Lua de mel nas cidades imperiais do Marrocos

Por  |  0 Comentários


O Marrocos não é só um dos destinos mais românticos do continente africano, é também um dos mais belos e surpreendentes. Da imensidão do Deserto do Saara aos picos nevados da Cordilheira do Atlas, seus cenários povoam a imaginação dos viajantes e proporcionam uma atmosfera misteriosa, quase mágica, incluindo aí as suas cidades imperiais, cheias de História e cultura.

Uma delas é Casablanca, a maior cidade do país, localizada na costa atlântica, que serviu cenário para o filme homônimo ganhador de 3 Oscar em 1942. Outro destino não menos interessante é Fez – capital cultural do país, fundada no século 9, e que guarda uma das mais antigas fortalezas medievais do mundo, a célebre Medina de Fez. E o que dizer da capital Rabat, construída na Idade Média com um grande muro ao redor, é ideal para se perder em suas ruas sinuosas repletas de História e cultura. E não é só isso: as três cidades são imperdíveis para quem não abre mão de excelente gastronomia, hotéis com serviços personalizados e muito lifestyle.

Casablanca

Quem desembarca em Casablanca tem a chance de conferir de perto como a cidade conseguiu abraçar estilos arquitetônicos tão diferentes. Do tradicional árabe, passando pelo Art Noveau ao Art Déco, seus monumentos – não desapontam os casais apaixonados por belezas e atrativos com relevância histórica. Espalhados pela região central da cidade, muitos edifícios remetem à época áurea de Casablanca.

A dica é começar pela Mesquita Hassan II, que tem o projeto assinado pelo arquiteto francês Michel Pinseau. A vista é um impressionante marco na paisagem da cidade, com sua enorme torre marcando presença a quilômetros de distância. Ainda pelo centro, a imponente Cathédrale Du Sacré Coeur é outro prédio indispensável para visitar por lá. Todo tingido de branco, foi construído na década de 1930 em estilo neogótico, e hoje se transformou em um centro cultural, recebendo diversos tipos de exposições. Para desvendar um pouco da história religiosa da cidade, o Museu Judaico se destaca por ser o único centro de exposições dedicado à cultura judaica em todo o mundo islâmico.

Mas se a ideia é conhecer os produtos típicos do Marrocos para fazer umas comprinhas, não deixe de visitar o Quartier Habbous, um dos bairros mais antigos da cidade. Construído pelos franceses, o local concentra a mistura arquitetônica característica de Casablanca, com ruazinhas estreitas e vários souks. Porém, a metrópole marroquina pede ainda mais passeios a pé. O legal é dar uma volta pela Boulevard de La Corniche, uma orla à beira-mar repleta de bares, cafés, sorveterias, restaurantes e lojas, onde o clima fica ainda mais agradável com a brisa do oceano sempre presente.

E se a pedida é reviver grandes histórias, o Rick’s Café é a melhor escolha. O restaurante recria o cenário do filme Casablanca, além de proporcionar um menu inspirado no melhor das culinárias marroquina e internacional, devidamente harmonizadas com os melhores vinhos locais. Já o Café M prova como a influência francesa também chegou à mesa em Casablanca. O restaurante de decoração elegante serve pratos preparados a partir dos melhores ingredientes sazonais, e ainda conta com um agradável rooftop – o que propicia um clima pra lá de romântico a qualquer jantar a dois.

Fez

Esta é talvez uma das cidades imperiais mais surpreendentes do Marrocos. Segunda maior metrópole e considerada a capital religiosa do país, Fez é também autêntica e pitoresca, com a presença de uma imponente murada medieval, a célebre Medina de Fez, que cerca grande parte da região de Fez Bali, a mais antiga da cidade. A Medina é o centro cultural e intelectual do mundo islâmico e foi reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1981.

Entre seus muros está um labirinto com mais de 9 mil ruas estreitas que guardam prédios históricos, mesquitas, monumentos e souks. Parte da cena que vem à mente quando se pensa no Marrocos, o destaque fica por conta dos tradicionais curtumes que, junto com as bancas de tinturas e corantes, já se tornaram verdadeiros cartões-postais da cidade. Na Medina, o interessante é já começar a visita passando pelo portão azulejado Bab Bou Jeloud, que não deixa de ser um belo monumento a ser apreciado, e seguir pela rua Talaa Kebira até a linda Madraça Bou Inania e descobrir a sua praça decorada ao melhor estilo marroquino tradicional.

Não deixe de conhecer também as belíssimas mesquitas de Zaouia Moulay Idriss II e a Karaouine – uma das mais importantes da cidade. Além da área clássica, Fez ainda está dividida em mais duas partes: a Fez Jdid, marcada pela presença do grande palácio Dar El Makhzen, que não pode ser deixado de fora do roteiro pela cidade; e a Ville Nouvelle, a mais nova, onde estão diversos cafés, cinemas e o lado mais gastronômico de Fez.

Entre os restaurantes, os highlights são o Dar Saada, um restaurante que é a cara do Marrocos – elegante, clássico e cheio de cores, com arquitetura e design que refletem a rica cultura do país, privilegiando no menu pratos marroquinos clássicos; e o também elegante Dar Roumana, comandado pelo chef Younes Idrissi, onde a culinária é considerada franco-marroquina, já que influências de bistrôs parisienses também compõem a sua gastronomia.

Rabat

Capital oficial do Marrocos, Rabat é a menos movimentada das cidades imperiais, mas não menos encantadora. Assim como Fez, a cidade guarda uma grande muralha medieval – a Kasbah des Oudaias é uma fortaleza que fica à beira-mar classificada como Patrimônio Cultural pela Unesco. Por dentro, suas construções com fachadas azuis e brancas formam uma identidade única do local, e a atmosfera tranquila – e até mesmo romântica – é um convite a descobrir seus inúmeros becos e labirintos. Vale a pena dar uma subida no grande terraço, de onde a vista do Oceano Atlântico é sempre linda!

Ainda dentro do Kasbah, dá para conhecer o Jardim Andaluz e o Museu de Artes Decorativas de Rabat, que guarda um acervo com joias marroquinas e outras coleções. A torre Hassan é outro ponto da cidade que merece a visita. O local faz parte de um projeto não concluído, que tinha a intenção de ser a Maior Mesquita do Reino do Marrocos. Apesar de não ter alcançado o objetivo, é interessante passear pela praça repleta de altas colunas e a bela torre em destaque.

Em Rabat, a elegante Avenida Mohammed V também é ideal para uma caminhada a dois. De ponta a ponta, a avenida está repleta de fontes e palmeiras, além de diversos restaurantes, cinemas, lojas, cafés e museus. Já na gastronomia, o restaurante Al Warda se destaca, e conta com um ambiente que remete à fábula das 1001 Noites, combinando o melhor das culinárias francesa, mediterrânea e marroquina.

Onde ficar em Casablanca

Four Seasons Hotel Casablanca

Como um sopro de ar fresco na costa da maior cidade do Marrocos, o Four Seasons Hotel Casablanca está localizado a apenas dez minutos do centro de Casablanca. As confortáveis acomodações com janelas do chão ao teto e varandas particulares cumprem com maestria a fama romântica de Casablanca, com a bela vista do Oceano Atlântico. Com spa que privilegia tratamentos inspirados na cultura marroquina e diversas opções de restaurantes, incluindo o Bleu, que conta com um menu mediterrâneo, ainda conta com um pátio ambientado como oásis, com piscina, deck e cabanas privativas.

Onde ficar em Fez

Riad Fès – Relais & Chateaux

Localizado na Medina, uma das áreas mais autênticas da cidade, o hotel tem a mistura entre a suntuosidade andaluz e a maneira marroquina de viver, que faz com que o Riad Fès seja excelente opção de hospedagem na cidade. Este palácio é um exemplo legítimo de sua arquitetura, apresentando quatro pátios e vista panorâmica para o nascer do sol sobre Fez e as Montanhas Atlas. Além disso, ainda dispõe de hammams e massagens, um spa com tratamentos relaxantes, fontes, gastronomia sofisticada e lounge.

Onde ficar em Rabat

Sofitel Rabat Jardin des Roses

Ao lado do imponente Palácio Real e rodeado por uma área de sete hectares de um belíssimo jardim ao estilo andaluz com mais de três mil rosas, o Sofitel Rabat Jardin des Roses conta com arquitetura que incorpora uma fusão do design francês com decoração de arte marroquina baseada no âmbar, na madeira e no mosaico. A culinária franco-marroquina é servida no restaurante Al Warda; a saudável cozinha mediterrânea no El Patio; e frutos do mar frescos e bem preparados são saboreados à beira da piscina no Golden Fish.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Com 28 anos, a Teresa Perez é especialista em criar roteiros personalizados. Os programas são preparados de acordo com os interesses de cada casal. Telefones (11) 3799-4000 | (11) 3390-9000 | (61) 3217-2300.