Baixe
aqui
seu
E-BOOK
x

Top 10! Músicas brasileiras mais tocadas no casamento

Por  |  0 Comentários



Escute uma playlist de música de casamento especial para noivos que amam MPB

“É a festa da música Tupiniquim que tá rolando aqui na rua Antônio Carlos Jobim, todo mundo tá presente e não tem hora pra acabar e muita gente ainda tá pra chegar”. Quem lembra de “Festa da Música”, um dos maiores sucessos de Gabriel O Pensador e uma das músicas mais tocadas em 1997? Dessa vez nós vamos pegar carona na letra do Pensador para falar das músicas nacionais mais tocadas nas festas de casamento.

É fato que a pista de dança explode de verdade quando todos cantam as músicas da festa. Para que isso aconteça ela não tem que ser só boa, é preciso tocar, ser conhecida. Vale tanto para pop como funk, sertanejo, samba e também para hits internacionais. Hoje é impossível imaginar uma pista desanimada com “I will survive”, um dos maiores hinos da disco music. Mas, quando o DJ Giancarlo Secci tocou a música (ainda desconhecida) na inauguração da boate Hippopotamus a pista ficou vazia! Aos poucos ela foi caindo no gosto do público e acabou virando um dos maiores hits de todos os tempos.

Pensando nisso, eu preparei um Top 10 com alguns dos maiores hits nacionais para fazer a sua festa de casamento bombar de verdade! Se você sentiu falta de alguma música, escreva e deixe a sua sugestão.

1. NÃO QUERO DINHEIRO – TIM MAIA

Se é verdade que não existe festa animada sem Tim Maia, a história por trás do enorme sucesso dessa música é muito curiosa e pouca gente conhece. Lá no fim do post eu conto para vocês.

2.O DESCOBRIDOR DOS SETE MARES – LULU SANTOS

Já que falei de Tim Maia e DJ Memê, nada melhor do que um dos maiores sucessos da carreira de Tim Maia regravado por Lulu Santos e produzido pelo Memê para o álbum Eu e Memê, Memê e Eu, que fez muito sucesso em 1983.

3. VOU DEIXAR – SKANK

Essa música faz qualquer pista explodir desde 2003! Composição de Chico Amaral e Samuel Rosa, o hit foi eternizado na voz do vocalista mineiro e é sucesso na certa.

4. CAROLINA – SEU JORGE

Um samba-rock maravilhoso e perfeito para dar uma cadenciada na pista de dança. Depois de fazer sucesso no grupo Farofa Carioca, o artista partiu em carreira solo e em 2001 lançou o álbum Samba Esporte Fino. A música fez tanto sucesso que o álbum foi relançado com o nome de Carolina.

5. SORTE GRANDE – IVETE SANGALO

“Poeira, poeira, levantou poeira!” Muita gente não sabe mas esse é o nome de um dos maiores sucessos de Ivete Sangalo e foi lançada em 2003. O axé perdeu espaço para o sertanejo universitário nas festas de casamento mas essa música tem o poder de levantar qualquer pessoa!

6. BANG – ANITTA

Carro chefe do terceiro álbum da poderosa Anitta, lançado em 2005. Neste trabalho, a cantora deixou o funk meio de lado para apostar num estilo mais pop. O videoclipe fez muito sucesso e a mulherada se acaba fazendo a coreografia.

7. VAMOS BEBER – DENNIS DJ feat. JOÃO LUCAS E MARCELO E RONALDINHO

Como esquecer do funk nesse playlist? Outro grande sucesso de 2015 que parece um hit atual. Quando o DJ toca, a pista vai a loucura! Se você estranhou o nome de Ronaldinho, não se assuste, é ele mesmo! Uma parceria com a dupla sertaneja que se consagrou com “Eu quero tcha, quero tchu” e produção assinada pelo Dennis DJ, o novo rei do funk.

8. AQUELE 1% – MARCOS & BELUTTI part. WESLEY SAFADÃO

O sertanejo universitário tomou conta do país e se transformou na nova música Pop. Escolher apenas uma música entre tantos sucessos é difícil mas atualmente essa música é um dos maiores sucessos de todas as festas!

9. DO SEU LADO – JOTA QUEST

Um dos artistas mais queridos os país, cantando a canção de um dos maiores compositores do pop-rock, Nando Reis. Música lançada em 2003 no álbum ao vivo e até hoje faz muito sucesso!

10. PEGUEI UM ITA NO NORTE – MONOBLOCO

Como tudo acaba em samba, eu escolhi um grande sucesso da Escola de Samba Salgueiro, do Carnaval de 1993, regravado pelo Monobloco em 2010. Essa não tem erro, é pista bombando na certa com todo mundo cantando “Explode coração, na maior felicidade”!

 

♦ CURIOSIADE: COMO A MÚSICA NÃO QUERO DINHEIRO VIROU HIT

Detalhe, a gravação original é de 1971, do segundo álbum do artista. Agora nós vamos até o início dos anos 90, quando foi inaugurado o Mostarda da Lagoa, um bar e restaurante com boate no segundo andar. Eu era o DJ da casa e fazia dupla com o Ricardo Araújo. Nós criamos uma brincadeira e ele apostou todas as fichas em “Não quero dinheiro”. Na primeira vez que tocou, todo mundo parou de dançar e ficou olhando para ele. Após alguns dias a música foi começando a fazer sucesso e virou um hino da casa. Um vez, Tim Maia foi jantar no Mostarda e ficou incrédulo com o que viu. Colocou uma cadeira na frente da pista, subiu e virou um maestro regendo todos os presentes que cantavam a sua música.

Eu também era DJ da Rádio Cidade e comandava três programas, entre eles o Arco da Velha, só com flashbacks. Lancei a música no programa e logo entrou na programação normal. A gravadora correu e lançou um CD especial. O resto da história todos conhecem.

Dez anos depois eu cuidava da área artística da gravadora Som Livre e convidei o DJ Memê para produzir um disco de remix do Tim Maia. Surgia A Festa do Tim Maia! A faixa 5 era exatamente a versão remix de “Não quero dinheiro” e que faz muito sucesso até hoje nas festas de casamento.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someonePrint this pageBuffer this pageDigg thisShare on RedditShare on Tumblr


avatar

DJ expert há 30 anos e pai de três filhos, ele dividiu sua experiência no livro Histórias Inesquecíveis de Casamentos, onde conta casos inacreditáveis e prova todo seu profissionalismo. Respira música e mistura seu feeling com arte, já que é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Suas maiores paixões? Filhos e música. Adora scuba diving!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>