Baixe
GRÁTIS
o seu
eBook!
x

Mitos e verdades sobre identidade visual para casamento

Por  |  0 Comentários


Não há regras inquebráveis, mas – convenhamos! – dicas preciosas nunca são demais para arrasar na identidade visual para casamento! Vamos conversar sobre o assunto com algumas “polêmicas” que envolvem  do monograma até à decoração da festa. Imperdível! Vem!

Para falar de identidade visual para casamento, é preciso ter – sim! – sensibilidade. Não se trata apenas de design, layout, monograma, combinação de cores ou tipo de papel. É sobre amor! É sobre paixão! Sempre falamos muito por aqui sobre a importância de priorizar elementos importantíssimos para que o grande dia seja impecável. Pois é, até mesmo os pequenos detalhes fazem diferença! E como bem dizia o poeta Ferreira Gullar: “a arte existe porque a vida não basta”.

Foi acreditando nisso que a Artes Gráficas Cândida Amorim decidiu apostar no mercado de identidade visual para casamento e outros tipos de eventos, pois talento e criatividade nunca faltaram. “Convidar é uma arte”, diz Cândida. Esse é o princípio-combustível da empresa, que há mais de 20 anos, se dedica a criações inovadoras e exclusivas para os noivos que querem surpreender seus convidados – a começar pelo próprio convite. Já que o momento é único, por que não iniciarmos pelo abre alas?

Batemos um papo com Cândida e Raquel Amorim, que além de mãe e filha, a dupla é inseparável quando a missão é traduzir sonhos em papel. O objetivo é mapear as etapas que envolvem a idealização da identidade visual para casamento. Por isso, reunimos algumas das principais dúvidas dos noivos para responder o que é mito e o que é verdade – segundo à opinião da  Artes Gráficas Cândida Amorim. Confira:

1- QUANTO MAIS SIMPLES UM MONOGRAMA, MELHOR

Mito. Não existe monograma melhor ou pior, existe o símbolo que melhor comunica a papelaria ao estilo da festa. “O monograma é um item que faz parte da identidade visual para casamento que, invariavelmente, harmoniza e conecta inúmeros itens da festa”, explica Cândida.

2- AS CORES DA PAPELARIA DA FESTA DEVEM SER AS MESMAS DA DECORAÇÃO

Meio mito, meio verdade, (risos)! Não necessariamente os noivos precisam fazer do convite uma “prévia” da festa. Até porque a decoração é sempre uma grande surpresa para os convidados. Porém, um conselho que a Artes Gráficas Cândida Amorim sempre sugere é que se use, pelo menos, algumas cores da paleta sugerida pelos decoradores, com o intuito de criar uma ligação coerente com todos os itens do casamento. “Usar a mesma linha de raciocínio na festa toda pode ser uma ótima forma de tornar o ambiente aconchegante e íntimo”, opina.

3- O SAVE THE DATE É COISA ULTRAPASSADA

Mito. O save the date funciona como um anúncio do casamento para os convidados. Seja impresso ou online, a função dele é bem clara e intuitiva a todos. Em vários casos, enviar um pré-convite impresso é fundamental para o agendamento de viagens, ocasiões que pedem um dress code específico, ou até mesmo, criar aquela expectativa do que vem pela frente, sabe? “Que tal mostrar ao seu convidado o quanto ele é esperado no casamento?! Carinho e gentileza são cuidados fundamentais na arte de convidar”.

4- O CONVITE É A ARTE MAIS IMPORTANTE DE TODAS

Verdade. Cândida reforça que o convite é o “abre alas” do evento. “Ele nos diz o que devemos esperar da festa, como ele deve se vestir, se portar e, até mesmo, presentear. A coerência artística do convite é de suma importância para criar uma boa sintonia com o que virá pela frente”, pontua.


Leia mais

+ 7 tipos de impressão, custos e benefícios

bg-divisoria

+17 coisas que você deve saber sobre convite de casamento

bg-divisoria

+ Arte de convidar: 13 dicas para não errar


5- UM CONVITE LOTADO DE INFORMAÇÕES PODE FICAR CONFUSO

Verdade. Sinal de alerta ligado. Quando um convite se apresenta muito cheio de ornamentos, imagens e informações pode se tornar visualmente cansativo. Segundo Cândida, muitos textos ou símbolos correm o risco de tirar o foco do mais importante: os noivos e seu casamento! Priorizem o que é realmente necessário –  comunicando de forma clara e objetiva! “Caso tenham necessidade de enviar informações adicionais, sugerimos que seja enviado um pequeno envelope com um informativo interno”.

6- NÃO EXISTE HORA CERTA PARA USAR HASHTAG OU MONOGRAMA NA PAPELARIA

Sobre a hashtag: mito! Outro alerta que Raquel Amorim faz é que ela seja usada de forma discreta. Para ela, por se tratar de uma ferramenta da rede social e uma informação pouco relevante para a papelaria, é fundamental que seja apenas um detalhe no rodapé dos impressos, por exemplo.

Sobre o monograma, mito! “Usar o monograma com moderação é fundamental para a leveza de toda a papelaria. Se não tomar cuidado, fica parecendo algo muito comercial e pouco íntimo”.

7- É DIFÍCIL VARIAR COM ARTES PRETAS OU BRANCAS 

Mito. Estamos em tempos de novas interpretações e releituras. Não dá para “congelar” estilos e associá-los ao que o senso comum nos diz. O céu é o limite quando a criatividade entra em pauta. Sim! Não é a cor que dita uma característica, mas sim a arte de desenhar. “Já executamos inúmeros projetos lindos com papéis pretos e identidade visual supermoderna! É a famosa releitura do clássico!”, relembra Cândida.

E aí?! Concorda ou discordam de algum mito X verdade?! Veja mais novidades sobre identidade visual para casamento aqui!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


ic indica

avatar

Jornalista por paixão e vocação. Cativante, a carioca é dona de uma vida agitada e não nega ser romântica de alma, incurável. Adora casamentos e, desde que disse SIM para o amor da sua vida numa linda cerimônia ao ar livre, vive ainda mais encantada por esse universo.