado e isso faz toda diferença quando o assunto é uma linda paisagem.

2. CLIMA: locais abertos e ao ar livre não costumam ser refrigerados e o calor faz os convidados beberem um pouco mais. Portanto, investir no bar de drinks é fundamental.

3. CARDÁPIO: o bufê também é diferente quando a festa é de dia, como uma mistura de brunch (quando a festa começa cedo) e almoço – ambos com pratos quentes e frios. Já fiz muitas festas de dia e adoro quando servem sucos, água de coco e frutas, como entrada. Uma dessas festas aconteceu em Santa Catarina no inverno e também serviram sopas e pães quentes. O importante é manter a informalidade da festa.

4. DRESS CODE: as roupas também seguem esse clima mais confortável e informal. O pretinho básico será substituído por estampas coloridas e os ternos escuros por roupas mais claras.

5. DECORAÇÃO: ela também é diferente, mais leve, mais colorida e sem luz decorativa. Tudo isso vai resultar em fotos espetaculares!

Dj para casamento de dia: os segredos para bombar a pista - foto Kyra Mirsky

AGORA QUE VOCÊ JÁ CONHECE AS DIFERENÇAS ENTRE UMA FESTA NOTURNA E DIURNA, QUE TAL FALAR SOBRE ÁS MÚSICAS? 

O clima descontraído com certeza deve ser refletido na playlist. O repertório deve ser recheado de músicas com alto astral, também chamadas de “Happy songs”, para deixar o clima “quente” e ainda mais pra cima. Até um Deep House vai bem, mas sem exageros para não deixar o clima “pra baixo” e “frio”. Dois ótimos exemplos são Love on top da Beyoncé e Say you’ll be there, regravação das Spice Girls pelo Ben L’Oncle Soul.

Você deve estar pensando: esse som não funciona à noite? Claro que sim, mas o clima de uma festa à noite, com uma iluminação toda trabalhada deixa tudo mais aconchegante e intimista. Você pode brincar com a luz e criar cenas. Agora é a minha vez de perguntar: você prefere um jantar romântico à luz de velas ou com um refletor ligado em cima da mesa?

Ah, antes que eu esqueça, um sambinha também costuma fazer sucesso de dia. Ouça Cara valente da Maria Rita e Mais alguém da Roberta Sá, que tem uma levada mais eletrônica. O que já aconteceu muito nas minhas festas é que esse clima mais “quente” e alegre das músicas, turbinado por drinks deliciosos e uma vista deslumbrante pode fazer a pista bombar antes mesmo da entrada dos noivos. Mas isso não é problema, não é verdade?


Troque as luzes piscando na pista de dança pelas dicas acima e tenho certeza que sua festa será inesquecível!


CRÉDITOS: 1. Reprodução internet | 2. Kyra Mirsky

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

DJ expert há 30 anos e pai de quatro filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!