Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Som e iluminação: eles podem ditar o sucesso da sua festa

Por  |  0 Comentários


Não se engane, os serviços de som e luz são fundamentais para o bom andamento da sua comemoração. Confira dicas de mestre!

Quando iniciar a maratona dos preparativos, seu organizador de eventos – profissional especializado em comandar todo o cronograma do casamento – certamente te dirá que não basta investir em um lindo espaço e no trabalho daquele decorador que é a sua cara. A iluminação é parte essencial de qualquer festa, afinal ela pode valorizar ou arruinar um bom projeto. O som é outro desses serviços do qual mal ouvimos falar, mas com papel ímpar no desenrolar da noite (ou dia!).

Som e luz -  - Foto Divulgação

Para solucionar todas as suas dúvidas sobre o assunto, conversamos com , presidente da Abrafesta e dono de uma empresa especializada na sonorização e iluminação de eventos. Enfático sobre o assunto, ele argumenta que cada projeto tem sua cara e particularidades. Isso significa que o grau de complexidade desses serviços não varia de acordo com o número de convidados da festa, e sim da proposta desejada.

“O numero de pessoas da equipe é bem relativo. Se for um evento pequeno, mas bem arrojado, a gente precisa de muitos técnicos e de um dia inteiro para a montagem. A pressa é inimiga da perfeição”, afirma. Com isso em mente, o primeiro passo para pensar o pacote de som e luz do seu casamento é montar um briefing bem detalhado. Segundo enfatiza Ricardo, os casais devem fazê-lo com a orientação do organizador de eventos, qualificado para entender um pouco de cada setor envolvido na organização.

E lembre-se: o quanto antes fechar o contrato, melhor. Quem pensa que iluminar e prover a sonorização de um evento é simples está muito enganado. Além de maior atenção aos detalhes, a antecedência garante preços mais baixos e melhores condições de pagamento. Ou seja, você só tem a ganhar se bater o martelo neste quesito assim que souber data, local e quem serão o organizador e o decorador.

Som e luz - Preparativos do casamento - Foto Reprodução

Com tudo isso decidido, os profissionais de som e iluminação precisarão agendar uma visita técnica ao lugar do casamento junto com o seu decorador. E com auxílio do organizador para montar o cronograma, é claro. “Não é possível fazer um evento sem ao menos uma visita, a não ser que a empresa conheça muito bem o local”, explica Ricardo.

O BÊ-A-BÁ DA ILUMINAÇÃO DE EVENTOS

Em uma rápida busca na internet você verá que muito se fala sobre iluminação cênica para casamentos. Com o objetivo de valorizar os detalhes do décor e técnicas específicas para cada região, é importante entender sua diferença em relação à iluminação da pista de dança, por exemplo.

“São coisas diferentes. É muito raro a empresa do DJ fornecer a iluminação cênica para o decorador. O técnico de iluminação cênica tem mais sensibilidade para saber onde precisa posicionar os refletores sem incomodar os convidados ou atrapalhar o fotógrafo. É como na medicina: existem cardiologistas e ortopedistas. Ambos são médicos, mas com especializações totalmente diferentes”, explica o presidente da Abrafesta.

Levando em consideração questões como focagem, temperatura e intensidade das cores, o propósito do projeto de luz cênica vai muito além de simplesmente iluminar. É essencial abusar da criatividade e priorizar um ótimo acabamento. Um ponto fora da curva, a empresa de se especializou nos dois setores e hoje acumula uma experiência que ultrapassa duas décadas.

“Ao escolher a luz você deve levar em consideração o que estará sendo iluminado. Ela deve deixar as pessoas bonitas e ser sempre indireta para não incomodar. Em relação ao bufê, jamais pode fazer a comida mudar de cor”, exemplifica Ricardo. Na sua visão, porém, não há cores proibidas. A escolha varia de acordo com o tema do evento, o estilo do cliente e, consequentemente, o perfil do decorador escolhido por ele.

SOM E DECORAÇÃO: TEM A VER?

Sim, e muito! De acordo com Ricardo, um trabalho bem feito de sonorização tem total harmonia com o projeto de decoração, deixando à mostra o mínimo de equipamentos possível. Um ponto positivo está nos avanços tecnológicos, que cada vez mais viabilizam equipamentos menores e mais potentes. Por essas e outras, apostar em uma empresa que forneça o som e um casting interessante de DJs é sempre uma boa pedida.

Assim como na iluminação, existem diferentes tipos de sonorização para eventos. Conheça as principais:

1. Sonorização de pista: na definição de Ricardo, tratam-se de “caixas fixadas no alto, viradas para o centro da pista. Quem está na pista tem um som mais forte e quem sai dela perde de 30% a 40% de potência”. Em outras palavras, o som não pode invadir os outros ambientes do casamento, mas precisa animar (e muito!) quem quer dançar.

Som e luz - Caixas de som - Foto Divulgação

2. Sonorização do ambiente: ela tem o objetivo de entreter os convidados, mas precisa ser equalizada para que todos possam conversar sem problemas. “Como as caixas grandes ficam no centro da pista, precisamos encorpar o resto do ambiente com caixas menores”, explica. E quer saber uma regra de ouro? Mesmo em alturas diferentes, todos os ambientes da festa devem tocar a mesma música.

Gostou dessas dicas sobre som e luz para casamento? A melhor delas é ter bastante critério na hora de contratar esses serviços. Para facilitar a busca por bons fornecedores, a Abrafesta lançará – no 1º de novembro – um selo de conformidade técnica. “Contratar essas empresas é mais seguro, pois elas estarão sendo monitorados pelo Serasa e seguindo normas reguladoras de muito critério”, finaliza Ricardo.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


ic indica

avatar

Nascida em Minas, criada em Recife e apaixonada pelo Rio. Viajar o mundo é seu sonho, o que torna luas de mel e destination weddings um caso de amor à parte. Escolheu o jornalismo pela inquietante vontade de transformar em palavras histórias que mereçam ser contadas.