IC responde: o que ainda não sabem sobre um destination wedding

Por  |  0 Comentários


Ainda não sabe se irá realizar um destination wedding? Depois desse post, qualquer confusão vai acabar. Separei as principais dúvidas que os casais costumam ter sobre o assunto. Vem ver!

1- Os noivos têm que pagar hotel e passagem para todos os convidados? E se alguém for indiscreto e perguntar sobre isso, como se sair bem na resposta?

Definitivamente não. Embora essa dúvida seja frequente entre os noivos, eles não precisam arcar com as despesas. Às vezes acontece, mas isso não é comum. E caso alguém insinue ou pergunte sobre o assunto, acho que uma ótima saída é dizer que fizeram um site ou montaram um informativo que vai ajudá-los: com dicas de hospedagem, hotéis com descontos, guia de como chegar e tudo o que precisam para se programar.

2- Para garantir que todos os convidados estejam lá é melhor marcar o casamento em um feriado?

O feriado é sempre bem-vindo quando falamos em aproveitar mais um dia com a família e os amigos. Se for na segunda, por exemplo, fazer o casamento no domingo é uma ótima pedida. Mas é de extrema importância analisar com calma a cidade e o feriado escolhido para não transformar o que seria perfeito num desconforto para os convidados. Outra coisa é assim que escolher a data, verificar o calendário da cidade escolhida para evitar qualquer
surpresa. E mesmo depois de definida, o cerimonial deve ficar atento a programação local para se planejar contra eventuais imprevistos.

Destination wedding: convidados - Foto Fábio Ferreira Fotografia

3-Levar profissionais de outras cidades é viável? Como funciona isso? É melhor contratar empresas locais?

Ambas as situações podem acontecer. Alguns profissionais cobram taxas referentes ao deslocamento e hospedagem, já outros embarcam na viagem dos noivos e compram a ideia sem custos adicionais. Na parte de estrutura, por exemplo, como o material é de grande porte oriento a contratação de fornecedores locais para evitar gastos como o frete. Mas tudo é possível! Um cinegrafista de outra cidade, DJ, fotógrafo… O mercado está preparado para esse tipo de intercâmbio. O que vale é a interação entre os fornecedores, o trabalho em equipe é essencial para um evento de sucesso. Eles precisam falar a mesma linguagem e quem medeia isso é o cerimonial.

Destination wedding: barquinho - Foto Fábio Ferreira Fotografia

4-Fazer um destination wedding exclui a lista de presentes já que os convidados vão ter gastos extras?

Não. Só não é elegante escolher presentes muito caros, pois já sabem que existem gastos extras da parte dos convidados. O ideal é fazer uma lista com preços variados para deixar que eles mesmos avaliem o quanto pretendem gastar. A ideia das cotas de lua de mel é sempre interessante nessa situação, cada convidado faz da maneira que achar mais confortável para si. Mas tudo depende da necessidade dos noivos e no que preferem investir.

Destination wedding: lista de presentes - Foto Divulgação

5-Algum cuidado especial com o vestido?

Todo cuidado é pouco quando falamos no vestido da noiva! Peça orientação a sua estilista e tenha atenção na hora de embalar e transportar. Uma dica: não desgrude dele. Em viagens de avião leve com você e nem pense em deixá-lo no bagageiro. Garanta que nada aconteça com ele. Assim que chegar ao hotel, veja onde será guardado, tire a capa e deixe-o abertinho em um lugar seguro – onde o noivo nem pense em passar por perto!

Destination wedding: vestido da noiva - Foto Neumanns Memórias Fotográficas

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr