Alô, decoradores! 7 dicas para atender clientes com qualidade

Por  |  0 Comentários


Curso de decoração é assunto sério! Veja as dicas de ouro dadas por Daniel Cruz para sua primeira turma na Academia Inesquecível

Nesta quarta-feira, 9, o Sheraton Grand Rio Hotel & Resort recebeu um curso do decorador Daniel Cruz, referência no mercado de eventos sociais e corporativos. Com turma cheia e muito engajada, ele tirou dúvidas sobre diversos temas e até promoveu atividades práticas, como o desenho da planta baixa de um casamento.

Se você tem interesse no assunto e não pôde comparecer, reunimos 7 truques revelados por Daniel para se diferenciar a partir de um atendimento de qualidade.

1. CAUSE UMA BOA IMPRESSÃO

Quando perguntou aos alunos que característica é capaz de ganhar qualquer cliente, o auditório do Sheraton pipocou de boas respostas. Confiança, simpatia, conhecimento e segurança foram apenas algumas delas. Para Daniel, reuni-las e causar uma boa impressão é fundamental.

“Hoje, baixos valores são um forte fator de atração principalmente em função da crise, por isso precisamos nos diferenciar em relação à qualidade. Acontece muito comigo do cliente não fechar por causa do orçamento, mas indicar meus serviços para conhecidos e eles, sim, fecharem”, contou o decorador.

Além disso, o valor da decoração costuma ser um dos mais altos de toda a planilha do casamento. “A responsabilidade disso é muito grande porque você vende um sonho que só vai ser colocado em prática no dia. É preciso convencer o cliente de que vai entregar aquilo que prometeu”, completa.

curso-de-decoracao-casamento-ao-ar-livre

2. QUEBRE O GELO ANTES DE PARTIR PARA PERGUNTAS TÉCNICAS

De acordo com Daniel, é muito importante quebrar o gelo para os noivos se sentirem à vontade e compartilharem o que realmente esperam do projeto. Afinal, se eles não forem claros na hora de passar a informação, isso irá atrapalhar (e muito!) o trabalho de qualquer decorador.

3. DEMONSTRE ORGANIZAÇÃO

Na visão de Daniel, é fundamental ser organizado e (sim!) anotar tudo o que é falado durante as reuniões, de preferência montando uma pasta para cada cliente. Assim você terá tudo registrado até o final do projeto. Levando em consideração sua experiência, já que começou a atender em sua própria residência, o decorador ainda aconselha: dividam um espaço exclusivo para o atendimento.

Importante! Caso esteja entrando no mercado e não tenha experiência de atendimento, treine e rascunhe em um papel perguntas fundamentais para fazer a cada cliente.

curso-de-decoracao-casamento-foto-aszmann

4. NÃO TENHA PRESSA NAS REUNIÕES

Um atendimento com Daniel, por exemplo, não dura menos de 2h30. Após conectar-se com seus clientes, ele começa a fazer perguntas estratégicas e até esboça – na mão mesmo – um projeto de como ficará a festa. O motivo de tanto empenho finca os pés na lógica: melhor ter um número menor de reuniões muito produtivas do que vários encontros que rendam pouco. Por fim, o profissional fornece a eles um orçamento aproximado (e o mais detalhado possível) de seus serviços.

Importante! Caso não se sinta seguro para fornecer orçamentos em tempo real – já que isso demanda vasto conhecimento do preço de locação de móveis, por exemplo – não se preocupe. Você pode demorar um pouco, mas tente ser o mais breve possível.

curso-de-decoracao-planta-foto-reproducao

5. É FUNDAMENTAL SER ÁGIL E RESPONDER DE FORMA INSTANTÂNEA 

Agilidade é fundamental, principalmente no mundo corporativo. Mas não se engane! No mercado de casamentos também é muito importante responder aos seus clientes o quanto antes.

“Se você demora muito a responder uma noiva, corre o risco dela pesquisar e fechar com outro fornecedor. Hoje o mundo é imediato e você precisa se enquadrar nessa dinâmica. O WhatsApp ajuda muito nisso”, opinou Daniel.

Importante! Se os fornecedores que você escolhe não são ágeis, o seu trabalho acaba sendo comprometido. Checar a caixa de spam do seu e-mail também parece uma dica boba, mas é muito valiosa. Nada pode passar batido!

curso-de-decoracao-casamento-classico-foto-reproducao

6. SEJA SINCERO E COERENTE

Na experiência de Daniel, noivos e clientes em geral testam os fornecedores a todo o momento. “Portanto, seja coerente e verdadeiro. Se você titubear, eles irão perder a segurança que tinham com você no início”, opina o profissional. Outra forma de demonstrar coerência é reservar a véspera do hotel ou do local onde será o casamento para a montagem, no caso de projetos muito elaborados.

A sinceridade também é vista como fundamental para o decorador. “Se alguém pergunta alguma coisa que eu não sei, sou muito sincero. Não sou obrigado a saber tudo e quando você se coloca como mortal, mas se prontifica a descobrir e pesquisar, você está puxando o cliente para o seu lado. Se você começa a se colocar a um patamar acima, o excesso de segurança te prejudica”, disse.

curso-de-decoracao-no-rio-de-janeiro-foto-aszmann

7. DIVULGUE SEU TRABALHO

Afinal, de nada adianta se profissionalizar e desempenhar ótimos serviços se o seu nome não chega aos ouvidos de clientes em potencial. Possuir conta nas redes sociais (em especial Facebook e Instagram), além de site e blog próprios, passou de diferencial a atributos imprescindíveis.

De acordo com Daniel, cerca de 90% dos seus clientes o seguem no Instagram ou pelo menos acessam seu perfil com frequência. Para ele, decoradores precisam saber de onde vêm os seus clientes.

“E, se eu estou no mercado de casamentos, tenho que me associar às mídias de casamentos. Principalmente para quem está começando, é importante investir nisso e divulgar sua empresa nos lugares certos: um pouco na mídia impressa, um pouco da mídia eletrônica”, ressalta o decorador.

curso-de-decoracao-decoracao-romantica-foto-reproducao

Gostou das dicas dadas por Daniel Cruz? Veja mais detalhes sobre o seu curso de decoração!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

Nascida em Minas, criada em Recife e apaixonada pelo Rio. Viajar o mundo é seu sonho, o que torna luas de mel e destination weddings um caso de amor à parte. Escolheu o jornalismo pela inquietante vontade de transformar em palavras histórias que mereçam ser contadas.