Dicas para fazer o seu chá de panela

Por  |  0 Comentários


Texto Alessandra Pereira

A festa de casamento é um acontecimento não só na vida dos noivos, mas também de parentes e amigos próximos. Os cuidados com a preparação do grande dia englobam outras festas menores anteriores como o próprio noivado, despedida de solteiro, jantar para os pais e o chá de panela. Com um perfil mais informal e familiar, o tradicional chá de panela costuma ser organizado pelas madrinhas e amigas mais próximas, mas recebe contribuições da noiva e de seus familiares.

A proposta do chá de panela é presentear os noivos com os utensílios básicos de uma cozinha, área de serviço e até banheiro. Mas como hoje em dia muitos noivos já moram juntos e tem a casa equipada, o chá de panela ganhou outras versões como o chá de lingerie e até mesmo para receber doações em instituições de caridade. O importante é a festa, que tem como característica ser bastante divertida e descontraída.

Foto Bel Junqueira Fotografia

Uma tradição cada vez mais moderna

O chá de panela é quase um evento obrigatório antes do casamento, aguardado por todos como a ocasião ideal para uma diversão mais informal que a festa oficial. A origem da tradição parece vir de uma lenda da Idade Média, onde a comunidade ajudava as noivas mais pobres a terem um dote para o casamento. Na época, sem o doto não era possível conseguir um noivo, o que impulsionava amigos e vizinhos a arrecadar uma boa quantia para que ele se realizasse. Conhecida por “bridal shower” pelos americanos, outra lenda menos conhecida indica que um rapaz pobre se apaixonou por uma moça rica em que o pai lhe retira o dote para que não casem. Os amigos se reuniram para montar a casa onde eles iriam morar e o casamento pode ser realizado.

Seja qual for a base dessa tradição, o chá de panela se transformou em costume em vários países e culturas, variando os rituais e as condições econômicas do casal. Não se trata apenas de uma entrega de presentes, como é feito antes do casamento, mas de uma confraternização com amigos e parentes para comemorarem a união que está para acontecer.

No século XIX, o chá de panela era restrito as noivas e só mulheres faziam parte do evento, como um tipo mais recatado de despedida de solteira. O tema também era sempre ligado aos detalhes de uma casa, já que a mulher era criada para ser a “dona do lar” e responsável por identificar as necessidades do local e fazer uso dos presentes. Mas hoje grande parte dos chás de panela permitem que o noivo participe com o mesmo protagonismo da noiva e que homens estejam presentes.

Ainda hoje são as madrinhas que encabeçam a organização do evento, mas sempre com a colaboração dos noivos. Principalmente em assumir os gastos, no preparo da lista de convidados, no estilo de festa e nos itens que sugeridos como presente de acordo com a necessidade. A lista fica disponível em eventos nas redes sociais, em sites especializados e em lojas de departamentos.

Se até bem pouco tempo o chá de panela tinha como característica a informalidade, hoje são eventos muito bem produzidos e muitos requerem até mesmo decoração profissional. As comidinhas mais caseiras como bolos salgados e canapés, estão sendo substituídas por mesas de frios e estações quentes de bufês sempre bem práticas e saborosas, mas os drinks não costumam faltar no cardápio. Além disso, a mesa de bolo e docinhos se comparam a belas festas de aniversário e dão uma prévia do evento de casamento.

Não há regras para a melhor data de sua realização, mas o mais comum é que seja preparado pelo menos dois meses antes do casamento. Esse período é suficiente para organizar a casa com os presentes e se dedicar integralmente aos detalhes finais da grande festa. Como até o chá de panela tem um tema central, sua escolha ajuda a direcionar a decoração, luzes, convites, cardápios e cores, que não precisam seguir o mesmo caminho da proposta do casamento.

Dicas e brincadeiras para incrementar o chá de panela

Além da entrega de presentes e as delicias oferecidas, uma das características mais conhecidas de um chá de panela são as brincadeiras realizadas. Muitas noivas temem serem ridicularizadas e serem constrangidas com brincadeiras sem bom senso, mas hoje ela tem um controle muito mais sobre o que pode ou não acontecer em sua festa.

Como é uma festa mais íntima e com convidados próximos, é possível produzir brincadeiras que colocaram os noivos em voga, mas sem deixá-los em situação ruim. Antes do dia, faça um planejamento do começo ao fim da festa, criando um roteiro de brincadeiras que podem ser entre duas a quatro. Com antecedências dá para providenciar acessórios e tornar o seu desenvolvimento mais dinâmico.

São muitas as possibilidades de brincadeiras e a escolha depende muito do tamanho da festa e da personalidade dos anfitriões. Mas dentre as mais procuradas, listamos as seguintes sugestões:

1 – Entrevista com os noivos

Se ambos estiverem na festa, as entrevistas devem ser feitas em separado e com perguntas sobre o outro. Assuntos como “aniversário da sogra”, “idade do primeiro beijo”, “nome do primeiro colégio”, “cor preferida” e “comida que mais gosta”, pode deixar a disputa competitiva e divertida. Se alguém erra, paga uma prenda como um tipo de dança, declaração de amor, contar uma piada, cantar uma canção etc.

2 – Feitiço contra o feiticeiro

Essa brincadeira é indicada para festas menores, com menos convidados. Cada um escreve uma prenda para a noiva num papel, mas na hora de cumpri-las é a pessoa que sugeriu que deverá realizá-la. Como surpreende os convidados, pode trazer muitas gargalhadas.

3 – Bingo das bolsas

Em chás de panela só com mulheres, o bingo das bolsas pode ser bem divertido. Como toda bolsa de mulher possui uma grande variedade de itens, a noiva pode sortear algo que pode estar presente numa das bolsas das convidadas. Quem trouxer primeiro ganha o prêmio, que pode ser uma lembrança, uma comidinha especial, um doce entre outros.

4 – Hora da história

Essa brincadeira também é mais indicada para festas com poucos convidados, para não demorar muito em sua finalização. Cada um escreve numa folha, uma frase para a noiva sobre alguma história que aconteceu com ambas. Não deve ter assinatura e a noiva precisa não só adivinhar quem escreveu, como também lembrar da história e contar para todos.

5 – Adivinhação de presentes

A brincadeira mais tradicional é a que venda a noiva para que ela possa adivinhar qual o presente que está no embrulho. Se errar ela tem que cumprir uma prenda sugerida pelo convidado que deu o presente. Muitos pacotes vêm totalmente modificados para dificultar a descoberta da noiva e ser ainda mais divertido.

6 – Mímica

Os convidados são divididos em equipes e um de seus integrantes tem que sortear o nome de um filme romântico para que seus colegas adivinhem através da mímica.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr