IC Week RJ 2016: como bombar a pista de dança?

Por  |  0 Comentários


O segundo dia de IC Week RJ está com uma programação intensa e (muito!) especial. Neste domingo, 17, o Hotel Royal Tulip recebeu DJs para lá de renomados na cena carioca para a mesa-redonda “Dicas para a pista de dança inesquecível”. O objetivo? Saber, de forma prática, como bombar a setlist do evento. Afinal, a música é um dos pontos-chave de qualquer casamento.  Participaram do encontro André Werneck, DJ Capelli, Carlos Eduardo Som, Luz e Imagens, DJ Scarlet, Marcos Mamede, DJ Mau, DJ Otávio Taw e DJ . Veja o que rolou por aqui!

VOCÊS TOCAM TODOS OS GÊNEROS DE MÚSICA?

André Werneck: dj de casamento é diferente de dj de boate, que chega com um repertório pronto.

DJ Mau: sim, é a resposta que todos aqui querem dizer.

André Paulo: tocamos o que os noivos querem. Tocar um pouco de tudo é muito o que ficou acordado com os noivos e os DJs.

Capelli: vamos preparamos pra tudo. é fundamental que o casal peça o que os convidados querem ouvir. É importante que o casal vá além do gosto pessoal deles

Carlos Eduardo: é relativo. Às vezes os noivos pedem restrição.

Mamede: existem dois tipos de “não” que costumo falar com os noivos. Um é aquele que os noivos dizem

Taw: penso igualzinho ao DJ Mamede. Entendo que estamos estar ali para prestar um serviço pra vocês, se querem funk, hino, rock. E estamos preparados

Scarlet: DJ de casamento tem que tocar de tudo e pronto!

FIM DE FESTA

  • Pode tudo, mas precisa ter bom senso. Mas nada de convidado “bêbado” com taça na mão. Precisamos proteger o equipamento – Scarlet
  • Tem convidado que quer se pendurar na caixa, joga copo pra cima e é preciso

PERGUNTAS QUE TODA NOIVA DEVE FAZER PARA SEU DJ

André Werneck lembrou que, na coluna sua coluna “Som Na Caixa“, uma vez falou sobre todas as perguntas que os noivos devem fazer ao DJ de casamento. Contrato, hora extra, gerador, equipamento. Você pode conferir todas elas aqui.

CASOS E CAUSOS

DJ Taw lembrou de quando começou a tocar, com 19 anos, de um DJ que tinha reserva de todos os cabos e equipamentos. Imprevistos acontecem e devem ser solucionados de forma imperceptível.

NOIVO X NOIVA

Claro que vocês podem ter gostos musicais diferentes. Mamede salientou que não vale gastar energia com essa divergência e que há momentos para tocar todos os estilos. Basta pensar no momento certo, pensando em qual será mais funcional. DJ Scarlet, por sua vez, pede uma lista de 5 músicas para o noivo e outras 5 para ela. “Assim consigo entender melhor o estilo de cada um e tento atender os dois. Em casamento também temos que agradar convidados de diferentes idade.”

CUIDADO COM EQUIPAMENTO

Os noivos não conhecem o equipamento. São os profissionais do mercado que têm esse feeling, então toda a programação da festa precisa ser passada para a empresa de som e luz para que seja possível alinhar tudo da melhor maneira. “Festa animada é sinônimo de noivos na pista de dança”, afirmaram os DJs.

REUNIÃO CERIMONIAL E DJ

Um bom cerimonial sempre marca uma reunião com DJs e noivos para alinhar toda a programação do casamento. André Werneck lembrou da importância de passar o cronograma final de todas as atrações da  festa, para que nada passe batido. “As atrações têm um tempo de vida no casamento, tudo precisa ter um timing ideal para que a festa flua com naturalidade”, ressaltou.

LOCAL DO DJ

André Paulo foi rigoroso ao dizer que lugar de DJ é na pista de dança! “É muito importante o DJ estar na pista de dança, porque ele precisa sentir o clima da pista, ver a resposta dos convidados às músicas”, enfatizou.

Capelli lembrou que, algumas vezes, eles recebem o mapa da festa pronto e o decorador não pensou no lugar do DJ e de seu equipamento, que exige um espaço significativo.

DJ Taw disse que a postura da Rastropop Records, sua empresa de DJs, é de não brigar com o decorador. “Se eles quiserem nos colocar atrás da escadas, ok, mas os noivos podem nos ‘brifar’ e pensar em um lugar bom para nós”, explicou.

Se o DJ manda bem, a festa segue. André discordou e disse que a cultura do DJ na festa está mudando e a hoje a festa gira em torno dele. “DJ é intangível. Todos os profissionais precisam trabalhar juntos porque a prioridade é sempre uma festa divertida. Então, escalone as prioridade”, completou.

Sofás ou outros móveis, quando posicionados na frente do áudio, obstruem o som, pontou Carlos Eduardo. O assunto rendeu tanto e foi tão polêmico que o DJ Taw sugeriu no próximo evento uma mesa-redonda entre DJs e decoradores.

BANDA X DJ

Além de todo o equipamento da banda, há também todo o arsenal de equipamento do DJ. “A logística de equipamento é complicada e deve ser bem planejada, não dá pra ficar montando e desmontando para cada um se apresentar”, lembrou Capelli.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Jornalista mineira, dona de uma coleção de sonhos e apaixonada pelo o que é leve. Nunca subiu ao altar, mas nutre a certeza de chegar lá com seu amor da vida. Adora combinar palavras para contar histórias e assume ter uma queda por casamentos ao ar livre.